Por que o livre-arbítrio

17/10/2001 - Por que o livre-arbítrio?

Prezado L. Acreditamos que você queira perguntar por que Deus dotou o espírito de livre-arbítrio e a resposta é muito simples: sem livre-arbítrio seríamos uma máquina ou um animal.

Por exemplo: o automóvel, a prensa, o torno mecânico, o rádio que você está ouvindo ou mesmo a televisão e o computador não tem livre-arbítrio, pois não fazem o que querem e sim o que a pessoa que opera a máquina deseja fazer.

Por outro lado, os animais também não gozam de livre-arbítrio, pois não planejam e não decidem sobre suas ações, mas são impulsionados pelos instintos. Eles progridem por força das coisas. O homem é livre para fazer o bem ou o mal, rir ou chorar, maldizer ou orar, amar ou odiar, trabalhar ou ficar na ociosidade, construir ou destruir, fazer a guerra ou a paz.

O livre-arbítrio é importante para a nossa evolução, pois o homem sempre procura a liberdade. Naturalmente precisamos compreender que a liberdade deve sempre ser acompanhada da responsabilidade. Se o livre-arbítrio pode nos induzir ao erro, quando não temos maturidade, é indispensável para o crescimento do espírito.