Autoridade da Codificação espírita e os verdadeiros "FALSOS PROFETAS"

Iso Jorge Teixeira *

isojorge@bighost.com.br

Recebemos extensa carta, de 13/05/02, e outra anexada, mais longa ainda, dirigida ao Sr. NESTOR MASOTTI, presidente da FEB, datada de 20/03/02, quando éramos colunista do jornal espírita, órgão da Federação Espírita do Estado de São PAULO (FEESP)... Eis a carta a nós endereçada:

"Caro amigo e irmão, Dr. Iso Jorge Teixeira, muita Paz em Jesus

Sou leitor do jornal espírita e acompanho as suas respostas dadas às perguntas feitas pelos leitores deste jornal e agradeço em nome de todos nós pela atenção nos dada para nos esclarecer.

Sou apenas um simples servidor da causa espírita, portanto, a minha opinião é a de um simples e ignorante como Jesus dizia, mas com o aumento da preocupação sobre a autoridade de Kardec na nossa doutrina, principalmente do leitor de Brasília, WALDECI COSTA JAPIASSU, descrito no Jornal Espírita deste mês de maio de 2002 e a JEREMIAS F. T., de Vila Carolina que diz: O que está realmente acontecendo? Será que é um momento passageiro onde a doutrina emergirá mais forte?

Resolvi consultar a Espiritualidade, embora talvez eu possa ser mais um falso profeta, resolvi passar a você a opinião dada pelos nossos irmãos espirituais. (...) E a resposta de nossos irmãos espirituais foi a seguinte:

'Irmãozinho, Jesus continua o mesmo, nada mudou, é o homem que continua preso a suas fraquezas materiais. Realmente o espiritismo veio para completar as revelações, mas teria que preparar primeiro os mais necessitados de orientações espirituais, que hoje sabemos não ser os simples e ignorantes, e mais uma vez a verdade teria que ser adaptada às necessidades e fraquezas do homem, mas mesmo assim muitos não estarão preparados para aceitarem novas revelações, pois chega a hora de se cumprirem as palavras de Jesus que diz: 'Tenho muito pra vos dizer, mas vocês não suportarão agora , aproxima-se a hora, pois nuvens negras anuncia-se tempestade'.

Embora eu seja espírita desde os 6 anos de idade e hoje me encontro com 50 anos, eu sempre colocava em dúvida, não o Espiritismo, mas a autoridade da codificação de Kardec aliada à ciência e à intelectualidade material, e assim dificultando o entendimento das pessoas mais simples, contrastando com os exemplos do Cristo na humildade e simplicidade,(...).

No tempo de Jesus não se podia falar aos sábios e prudentes, pois eles por si só já se proclamavam deuses, mas chegando o tempo certo e na hora certa eis que surge o espiritismo, cuja primeira parte foi adaptada à ciência e à intelectualidade material para que tivesse acesso também aos sábios e prudentes, pois em seus mundos de total orgulho e vaidade jamais aceitariam os ensinamentos de Jesus por causa da sua simplicidade e humildade.

Mais eis que agora aproxima-se a hora de se edificar as paredes da doutrina com os tijolos fabricados com muito amor, respeito e caridade do nosso querido Chico Xavier.

No espiritismo ainda não se cumpriu as palavras de Jesus: Tenho muito pra vos dizer, mas não podeis suportar agora, naturalmente que serão revelações que ferirão a fundo o orgulho e a vaidade dos fariseus modernos e aí haverá muito choro e ranger de dentes.(...).

Algo está para acontecer, e a verdade virá pura, nua e crua e certamente inverterá os valores das coisas, pois elevará os simples e ignorantes pela qual Jesus se dedicou toda a sua vida e rebaixará os sábios e prudentes, pois a simplicidade e humildade respeita o orgulho e a vaidade, mas o orgulho e a vaidade jamais respeitará a simplicidade e a humildade.

Não podemos e nem devemos esquecer que ainda estamos encarnados num planeta de provas e expiação e a verdade ainda nos chega adaptada aos nossos gostos e fraquezas, é como Chico diz no livro de Carlos Bacelli, 'O Evangelho de Chico Xavier': A verdade que fere é pior que a mentira que consola, entenda quem puder'

Que Deus o ilumine e abençoe

CLAUDEMIR DOS SANTOS

Taubaté - SP

Após nossa resposta preliminar, em nova extensa carta (de 05/06/02), disse o Sr. CLAUDEMIR dentre outras coisas:

" (...) Em primeiro lugar quero esclarecer que não sou adepto e nem simpatizante de J. B. ROUSTAING e que o modo que me referi ao Presidente da FEB e a revista REFORMADOR foi apenas uma forma carinhosa de respeito ao próximo como eu também te respeito, pois a tão almejada fraternidade só se realizará quando procurarmos dominar o nosso orgulho e assim respeitarmos uns aos outros.

A intenção do envio da cópia da carta que enviei ao Sr. Nestor Masotti é justamente para esclarecer a minha tristeza e indignação quanto ao orgulho e vaidade que está dominando a nossa querida Doutrina e através do meu comentário (orientado pela Espiritualidade) principalmente sobre o antigo escrito pelo ex-presidente da FEB, Juvanir Borges de Souza, sobre a Desigualdade, Pobreza, Miséria, portanto, note-se que o que escrevi é para criticar e não para bajular a FEB(...)"

Além dessas cartas, o confrade enviou-nos vários escritos seus em que teria recebido, dos seus Mentores Espirituais, notícias reveladoras da proximidade da "Nova Era", em que diz, por exemplo:

"Graças a Deus, chegou a hora do recenseamento espiritual para se escolher a dedo o verdadeiro cristão, ou seja, separar o joio do trigo".

Em primeiro lugar gostaríamos de dizer que nós agradecemos a fidelidade à nossa página.

Autoridade da Codificação - O Consolador.

Pedimos licença para discordar do Sr. CLAUDEMIR, pois se colocava em dúvida a "autoridade da Codificação", obviamente colocava em dúvida o Espiritismo, pois, inclusive a palavra (Espiritismo) foi criada por KARDEC. Além disso quem usou de parábolas para confundir os sábios da época foi JESUS! O Espiritismo não, ele não veio para confundir os sábios, ele veio para cumprir a promessa de JESUS de pedir um Consolador ao Pai, numa linguagem direta, sem rodeios. O que JESUS disse em parábolas - pois as pessoas não estavam espiritualmente preparadas para entendê-lo -, o Espiritismo diz claramente!

Outra imprecisão que notamos no arrazoado do confrade é quando diz que a Codificação é a "base" e que se tem de "edificar as paredes da doutrina"... Ora, a Codificação é a base, mas de estudo e não do edifício. A Codificação foi transmitida já edificada, pois ela toca em todos os problemas da humanidade: há "cimento" e "tijolos". Não adianta estudar livros de CHICO XAVIER antes de estudar a Codificação, por isto é que se diz que a Codificação é a base, mas base no sentido de estudo e não a "base" no sentido de uma construção... Assim, as quatro operações de cálculo (somar, subtrair, multiplicar e dividir) são a base para quem deseja estudar Matemática e não a "base" do edifício da Matemática, pois esta já está construída....

Não gostaríamos de discutir aqui a questão da veracidade ou não das mensagens recebidas pelo Sr. CLAUDEMIR, pois as profecias com data marcada, em sua maioria, não vêm se confirmando ao longo da História.... Gostaríamos de tratar aqui da importante questão referente à influência, de certo modo nociva, do roustainguismo e dos métodos políticos da FEB, os quais J. HERCULANO PIRES denominou "paz de pantanal" (cf. A Pedra e o Joio)...

Caixa de texto: Aguarda que te unten. Estampa de GOYA.
O roustainguismo e a "paz de pantanal".

Muitos confrades opinam que devemos ignorar a obra de ROUSTAING e que citá-la seria fazer propaganda. Não obstante, a estratégia da FEB sempre foi esta: não debater francamente a obra de ROUSTAING e continuar a fazer a propaganda subliminar da obra OS QUATRO EVANGELHOS, sem discutir o seu mérito intrínseco... A conseqüência disso é óbvia: aquele que critica tal obra seria um herege, um obsidiado, pois estaria contra a "evangelização" do povo e, por isso, não mereceria discussão; enfim, a política do silêncio, a "paz de pantanal". Com isso, o movimento espírita não avança e tende à estagnação e o que fica estagnado apodrece, daí a importância de discutirmos o que há por trás do desejo de ordem da FEB e aquele, mutatis mutandi, foi objeto de várias obras do pintor GOYA, denunciando a Sociedade de seu tempo, a unção do povo com a ignorância e a torpeza para converter as pessoas em bodes,obedientes...

Caixa de texto: Uma das 80 estampas de GOYA criticando a Sociedade de seu tempo. Disse ele: "Con la untura de la ignorancia y la torpeza, se convierten al fin los hombres en cabrones".
A obra de ROUSTAING.

É através do conhecimento e da discussão da obra de ROUSTAING, e de seus seguidores, que o verdadeiro espírita poderá distinguir o joio do trigo... A propósito, recebemos o seguinte mail, de 31/05/02:

"Gostaria de receber informações sobre títulos de livros que falem sobre ROUSTAING ou roustainguismo. Li o seu artigo intitulado Responsabilidade na orientação dos obsidiados e doentes mentais e gostei muito. Neste artigo você cita o autor acima e eu nada conheço sobre ele, por conta disso, fico esperando informações acerca do mesmo. Grata desde já."

Após nossa resposta preliminar, ela voltou a escrever-nos, fornecendo sua Cidade e Estado e disse em mail de 07/06/02:

"Caro irmão

Gostaria de lhe agradecer pela sua atenção em responder meu pedido de informação. Além de ter me esclarecido, as fontes de pesquisas me serão muito úteis para ampliar meu conhecimento e não me deixar enganar por literaturas que não seguem nossa Doutrina de forma fidedigna.

Sou estudante de Psicologia e acompanho com muita atenção todos os seus artigos no Jornal. Poucas vezes li coisas tão interessantes, que conseguem juntar Ciência e Espiritismo tão bem. Trabalhei durante um ano em um grande hospital psiquiátrico e pude observar vários casos onde a obsessão parecia estar muito clara. No entanto, nossa formação na área de saúde nos convence a não desprezar os fatores biológicos, a doença em si. Sempre tive muito receio com artigos que falem sobre Religião e Psiquiatria, por conta dos inúmeros casos de charlatanismo que se conhecem. No entanto, o Sr. trata dos assuntos com segurança e muita seriedade. Virei sua fã.

Novamente obrigada e continue com muita luz e proteção de Deus nessa tarefa tão bonita de escrever e tratar com tanto respeito às coisas de nossa Doutrina. Muita paz e um abraço fraterno."

JORDANA SEIXAS

São Lourenço da Mata - PE

Aí está, a consciente, futura psicóloga JORDANA, anotou a nossa citação de ROUSTAING e gostaria de conhecer a sua obra e de livros que falem sobre o assunto. Suponhamos que ela não tivesse a curiosidade de conhecer a obra roustainguista, que poderia acontecer?! Faria um juízo da obra "por ouvir dizer", que é basicamente a política da Federação Espírita Brasileira (FEB); agora, cremos, ela poderá fazer um juízo real, livre. A nossa resposta à leitora, pode ser útil aos leitores em geral, por isso vamos desenvolvê-la aqui:

JEAN-BAPTISTE ROUSTAING foi o coordenador do livro recebido mediunicamente por Mme. COLLIGNON, em França, publicado em 1866; o livro tem o título, pretensioso, de "Revelação da Revelação - OS QUATRO EVANGELHOS", é editado pela Federação Espírita Brasileira (FEB) - Rio de Janeiro / Brasília, são 4(quatro) volumes em Português, em Francês são 3(três). Não aconselhamos tal leitura para aqueles que não possuem um conhecimento seguro da Doutrina dos Espíritos (livros de ALLAN KARDEC); pois, parece-nos, que aquele foi ditado por espíritos pseudo-sábios...

Na FEB há vários livros antigos publicados com a "filosofia" roustainguista, mas não falam especificamente em ROUSTAING... O jornalista LUCIANO DOS ANJOS é o maior defensor de ROUSTAING, ele é muito inteligente como escritor, mas, defende o indefensável ROUSTAING... Dele, há vários artigos do passado publicados na revista REFORMADOR, órgão da FEB e no livro O ATALHO - Publicações Lachâtre, Niterói, RJ., há algo sobre ROUSTAING. Em maio/02, ele lançou um novo livro, específico sobre ROUSTAING, mas ainda não o li.

Quanto aos anti-roustainguistas há vários livros também, podemos destacar:

1- A BEM DA VERDADE - do Dr. HENRIQUE ANDRADE. Edição própria. Um livro bem antigo, que só pode ser encontrado em antiquários ("sebos"). É um livro sério, com uma análise minuciosa do livro de ROUSTAING;

2- O VERBO E A CARNE - de J. HERCULANO PIRES / JÚLIO ABREU FILHO. Edit. Cairbar, São Paulo, SP. É neste livro que o grande HERCULANO PIRES diz que "OS QUATRO EVANGELHOS (de ROUSTAING) é o cavalo-de-Tróia do Espiritismo"...;

3- KARDEC X ROUSTAING - de ERASTO DE CARVALHO PRESTES. Edit. Mandarino, Rio de Janeiro, RJ.

4- ALLAN KARDEC - BOM SENSO OU CONTRA-SENSO ?! - de ERASTO DE CARVALHO PRESTES. Edit. Mandarino, Rio de Janeiro, RJ.;

5- BRASIL: PÁTRIA DO ANTICRISTO - de ERASTO DE CARVALHO PRESTES. Edit. Mandarino, Rio de Janeiro, RJ.;

6- AS TOLICES E PIEGUICES DE ROUSTAING - de NAZARENO TOURINHO. Edições correio fraterno, São Bernardo do Campo, SP. É um excelente livro, sintético, e com a autoridade do autor no assunto;

7- RETALHOS DE UM ATALHO ( resposta a um roustainguismo febeano)- de NAZARENO TOURINHO. Edit. EME, Capivari, SP. É uma lúcida crítica rebatendo os argumentos de LUCIANO DOS ANJOS;

Enfim, caríssima Sra. JORDANA e Srs. leitores em geral, há um grande número de livros pró e contra o roustainguismo... O ideal é que a confreira estude bem a Doutrina Espírita, antes de ler ROUSTAING, para que não corra o risco de ser envolvida pelas verdades misturadas com os absurdos contidos em ROUSTAING.

A ênfase dada a uma obra mediúnica, que não passou pelo critério metodológico da razão e da concordância universal dos ensinos dos Espíritos, isto é, o que está exposto na obra OS QUATRO EVANGELHOS foi recebido mediunicamente por uma única médium e é considerado pela FEB como verdade indubitável, como transitada em julgado... Com isso, abre-se o precedente para que qualquer pessoa se arvore como detentora da "verdade" enunciada pelos seus "guias-espirituais", sem maior reflexão, como tem sido o caso de várias obras mediúnicas atuais e como foi o caso do Sr. CLAUDEMIR.

Os verdadeiros "falsos profetas".

Como dissemos, não discutiremos se as mensagens recebidas pelo confrade sejam verdadeiras ou falsas, mas são uma opinião pessoal dele ou dos Espíritos, que não passou pelo criterium destacado por KARDEC em O Evangelho seg. o Espiritismo (Introdução).

Quanto ao Espírito VERDADE ser o próprio JESUS, o "Governador da Terra" (segundo texto do confrade ao Sr. MASOTTI), esta é, desculpe-me o leitor, mais uma tolice propagada pela FEB, ROUSTAING e Cia... Admitir-se a "evolução em linha reta" de JESUS, o "pecado original", a "virgindade de Maria" e a sua "gravidez simulada" e outros dogmas católicos e docetistas é repetir o que dizem as religiões que pregam a fé pela fé e o Espiritismo baseia-se na fé raciocinada. Eis mais uma das razões da FEB adotar a "paz de pantanal" em assuntos polêmicos...

Não nos parece que o Sr. CLAUDEMIR seja um "falso profeta" e sim, que esteja iludido pelos falsos profetas da FEB. Diz ele que não é roustainguista, no entanto, admite que seus Guias Espirituais estão fazendo profecias que logo se concretizariam!... A esse respeito é importante lembrarmos as palavras do Espírito ERASTO aos espíritas de Bordeaux - terra de ROUSTAING - em 1861 (por "coincidência", no mesmo ano que começou a ser ditado "OS QUATRO EVANGELHOS"):

"(...) Vossos excelentes guias já vos disseram: tereis de lutar não só contra os orgulhosos, os egoístas, os materialistas e todos esses infelizes que estão imbuídos do espírito do século; mas, ainda e sobretudo, contra a turba de espíritos enganadores que, encontrando em vosso meio uma rara reunião de médiuns, pois a tal respeito são os mais aquinhoados, em breve virão assaltar-vos: uns, com dissertações sabiamente combinadas, nas quais, graças a tiradas piedosas, insinuarão a heresia ou algum princípio dissolvente; outros, com comunicações abertamente hostis aos ensinos dados pelos verdadeiros missionários do Espírito Verdade(...)" - o grifo é nosso - (In Revista Espírita - Jornal de estudos psicológicos. ALLAN KARDEC. 1861. Trad. JÚLIO ABREU FILHO. EDICEL, São Paulo, p. 365).

Em 11 de fevereiro recebemos o seguinte mail:

"FEB PERDE AGRAVO POR UNANIMIDADE

A 13ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro julgou hoje o agravo da Federação Espírita Brasileira pedindo a cassação da liminar concedida pelo Juízo da 29ª Vara Cível da Capital que não permitiu a supressão do estudo de Roustaing no estatuto.

Por unanimidade de votos os desembargadores negaram provimento ao pedido.
Em conseqüência, ficam mantidos os artigos 1º e 73 do estatuto, que preservam aquele estudo, até o julgamento da ação principal e de duas outras apensadas ao processo, em tramitação na 29ª Vara Cível.

Rio, 11 de fevereiro de 2004

LUCIANO DOS ANJOS"

E no dia 18 de abril, o que se segue:

CONTATOS PERIGOSOS

Agremiação de magistrados espíritas, sediada em Brasília, teria sido procurada na tentativa de se conseguir boa vontade de juizes e desembargadores relativamente a causas que tramitam na Justiça envolvendo poderosa empresa privada, e que acumula mais de quinhentas ações em curso no Brasil inteiro.

Também teria sido sugerida atenção generosa para processo específico em tramitação no Rio de Janeiro implicando conhecida instituição espírita.

Ora, a magistratura é constituída, na sua esmagadora maioria (as exceções ficam por conta dos escândalos públicos que têm sido acompanhados pela imprensa), de homens sérios, dignos, competentes, cuja conduta e probidade deveriam bastar para desestimular a ousadia de incursões antiéticas e desrespeitosas.

No momento em que a sociedade debate a grave questão do controle externo do Judiciário - dadas as preocupações que desabem sobre esse poder da República -, é de se deplorar contatos dessa natureza que, se verdadeiros, hão de ter constrangido os honrados magistrados espíritas e certamente esbarrarão na sua repulsa e na sua indignação.

Rio de Janeiro, 18 de abril de 2004

Dia de O Livro dos Espíritos

LUCIANO DOS ANJOS

Jornalista profissional ".

Aí está, eis a situação ATUAL da malfadada "cláusula PÉTREA" nos Estatutos da FEB, que praticamente OBRIGA os seus dirigentes à leitura e divulgação do livro de J.B. ROUSTAING...

Doutrinariamente, somos contrários às teses do confrade LUCIANO DOS ANJOS, mas no mérito da questão atual, judicial, parece-nos que ele está com toda razão. Falta aos dirigentes da FEB, PROVAREM a sua fidelidade kardequiana...

Os falsos profetas possuem características que, se bem observadas, serão denunciadoras do seu perigo. Assim, há uma fábula interessante para esclarecer o Salmo 10:10 por KOBRINER, assim relatada por MALBA TAHAN:

Júlio César de Melo e Souza

MALBA TAHAN

(1895 – 1974)

O NOSSO INIMIGO

O velho ratão, que vivia no bosque, mandou o filho em busca de comida; recomendou-lhe, porém, que se guardasse do inimigo. O ratinho, na primeira curva do caminho, esbarrou, de repente, com um galo; voltou correndo ao pé da mãe, transido de susto, e descreveu o inimigo como um bicho soberbo, de crista arrogante e vermelha.

–– Não é esse o nosso inimigo - sentenciou o ratão.

E ordenou ao filho que saísse outra vez. O segundo encontro do ratinho foi com um peru, que o deixou meio morto de pavor.

–– Minha mãe - lamuriou ele, arquejando - vi um demônio enorme e emproado, de olhar terrível, pronto para matar.

–– Também não é esse o nosso inimigo - tranqüilizou-o a mãe, com docilidade comovida -. O nosso inimigo caminha silencioso, de cabeça baixa como uma criatura humilde, é macio, discreto, de aparência amável e deixa a impressão de ser inofensivo e muito bondoso. Se topares com ele, tem cuidado!

Fujamos, pois, desse perigoso inimigo de aparência amável, que se finja de solícito e prestativo e que, no entanto, só deseja a nossa ruína e a nossa perdição." - o grifo é nosso - ( Lendas do Povo de Deus).

A estória acima mostra bem as características dos falsos profetas e dos Espíritos enganadores, denunciados por ERASTO.

Por tudo isso, leiamos KARDEC, antes de lermos romances mediúnicos e ROUSTAING e lembremos a frase de PAULO DE TARSO na sua 1.ª Epístola aos Tessalonicenses:

Não extingais o Espírito, não desprezeis as profecias. Discerni tudo e ficai com o que é bom
(1 Ts 5,19 - 21).

Iso Jorge Teixeira - CREMERJ:52-14472-7 .

* Psiquiatra. Livre-Docente de Psicopatologia e Psiquiatria da Faculdade de Ciências Médicas (FCM) da Universidade do

Estado do Rio de Janeiro (UERJ).