O homem e o Lar

Cristina Maria da Silveira

Colossenses 3-19 “Maridos, amem suas mulheres, não sejam grosseiros com elas”.

Colossenses 3-21 “Pais, não irritem seus filhos, para que eles não fiquem desanimados” I Pedro 3-7 “ Do mesmo modo, vocês maridos, sejam compreensivos na vida conjugal, mostrando consideração para com as esposas....”

A posição do homem no lar, como líder deve sempre estar acompanhada da responsabilidade de cuidar do bem estar dos membros da família. A liderança não significa ser rude, duro ou áspero.

O homem deve procurar sempre providenciar para o lar o necessário. Deve ter um ofício que lhe garanta isso. Não deve fugir a essa responsabilidade, esperando que “outros” cuidem dele e de sua família. Porém, nesta época em que vivemos, muitas vezes o homem não consegue trabalho fora de casa, nessas situações ele não deve se envergonhar em ajudar nas tarefas domésticas. Muitos homens desempregados, além de não ajudar atrapalham, se tornando um estorvo no lar, ficam agressivos e procuram fuga nos vícios.

O homem deve respeitar sua companheira, se a ela tem que trabalhar fora, muitas vezes não sobra muito tempo para o companheiro, ele deve compreender e tentar fazer do tempo livre juntos um momento agradável; se ela pode ficar em casa, cuidando da casa e dos filhos, suas tarefas devem ser reconhecidas e valorizadas por ele. Ela deve ser amada e respeitada, ele deve provir o seu bem estar, sua segurança e a sua evolução.

Infelizmente , alguns homens se aproveitam do posição de líder humilhar a mulher. Ao invés de cuidarem da mulher tornam-se tiranos delas. Acham que a mulher tem obrigação de servi-los, afinal é ele que paga as despesas. Acham que a mulher não deve se cuidar nem se informar . Acham normal que descarregar o stress do trabalho em casa. Acham até que podem espancar suas mulheres.

Esse tirano, consegue deixar a mulher sem profissão, mal cuidadas e emocionalmente abalada. Essas atitudes muitas vezes levam a mulher a procurar trabalho alternativo, fora de casa, afastando-a do lar, para conseguir sua independência. Muitas vezes esse é o motivo da separação.

Em relação ao filhos, o pai amoroso e ciente das suas responsabilidades deve evitar:

O pai amoroso deve ser um exemplo de para os seu filhos homens e um porto seguro para as filhas mulheres.

Não podemos nos esquecer que o exemplo do pai influencia em:

O homem que está ciente da sua função e responsabilidade, deve dar mais importância a família do que a posição social ou profissão. Ele deve evitar se ausentar desnecessariamente do lar. O homem deve aprender a reservar parte do seu tempo para o convívio familiar, assim ele poderá provir, orientar, acompanhar, educar e amar.

Mogi das Cruzes 13/05/2004