A causa primária e o primogênito

José Reis Chaves

Agradeço e respondo os e-mails de Ulisses B. Simões e Tatiana, em O TEMPO de 13-10 e 14-10-2004, respectivamente. E aproveito o ensejo para informar o lançamento do livro “Um Certo Dom”, de César Vanucci, em 10-11-2004, às 19,30 horas, no SESIMINAS, à Rua Álvares Maciel, 59, Sta Efigênia, BH.

“O próprio Espírito testifica com o nosso espírito que somos filhos de Deus” (Rm 8,16). A clareza desse texto dispensa comentários. E o Mestre nos ensinou também a chamarmos Deus de Pai. “Ninguém vai ao Pai sem mim”, isto é, sem o Cristo Interno, presente em nós também, e que nos impulsiona sempre para a perfeição. “Continuarei sentido as dores do parto, até que Cristo se manifeste em vós” (Gl 4,19). O homem Jesus sempre falava como sendo o Cristo, o Messias, o Ungido, ou seja, como espírito. Nós esquecemo-nos de que nós somos também espíritos ou outros Cristos imortais, embora ainda atrasados: “Até que todos cheguemos à estatura mediana de Cristo” (Ef 4,13). E o Mestre disse : “Ninguém vem a mim, se o Pai não o enviou. O Pai encaminha a Jesus aqueles que têm mérito ou carma positivo, pois nós colhemos o que plantamos. E Jesus é o caminho, mas nós mesmos é que temos de caminhar por esse caminho, o Evangelho.

“Façamos o homem à nossa imagem e semelhança”. Os Eloim (deuses) são espíritos humanos superevoluídos ou anjos. E é oportuno lembrarmo-nos aqui de que, por influência de nossos arquétipos, chamamos de “anjinho” um recém-nascido que morre! Os anjos são “ministros” de Deus (Hb 1,14). E esses anjos ou deuses podem ser espíritos desencarnados, que se materializam, ou também encarnados (Salmo 82,6; Jo 10,34; Atos 12,7; Gn 19,1 e 1 Sm 28,13).

O Cristo já existia antes de se encarnar aqui na Terra, sim, pois o espírito sempre preexiste ao corpo: “Antes que eu te formasse no ventre materno, eu te conheci...” (Jeremias 1,5). Para Paulo, Cristo é o primogênito das criaturas no mundo (Hb 1,6), mas foi criado ou gerado. Já Deus mesmo, o Pai, é incriado e ingerado, pois sempre existiu. A resposta à questão nº 1 de “O Livro dos Espíritos”, de Kardec, define muito bem Deus: “Deus é a Inteligência Suprema e a Causa Primária de todas as coisas”, diferente, pois, do Primogênito, Jesus Cristo!