Vai, Chico Amor Xavier!

Merlânio Maia

Desprendeu-se a imensa estrela
Que nas terras do Cruzeiro
Iluminava os caídos
E brilhava o tempo inteiro
Quantos sob as suas luzes
Deitavam ásperas cruzes!?
E no sagrado mister
Quanto pranto ele enxugava
Enquanto a luz espalhava?!
Foi Chico Amor Xavier

Duma casa tosca e simples
Bem no coração do mundo
Essa estrela iluminava
Brilho de Deus oriundo
Quantas páginas do além
Que semeavam o bem?!
Quantos momentos na história
Disseminou-se tal paz?
E em quantos momentos mais
A Terra teve tal glória?!

Segue Chico Xavier
Pelos espaços azuis
Qual astro luminescente
Deixando um rastro de luz
Rastro dum amor tão profundo
Vai do Coração do Mundo
E a Terra inteira alcança
Nos teus noventa e dois anos
Vividos entre os dois planos
Sempre levando esperança

Vai seguindo Chico Amor
Sob os aplausos e as glórias
Do mundo espiritual
Levando as tuas vitórias
Pois ao mundo tu venceste
Na missão que escolheste
Num mundo de expiação
A retirar tanto espinho
Iluminando o caminho
Com imensa devoção

Santa mediunidade
Com que desvelaste a vida
Livros, livros e mais livros
Qual cascata incontida
Muito mais de quatrocentos
Nos teus íntimos momentos
A produzir sem parar
Uns de inconteste poesia,
Romances, filosofia,
Sempre a psicografar

E os autores mais sublimes
Emmanuel, André Luis
Maria João de Deus
Irmão Jacob, Irmão X,
Cornélio Pires, Meimei,
Tantos poetas achei
No Parnaso de Além Túmulo
Além de outros não citados
De jovens desencarnados
Fazendo de livro acúmulo

A Terra entende o recado
Da tua missão sublime
Muitos atendem ao chamado
Que o teu viver imprime
Apóstolo da caridade
A viver a Cristandade
Que tal Doutrina traduz
De quem sentiu e amou
Viveu e exemplificou
Allan Kardec e Jesus

Avante Estrela Sublime
Rumo as Esferas Celestes
De quem tem merecimento
Pelo exemplo que nos destes
Mesmo em grande sofrimento
Não paravas um momento
Consolando em teu mister
Socorrendo, amparando
Estancando choro e amando
Chico de Luz Xavier

Leva os nossos sentimentos
De amor e de gratidão
Pois te somos gratos, Chico
Por tuas sagradas mãos
Sempre a espalhar mensagens
Trazidas das outras margens
Mostrando que há vida além
Fazendo a diferença
De que se vestiu de crença
Pra o mundo encontrar o BEM!

Vai Chico, leva a alegria
De quem só espalhou luz
Como apóstolo devotado
Vai te encontrar com Jesus
Vai receber as medalhas
De quem venceu as batalhas
Aureolado na Fé
Vai beber da água pura
Do carinho e da ternura
Do Mestre de Nazaré