Tamanho
do Texto

Os Espíritos Crescem no Além?

Os Espíritos Crescem no Além?

Depois de se referir às acusações infundadas feitas à honradez e
credibilidade de Craig e Jorge Falconer, Conan Doyle passou a contar um fato
impressionante, relacionado com o assunto, em que o experimentador era um
conhecido magistrado, homem de cinqüenta anos de idade e bom cidadão. Este
senhor tinha procurado a médium londrina Sra. Bacon, que disse ver ao lado dele
sua filha que desencarnara ao nascer, e que crescera no mundo espiritual,
apresentando o aspecto de uma jovem de 27 anos. Esta comunicando-se através da
Sra. Bacon, prometeu mostrar-se-lhes se ele levasse um médium fotográfico.

“- Mas, como hei de saber que é o seu retrato?” – inquiriu o magistrado.

“- Eu porei um sinal na chapa”.

Um ano mais tarde, estava esse magistrado em Edimburgo, quando ouviu falar
dos irmãos Craig e Jorge Falconer. Procurou-os e acertou com eles a realização
de uma sessão, em que foram tiradas várias fotografias do magistrado. Numa delas
apareceu uma encantadora jovem de cerca de 27 anos e, embaixo a forma de um
feto, em ectoplasma. Os irmãos Falconer não sabiam que, antes, a entidade que se
dizia filha do magistrado houvera se comunicado, através da Sra. Bacon, e
prometera mostrar-se numa fotografia psíquica, ao tempo em que ofereceria, como
de fato ofereceu, um inequívoco sinal.

Conan Doyle terminou o relato com estas palavras:

“- Se isto não é um caso de genuína fotografia psíquica, então não sei onde
poderemos encontrar”.

Supracitada sessão se realizou no dia 5 de setembro de 1924. O magistrado
levou as chapas e examinou, meticulosamente, a máquina fotográfica, antes de a
carregar, tendo procedido às manipulações usuais. A sessão foi feita às escuras,
razão por que não se vê fundo nenhum na fotografia. E enquanto a câmara esteve
aberta, o visitante conservou-se sentado com Craig e Jorge. Antes da sessão, o
magistrado disse que tinha perdido um filho na guerra que gostaria de obter uma
fotografia dele. Descreveu-lhe, mesmo, as feições. O fato é que ele nunca tivera
filho nenhum. Queria ver se os médiuns produziam a fotografia de algum
imaginário soldado. Claro que os médiuns disseram-lhe antecipada e honestamente,
que não podiam garantir qualquer resultado satisfatório, visto que não exerciam
controle sobre os Espíritos, que tinham liberdade de se manifestar.

Logo que soube do resultado da sessão, o magistrado revelou a sua identidade:
era um juiz do Supremo Tribunal inglês, bem como esclareceu os irmãos médiuns
quanto à jovem que apareceu na fotografia e o feto de uma criança esboçado em
ectoplasma.

Este caso oferece-se, naturalmente, à dúvida: quem pode garantir, e aí inclui
o próprio pai, que aquela jovem era a filha do magistrado, que crescera no plano
espiritual, ali chegando na forma de feto? Quanto ao fenômeno de fotografia
psíquica, reverte-se de notável importância convidando à pesquisa, séria e
produtiva.

(Publicado no Correio Fraterno do ABC Nº 358 de Novembro de 2000)

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior