Tamanho
do Texto

Os Espíritos não se enganaram

Os Espíritos não se enganaram

O dia corria chuvoso, diga-se de passagem que era daqueles dias em que mais
apetecia ficar em casa. No entanto a vida faz-nos correr de um lado para o
outro, realizando coisas úteis ou não, no nosso quotidiano.

Aquele dia era muito especial, em que uma pessoa amiga, que falecera uns dias
antes, iria ser enterrada. Não tanto como obrigação, mas como uma espécie de
homenagem, lá fui ao seu funeral. O ritual do costume, as palavras habituais,
enfim, parecia que o dia chuvoso se associara aos sentimentos de tristeza pela
partida daquela pessoa muito querida de todos aqueles que a conheciam.

Conversando com uma das irmãs da defunta, uns tempos depois, ela afiançava-me
que estava muito revoltada contra Deus que não era justo a irmã, com
paramiloidose (doença dos pézinhos), que tinha conseguido um transplante de
fígado, fosse falecer de uma infecção oportunista logo agora que o transplante
tinha corrido bem.

Dizia-se revoltada contra Deus, que não podia aceitar tal situação. Essa
revolta, fez com que ficasse doente, tendo tido necessidade de medicação
psiquiátrica, bem como de internamento.

O espiritismo aumenta a fé de quem já a tem e dá fé àqueles que não a
possuem

Já há bastante tempo, mesmo antes de se saber se seria transplantada ou não,
que através de um médium se recebera do mundo espiritual, a notícia de que essa
jovem pelo seu próprio mérito, iria falecer mais cedo, sendo assim privada do
sofrimento atroz que geralmente esta doença provoca ao longo dos anos e que
voltaria mais tarde, numa nova reencarnação, com certas características, agora
já numa existência carnal liberta desse sofrimento.

É claro que essa irmã da falecida não aceitou a notícia e acalentava a
esperança que os espíritos estivessem enganados.

Hoje com mais frieza e maturidade, que o tempo sempre confere, ela medita nas
mensagens dos bons espíritos relativamente ao caso da sua irmã e continua nessa
busca de respostas interiores que a libertem da revolta de que livremente se
apossou.

Com o estudo do espiritismo, a vida passa a ter sentido, deixa de ser aquela
madrasta malvada que tudo nos ceifa, principalmente nos momentos que nos parecem
mais injustos. Com o estudo do espiritismo, a pessoa entende que tudo aquilo que
nos acontece hoje, de bom e de mau, é fruto do nosso agir no passado, em vidas
anteriores, tal como agora, nesta vida, poderemos semear ventos de esperança ou
de miséria, cujas consequências se transportarão inevitavelmente para
existências posteriores.

Através do estudo do espiritismo (que não é mais uma religião nem mais uma
seita) aprendemos quem somos, de onde vimos e para onde vamos, e qual a razão de
ser da nossa existência neste planeta, bem como qual a causa das nossas alegrias
e tristezas actuais. Nesse sentido, encontramos lógica, equidade e profunda
justiça nas leis de Deus e vemos que ninguém passa por situações injustas ou
inutilmente, na certeza de que tudo aquilo por que passamos, tendo um nexo de
causalidade com o nosso passado, vem a ser determinante para a nossa felicidade
actual ou futura.

O espiritismo é uma ciência filosófica de consequências morais que vem
aumentar a religiosidade (sentimento que aproxima o homem da divindade) no
homem, ainda sedento de paz e de harmonia.

O espiritismo aumenta a fé de quem já a tem e dá fé àqueles que não a
possuem. Não sendo uma religião organizada, com rituais, paramentos,
hierarquias, etc., é uma ciência filosófica de consequências morais que vem
aumentar a religiosidade (sentimento que aproxima o homem da divindade) no
homem, ainda sedento de paz e de harmonia.

Estudando o espiritismo, a revolta contra Deus perante os reveses da vida
desaparece, para ceder o lugar à tranquila compreensão dos mecanismos que regem
a vida no universo.

Oferecemos «O Livro dos Espíritos» e «O Evangelho Segundo o Espiritismo» dois
dos cinco livros de Allan Kardec que compõem a base do espiritismo à irmã da
falecida, esperando que esses conceitos bem meditados possam contribuir, como em
tantos outros casos, para que possa passar a entender a vida como uma
oportunidade esplêndida de aprendizagem e não como um vale de lágrimas por que
temos de passar.

Mesmo com as experiências mais difíceis e dolorosas, temos sempre a
oportunidade de tirar preciosos ensinamentos, se tivermos a nossa mente norteada
pelo optimismo, pelas ideias positivas e confiantes.

Nesse capítulo, o estudo do espiritismo é precioso auxiliar da humanidade.

No caso em pauta, afinal os espíritos… não se enganaram!

Nota: páginas sobre espiritismo, com interesse na Internet:

www.terravista.pt/bilene/3095
e

www.terravista.pt/nazare/1101

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior