Segurança II

Valdomiro Halvei Barcellos

Embora o nosso artigo no Portal do Espírito e em nossa página na rede, torno a este tema, por sua relevância e atualidade.

Sentimo-nos inseguros e este é um estado de espírito que segundo o atual Ministro do Turismo, é uma característica de vários países, até de primeiro mundo. O movimento turístico em âmbito mundial após o famigerado onze de setembro, guerra no Iraque e não do Iraque, pneumonia asiática (China), terrorismo em geral, é fato constatado.

O que é bom e o que é mau? O Bem e o Mal-letra maiúscula a propósito. Segurança. Segundo as respostas dos Espíritos Superiores a Kardec “A Moral é a regra de bem proceder, isto é, de distinguir o Bem do Mal. Funda-se na observância da lei de Deus. O homem procede Bem quando tudo faz pelo bem de todos, porque então cumpre a lei de Deus”. “O Bem é tudo o que é conforme à lei de Deus; o Mal, tudo o que lhe é contrário. Assim, fazer o Bem é proceder de acordo com a lei de Deus. Fazer o Mal é infringi-la”. Questões 629 e 630 de O Livro dos Espíritos, Obra Básica da Doutrina Espírita.

Alhures já afirmamos que as causas da violência geradoras do mal e por extensão da insegurança seriam: Políticas, Militares, Injustiças Psicosociais, Superlotação carcerária, Despreparo das Polícias, Educação deficiente, Orquestração do delito pela Mídia, Crime organizado, etc... Neste artigo estamos apresentando para análise de todos a causa eficiente: do Mal, da insegurança da infelicidade, o EGOÍSMO e a fonte do Bem, da segurança da felicidade, O ALTRUÍSMO; a infração da Lei de Deus e proceder de acordo com a Lei de Deus, respectivamente.

Então se estas são as causas eficientes, fácil fica entender os efeitos e aplicar os meios eficientes e eficazes, urgentes/emergentes e métodos educacionais

Ide e pregai a toda gente. Os Apóstolos saíram pelo Mundo lecionando, a Boa Nova, que á a Lei de Deus, exemplificada por Jesus, sintetizada no AMOR!

No nosso artigo primeiro falamos no MOMENTO ATUAL e providências. Neste estamos centrando nossa atenção no essencial, a Educação. Fundando-se o egoísmo no sentimento do interesse pessoal, Allan Kardec perguntou aos Espíritos da Codificação se chegar-se-ia a extirpação desse, inteiramente do coração humano; e, os Luminares do mundo dos Espíritos responderam: “À medida que os homens se instruem acerca das coisas espirituais menos valor dão às coisas materiais. Depois necessário é que se reformem as instituições humanas que o entretêm e excitam. Isso depende da educação”.

EDUCAÇÃO

Em todas as nossas avaliações, discussões, sobre o nosso Brasil, surge como solução a Educação. “Tudo é uma questão de Educação”, diz-se. Por julgá-la essencial ao progresso, somos de parecer que deveriam estar presentes em todas as Comissões do Congresso Nacional, Representações internas e externas, Embaixadas do Brasil, Grupos de Trabalho, em cada Ministério e Cada Poder da República, etc. e atuantes, AGENTES DA EDUCAÇÃO. Não estamos falando aqui da educação emergencial, também não estamos falando da educação convencional, não. Estamos nos referindo a Educação que domina os caracteres. Pensamos que os cidadãos lúcidos e de notório saber deste Pais deveriam encontrar uma forma de adentrar em cada família brasileira quais os mórmons fazem e levar, num mutirão de campanha, os métodos educativos morais a todos os Pais e Responsáveis de nossa Nação.