Tamanho
do Texto

O Esperanto na atividade planejada das Altas Esferas Espirituais

Já tivemos oportunidade de, em artigo anterior, chamar a atenção para a
referência ao Esperanto feita por Urbano, espírito de elevadas esferas em visita
à Colônia Espiritual “Céu Azul”, descrita no livro de mesmo nome, de autoria do
jovem desencarnado César Augusto Melero e psicografia de Célia Xavier Camargo.
Na ocasião, chamamos a atenção para o sucesso do jovem no aproveitamento do
plano de sua jornada reencarnatória e para como se organizava a vida ativa na
colônia que o abrigou, na convivência amorosa, nas atividades socorristas com
cuidadosa assistência dos espíritos mais experientes, na revisão dos rumos da
história de cada um. Eis que o jovem autor retorna, dando continuidade natural à
descrição do desenvolvimento das atividades do grupo, em novo importante livro:
“De Volta ao Passado”. Vão surgindo situações novas, novas oportunidades de
trabalho, novos contatos com outros espíritos que, se de início parecem casuais,
logo evidenciam que o acaso não existe, que a vida em todas as circunstâncias
sempre nos coloca diante das pessoas com quem nós, de uma ou outra maneira,
estamos enredados pelos laços espirituais, e que, à medida que vamos vencendo
uma etapa na resolução de questões nevrálgicas de nosso complexo espiritual,
outras questões a elas ligadas vão naturalmente surgindo de nosso passado,
requerendo reajustes, re-harmonizações… Ou seja, à medida que as experiências se
somam se tornam mais fortes os nossos ombros, capazes de suportar novas cargas,
eis que elas surgem, testando a nossa resistência e a nossa capacidade de
transpô-las, eliminando definitivamente os carnicões ainda restantes dos
complexos infecciosos que já iniciaram o processo de purgação… É a vida, em si
mesma sempre pródiga de bênçãos, conjugando os fatores para a nós possibilitar a
excelente oportunidade de superarmo-nos a cada novo ensejo, estimulando o nosso
burilamento e o nosso crescimento como espíritos imortais… Oh! Quanta beleza,
quão alto grau de inteligência, sabedoria, sensatez, justiça, amor, vão-se
evidenciando em tais mecanismos, evidenciando a presença perene da Providência
Divina que nos dá em todas as circunstâncias, sempre o melhor…

Eis que, no palco destes acontecimentos, a Colônia “Céu Azul” (dentre outras)
recebe de distante colônia situada na Europa, pedido de socorro para o
atendimento a espíritos desencarnados em campo de batalha, no conflito da
Bósnia-Herzegovina… Urgia o trabalho de retirada dos espíritos desencarnados
durante o conflito, afim de amenizar as vibrações de ódio e vingança que ali
campeavam, impedindo-os de continuar no fragor da batalha, agravando a densidade
das vibrações deletérias no local, supondo-se ainda vivos…

Um dos jovens da equipe de Céu Azul que se ajustou a tal trabalho, descreve
as dificuldades de comunicação com tais espíritos naquelas circunstâncias, onde
as condições vibratórias são absolutamente desfavoráveis para propiciar a
simples comunicação pelo pensamento, dado o nível de animalidade das ações que
ali se manifestam. Poliglota como era, ia tentando as línguas que tinha
capacidade de articular, até que conseguisse uma que o combatente tivesse
possibilidade de compreender pelo menos parcialmente. No que diz respeito ao
Esperanto, que ele também dominava, informa que foi de grande utilidade,
especialmente no diálogo com os aliados, servidores do bem. Muitos se
expressavam com fluência neste idioma universalista, o que facilitou muito o
relacionamento, especialmente em termos de ordem de serviço…

Analisemos estas informações, e elas nos conduzirão à constatação de que o
espíritos elevados, na organização e no controle do trabalho nas altas esferas
espirituais, estão incluindo o aprendizado do Esperanto e sua aplicação como
língua de intercâmbio. Para a comunicação com os espíritos em geral que
desencarnavam em combate, não foi possível ao servidor da colônia “Céu Azul” a
sua utilização, compreensivelmente a Língua Internacional ainda não está
suficientemente difundida entre as grandes massas para isso possibilitar, porém,
foi suficiente para fazer contato com os organizadores dos planos do trabalho,
que para tal já tinham se preparado… Ou seja, torna-se evidente que o Esperanto
está sendo ensinado de forma planejada e sistemática segundo a orientação das
esferas mais altas, no preparo das equipes que se responsabilizam pelo
planejamento e execução dos trabalhos relacionados com o intercâmbio entre as
nações…

Ora, amigos, sabemos que tudo o que ocorre do lado de lá, tem suas
implicações com o lado de cá, tudo o que se realiza aqui, já teve sua realização
lá, conforme os ensinamentos de Kardec… Com certeza os ramos desta árvore, com
raízes nos planos espirituais, tem o verdor de sua folhagem em nosso plano
encarnado, nos convidando a entrar em sintonia com o plano geral das altas
esferas…

Possamos nós compreender a parte que nos cabe, como encarnados, na efetivação
e na realização dos altos planos da vida!

(Jornal Verdade e Luz Nº 178 de Novembro de 2000)

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior