Para a Juventude de Hoje

Ivan de Albuquerque (espírito)

Meu companheiro, ou minha companheira, que estagia no corpo físico na romagem juvenil, o tempo no qual te movimentas é, indubitavelmente, o de resoluções decididas para os labores junto à esfera dos Servidores do Cristo.

Sei que consideras pesados os fardos que pesam nos teus ombros, quando sofres exigências nos estudos intelectuais, na cooperação doméstica, na diminuição dos folguedos em nome da economia do lar, nas disciplinas indispensáveis para que dês conta de todos os deveres que te cabe atender.

Admito que te insurjas, aqui ou ali, justificando deter as rédeas da tua liberdade e que, desse modo, tens o domínio dos teus destinos.

Se o que pensas e dizes parece pertinente. Se os teus argumentos se mostram legítimos, o que não deverás esquecer é a situação espiritual que te trouxe à Terra, nas malhas da reencarnação.

Vieste ao mundo, meu amigo, ou minha amiga, em regime de emergência para que o tempo de transformações terrenas seja-te útil, oferecendo-te ensejo para que te libertes das peias e da canga de perturbações e limites que embargavam tua marcha nas estações espirituais.

Chegaste ao mundo corpóreo, cheio de sonhos de liberdade legítima, embora muitas vezes o que anseias é te colocares sobre os trilhos soltos da libertinagem.

Encontraste o berço terrestre nos braços aconchegantes dos que te aceitaram e receberam, para que desenvolvas os teus recursos intelectivos, a tua formação moral, de modo a completares, pouco a pouco, a tua bagagem espiritual.

Aprende desse modo a reivindicar tudo de bom e de belo, de justo e de grandioso que te faz falta na caminhada, ou que os teus irmãos mais próximos estejam carecendo. Não obstante, considera que, quando cobras de terceiros as posturas corretas, lisas, límpidas, pões-te no dever de agir de melhor modo, tornando-te, tu mesmo, excelente inspiração para tantos outros jovens que avançam na mesma estrada em que segues, sem que saibam ao certo o que desejam.

Trata, dessa forma, de te afastares de toda proposta da violência terrestre; porém, mostra-te pacífico onde estejas, qualquer que seja a problemática.

Busca te distanciares dos acordos da corrupção; contudo, trabalha, opera as tuas ações com lisura, com transparência.

Jamais aplaudas a confusão instalada por administradores públicos que se mostrem embotados com relação ao dever de atender com bons serviços à comunidade; mas, aplica o teu discernimento, a tua lucidez, no esforço de auxiliar tanta gente que te roga socorro através de atitudes exóticas ou da obtusidade com que encaram a vida.

Luta para que a tua sociedade chegue a posições políticas de maturidade e decência, em tempo mais próximo possível; entretanto, meu irmão, ou minha irmã, age com grandeza e claridade política, preservando-te do vandalismo em qualquer nível, da indiferença com a coisa pública, da condenação vazia. Torna-te um indivíduo iluminado pelas luzes da fé em Deus e nas potencialidades humanas, a começar por tua consciente e digna participação para esse mundo em processo de reformas.

Vieste ao planeta para que chegues à vitória. Intenta-o com entusiasmo e dedicação, valorizando todos os teus momentos, tanto os de júbilo quanto os de tristeza, de modo a constatar a importância do tempo que o Pai te assegura como matéria prima da tua evolução.

Vieste ao mundo na condição de velho caminhante do progresso, revestido de nova indumentária biológica. Não menosprezes esse veículo; utiliza-o com bom senso e com carinho para o desfecho feliz da tua existência.

Vieste à Terra, enfim, para cooperar com Jesus, enquanto, por teu turno, elaboras a própria ascensão para o Criador.

Assim, companheiro, ou companheira, perante os lances difíceis do nosso mundo em fase de mudanças, procura não te tomares um peso demasiado sobre o solo planetário. Procura não te colocares nas barricadas do apedrejamento e da condenação por tudo que saibas, vejas ou sintas, mas oferta a tua cota de esforços, de trabalhos, de participação amadurecida, de confiança na ação inefável de Deus à frente dos teus próprios passos, diminuindo dessa forma o negativismo que se converte em névoa turva, impedindo-te a visão de um tempo melhor.

O mundo terrestre carece da tua dedicação ao bem.

Vem, atende ao chamado do Senhor e age sem desânimo, sem impertinência, mas com determinação e espiritual valentia.

(mensagem psicografada pelo médium Raul Teixeira, em 22.2.1998, em Pedreira-SP)

(Jornal Mundo Espírita de Março de 1998)