Transição do mundo

13/11/2001 - M. quer saber se a transição pela qual o mundo passa, será brusca, como querem muitas doutrinas, ou lenta?

Prezada M. Brusca ou lenta, a verdade é que o mundo mudará. A atual situação de violência, maldade, injustiça, opressão dos poderosos sobre os fracos, tanto a nível de pessoas, como instituições e países, certamente terá que ceder lugar a uma nova era de paz, harmonia, fraternidade e solidariedade.

Entretanto, guardamos a certeza que não haverá um fim do mundo. Ele não será destruído nem pela ira divina, nem pela insensatez humana. O nosso mundo é uma escola para alunos ainda atrasados e rebeldes, mas assim como nenhum pai sensato destrói a escola de seus filhos, Deus, como pai misericordioso e bom, jamais destruiria um planeta onde seus filhos estão em laborioso aprendizado.

A divindade tem muitos meios de nos impulsionar para o progresso, através das leis naturais. Certamente a situação atual é mais preocupante devido a possibilidade de uma guerra de grandes proporções. Contudo, não podemos perder a confiança em Deus. De tempos em tempos, a Divindade remaneja as populações de vários mundos.

Os espíritos moralmente muito atrasados, que habitam a Terra, serão remanejados para mundos mais primitivos, onde terão a oportunidade de reiniciar sua trajetória evolutiva, ao mesmo tempo que auxiliam o desenvolvimento dos espíritos nativos daquele mundo.

Previsões catastróficas fazem parte de pensamentos apocalípticos, fartamente presentes na Bíblia, culminando os escritos de João, o Evangelista. Vamos acreditar no amor de Deus, que nos criou para a felicidade.