Mais absurdos

José Manoel Ferreira Barboza

Foi estampado em manchete no jornal O Dia, do dia 25/08/2000 a "revelação" de que Joanna de Ângelis teria ditado para Kardec dois trechos do E.S.E. Ei-los: "a paciência", cap. 9, item 7 e "dar-se-á a quem tem", cap. 18, item 15. Se a moda pega, não faltarão "revelações" sobre os demais textos da codificação assinados por "esp. amigo", "protetor do médium" e até mesmo poderão apontar o Espírito da Verdade como sendo Moisés, Jesus ou próprio Deus! É só questão de tempo! Tudo isso e mais outras coisas constam da peça de teatro "A Veneranda" em cartaz no Teatro Vannucci que estreou no dia 24/08 com a presença do grande médium que psicografou o livro contando a história da freira, e, relembrando, o mesmo que recomendou orar para que os criadores de casos no Espiritismo morram, sendo usado pela referida católica de frases e textos empolados, nada afetos à simplicidade e concisão dos espíritos superiores, conforme determina em O. L. M.

Quem ainda não viu "santinhos" da Joanna como cópia fiel de Sta. Terezinha? de Bezerra de Menezes e Emmanuel (com aura e tudo) distribuídos em Centros ou em quadros pendurados em suas paredes? Isso tudo é muito triste e só prejudica a divulgação séria e responsável da religião que veio para mudar o significado de cristão, fazendo com que a vivência pelo conhecimento, seja a marca real dos que usarem esse título tão enobrecedor: Cristão!

Parece-nos que estamos diante de um movimento irremediavelmente contaminado que só não implodirá ou explodirá se elementos de bom senso realmente comprometidos com a codificação consolidada nas cinco obras básicas, assumirem o comando, mandando para o "espiritolicismo" ou "espiritantismo" os velhos caciques (encarnados ou não) que insistem em prestar um desserviço à divulgação do Espiritismo.

Aguardemos, pois coisas piores e mais contundentes ainda virão, geradas por esse dito movimento espírita de interesses casuísticos e, é claro inspirado e instigado pela espiritualidade inferior que tem se valido de pseudosábios para afastar a Humanidade dos conhecimentos espíritas que formam a Terceira Revelação e estão constituídos nas cinco obras básicas codificadas por Allan Kardec.

(Publicado no Correio Fraterno do ABC Nº 357 de Outubro de 2000)