Evangelhos Canônicos

José Reis Chaves

Quero dar ao “O Tempo” meus parabéns pela coluna “Nirvana” do deputado federal Vittorio Medioli, extensivos ao Mestre em Teologia, professor da PUC-MG, Pe- José Cândido da Silva, que teceu um brilhante comentário a respeito de parte do rico conteúdo da citada coluna, que entre outras questões, nos apresenta variantes interessantes sobre interpretações de frases do “Pai-Nosso”, entre elas a “assim na terra como no céu”.

Quero, porém, fazer algumas considerações sobre os assuntos da coluna em a apreço e do mencionado comentário do ilustre teólogo Pe- José Cândido, que, de modo inquestionável, mostra-nos terem sido redigidos os Quatro Evangelhos no Primeiro Século. E Vittorio Medioli afirma que eles não foram ditados pelo Mestre, e que são relatos orais compilados no segundo e terceiro séculos. Na verdade, eles são relatos compilados, primeiro oralmente, e posteriormente escritos no primeiro século, como vimos acima, mas foram compilados ou selecionados , como sendo os Evangelhos Canônicos, no final do século quarto, por São Jerônimo, cumprindo ordens do Papa Dâmaso, tarefa essa muito difícil para São Jerônimo, autor da Vulgata, o qual ficou perdido diante da grande variedade dos textos, e pelo que assim se expressou: “A verdade não pode existir em coisas que divergem”, como se lê no prefácio feito por ele no original da Vulgata. E essa confusão toda dos escritos é oriunda justamente das discussões orais que tiveram início antes e principalmente depois do polêmico Concílio de Nicéia em 325, a partir do qual nunca mais, até hoje, a Igreja teve sossego com as questões relacionadas com a Tese Ariana, ou seja, a contrária a divinização de Jesus, a conseqüente instituição da Santíssima Trindade e a mais discutida, ainda, do Espírito Santo, o que redundou em interpolações e cortes de textos sagrados, para se adaptar a Bíblia às decisões do conturbado concílio de Nicéia e outros, como o de Constantinopla, em 38l, cujo objetivo foi confirmar as decisões daquele.

Para se ter uma idéia da gravidade das polêmicas que envolveram a escolha dos chamados Livros Canônicos, isto é, aqueles que passaram a representar a Bíblia, basta lembrarmos aqui que o Bispo Flávio morreu vítima de ferimentos causados pelos pontapés desferidos pelo Bispo Diodoro.

Sintetizando: os Evangelhos foram escritos, sim, no primeiro século, porém foram as polêmicas orais, a partir dos segundo, terceiro e quarto séculos, que determinaram a sua escolha, e lhes deram cara.

Àqueles que quiserem saber mais detalhes sobre isso, recomendamos o livro de nossa modesta autoria, adotado para trabalho pela USP, “A Face Oculta das Religiões”, Ed. Martin Claret.

E-mail: escritorchaves@ig.com.br