angola covid espiritualidade

Tamanho
do Texto

Angola, Covid e Espiritualidade

Há mais de dois anos a OMS (Organização Mundial da Saúde) declarou que a covid-19 era oficialmente uma pandemia. Desde aquele 11 de março de 2020, o mundo mudou rapidamente desde a maneira que trabalhamos até as formas de prevenção da doença.

 

Covid na África

Ainda de acordo com a OMS, mesmo com a nova onda da Covid-19, no continente africano não houve alteração no  curso da pandemia, o número de casos caiu pela primeira vez à medida que a quarta onda tem menos infectados.

Diante deste fato, pergunta-se: Como é visto o Covid-19 na África? Quais são as lições aprendidas? Qual a importância de nos transformar neste momento de pandemia?

Confira a seguir as considerações com Amélia Carlos Casalma, doutorada em Ciências da Educação e doutoranda em Turismo e presidente da SEAKA e da Casa do Caminho André Luiz, diretamente da África para o Mês Espírita Mundial.

 

A covid pode ser considerada uma escola?

De acordo com Amélia, a covid deve ser vista como um instrumento da espiritualidade para fazer a sociedade pensar, mudar e transformar. E ainda, Deus utilizou esta ferramenta (covid) para nivelar os seus filhos porque vivemos em um mundo com bastante assimetria.

 

“Não houve nenhuma ferramenta no planeta Terra que afetou todos os seres humanos. Todos, independente da cor, religião, cultura, estão na mesma situação.”

Mudanças e Covid-19

Precisamos pensar que a Covid gerou diversas mudanças no mundo, enquanto a Bíblia fala sobre a separação do joio e do trigo, os espíritas falam sobre a transição.

Ainda de acordo com Amélia, neste momento precisamos nos posicionarmos tanto de forma negativa como positiva, porém, devemos nos lembrar que quanto mais fizermos o bem melhor será a nossa a transformação.

 

“À medida que nós nos transformamos, nós melhoramos, nós fazemos a nossa conexão com o Eu superior e com Deus. E a medida que façamos essas conexão teremos uma mudança no nosso paradigma”.

 

A importância da confiança 

Ainda na palestra, Amélia fala que todos estão apavorados com a Covid, porém, não devemos ficar assim. Precisamos ter confiança em nós mesmos, em Deus, no bem maior, na energia do amor.

 

“Devemos mudar os nossos comportamentos, confiar no outro para que assim teremos energias protetoras para nós e para o próximo. E não ter medo”. 

 

Para completar, a palestrante falou que precisamos fazer oração para nos conectarmos com Deus, com os amigos espirituais.

Amélia também nos lembrou que o momento é | foi complicado, porém, esta pandemia veio realizar a nossa transformação. E por mais que o momento crítico tenha passado, temos que lembrar que todos são iguais perante a Deus, por isso, temos que melhorar e ajudar o próximo.

 

O que é preciso fazer neste momento? 

AMAR! FAZER O BEM!

 

“Antigamente não se podia dizer que temos que nos amar, mas hoje o mundo mudou. Há uma inteligência que reina e que nos obriga a raciocinar: a inteligência emocional e espiritual. Vamos também pensar mais no próximo. Fazer o bem”, Amélia…”

 

Deseja saber mais sobre a Covid e a Espiritualidade? Acompanhe na programação do 1ª Mês Espírita Mundial um vídeo especial e esclarecedor. Confira também na  programação outros temas interessantes do Espiritismo!

Faça a sua inscrição pelo site do evento para receber todas as informações, curiosidades e a programação completa do  1ª Mês Espírita Mundial que será realizado durante todo o mês de abril. Acesse: feal.com.br/mes-espirita-mundial

 

Dica de leitura Mundo Maior Editora
Unidades Feal

FUNDAÇÃO ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ |||

Feal

Você gostou deste conteúdo?

Há décadas a FEAL - Fundação Espírita André Luiz assumiu o compromisso de divulgar conteúdos edificantes voltados ao bem estar dos seres humanos gratuitamente e, com a sua ajuda, sempre será.

Podemos contar com você?
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior