luz

Tamanho
do Texto

Interpretando o Evangelho

Jo. 1:1-5 

  1. No Princípio era o Verbo; e o Verbo estava presente na Luz; e o Verbo fazia parte da Luz.
  2. Desde o Princípio o Verbo estava com a Luz.
  3. Tudo o que existe no mundo foi manifestado pelo Verbo, e sem o Verbo nada do que existe existiria.
  4. o Verbo manifesta a VIDA, e a Vida é a Luz que está presente em todas ‘formas’ por Ele manifestada no mundo.
  5. A Luz brilha no interior de todas as formas, muito embora estas ainda não A reconheçam.

 Comentário

   O VERBO É A LUZ! O Filho Unigênito da Luz! A Manifestação Primeira e Única da Luz! Contém todas as Propriedades, Capacidades, Virtudes e Qualidades da Luz! Nesse sentido, o VERBO é a própria LUZ! 

   O VERBO NASCEU DA LUZ! Foi Manifestado por Ela e detém todas as Suas Qualidades e Virtudes! É a Sua Personificação, uma vez que a LUZ não pode ser definida como uma Individualidade, uma Pessoa, uma Personalidade.  

   O VERBO É A PERSONALIDADE DA LUZ! Não é uma Pessoa, mas é o Conjunto de Suas Virtudes, contém todas as Suas Qualidades, é a PALAVRA CRIADORA E LEGISLADORA DA LUZ, é portador de todos os Seus Códigos e Preceitos: É A SUA LEI! O VERBO É A PRÓPRIA LEI QUE DEU ORIGEM E REGE O UNIVERSO! 

   O VERBO É O ESPÍRITO DA LUZ! Seu Instrumento de Criar e Legislar, e d’Ele e n’Ele surgiu o Universo e tudo o que existe, por isso o VERBO é o TODO n’O Qual tudo foi Gerado, Manifestado e é Vivificado; e tudo o que foi Gerado, Manifestado e é Vivificado n’O VERBO possui também as Suas Qualidades e Virtudes. 

   O VERBO É O REINO DA LUZ! É composto pelo Conjunto de Centelhas Emanadas d’A Luz, e cada Centelha é parte não fragmentada do Todo que a Gera e Manifesta. As Centelhas são a Essência de TODAS as formas n’Elas surgidas. Do Conjunto de Centelhas surgiu o Universo, tendo as Centelhas como sua Essência Essencial. O Universo é a ‘forma exterior’ do Conjunto de Centelhas. Cada Centelha gera uma ‘forma espiritual/material’ aparentemente individualizada que tem como destino ou missão última a sua reconexão íntima com a Centelha n’A Qual foi gerada. Cada ‘coisa’ que existe no Universo é gerada e manifestada por uma Centelha, é a Sua ‘forma exterior’. O Conjunto de todas as Centelhas formam o Brilho da Luz, o VERBO Criador, Manifestador e Vivificador do Universo, o ‘REINO’ OU ‘ESPÍRITO’ DA LUZ. O Conjunto das formas Geradas, Manifestadas e Vivificadas pelas Centelhas formam o Universo físico-material/espiritual n’O qual tudo existe. 

   CADA CENTELHA É [PARTE]NÃO FRAGMENTADA DO TODO E PAI DE CADA UMA DAS FORMAS QUE EXISTEM NO UNIVERSO. 

   DEUS É LUZ (Conf. I Jo. 1:5), A LUZ É INCRIADA, NASCEU D’ELA MESMA (Conf. O Evangelho Segundo Tomé, Logia nº 50), e cada Centelha de Luz também o É. A Luz não foi Gerada nem Manifestada a não ser por Ela Mesma, e como não podemos imaginar a LUZ SEM EMANAR CENTELHAS DE SI MESMA, tanto a LUZ como as Centelhas são chamadas ‘EU SOU!’ (Conf. Êx. 3:14), ou seja ‘O que sempre existiu, que não tem Princípio nem Fim, O que FOI, É, e SERÁ! Apenas as formas n’Elas Geradas têm Princípio e estão em constante transformação e evolução, Reino após Reino da Natureza, Ciclo após Ciclo Cósmico Universal, Período após Período de Atividade ou Inatividade da Luz e Suas Centelhas, Períodos esses também conhecidos como DIAS E NOITES DE BRAHMAN!  

   A LUZ É CONSCIÊNCIA, PLENA, TOTAL E ABSOLUTA. E cada Centelha, por ser não-fragmentada, também o é! O Espírito ou Reino da Luz Viva, Conjunto das Centelhas ou VERBO, é a Consciência Cósmica Universal. As formas geradas em cada Centelha (e o próprio Universo gerado pelo Conjunto das Centelhas) possuem uma ‘mente’ que vai se desenvolvendo paulatinamente, reino após reino da Natureza, do zero ao Absoluto, num crescendum constante até tornar-se Consciência Plena, Total e Absoluta, desvanecendo-se na Centelha (ou Conjunto das Centelhas) que a manifestou e voltando a ser o que, em essência, nunca deixou de ser: CONSCIÊNCIA PURA! Porém, desde os seus estágios iniciais até o reino humano, antes de iluminar-se [tornar-se UNA com a Luz], a forma desconhece a sua origem e destinação e, por isso não reconhece a LUZ que há em si mesma, n’A qual ‘nasceu, se move e existe’ (Conf. At. 17:28). 

 

Autor: Sebastião Anselmo

 

Unidades Feal

FUNDAÇÃO ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ |||

Feal

Você gostou deste conteúdo?

Há décadas a FEAL - Fundação Espírita André Luiz assumiu o compromisso de divulgar conteúdos edificantes voltados ao bem estar dos seres humanos gratuitamente e, com a sua ajuda, sempre será.

Podemos contar com você?
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior