Tamanho
do Texto

Transtornos Mentais à Luz do Espiritismo

A vida é percebida por cada pessoa de uma maneira diferente, mas quando os pensamentos e sentimentos são tomados por perturbações, afetando o comportamento, trazendo sofrimento e prejuízos no campo familiar, social, afetivo e profissional, passa a se tornar um problema para aqueles vivenciam e, muitas vezes também, para os que o rodeiam.  

Embora as causas sejam variadas, no mundo são milhões de pessoas que sofrem algum tipo de transtorno. De Acordo com a OMS- Organização Mundial de Saúde: “Transtornos Mentais e Comportamentais são as condições caracterizadas por alterações mórbidas do modo de pensar e/ou do humor (emoções), e/ou por alterações mórbidas do comportamento associadas a angústia expressiva e/ou deterioração do funcionamento psíquico global”.

Entre as fronteiras na sanidade e da anormalidade, surgem muitos questionamentos a respeito das causas, os sintomas e os possíveis tratamentos.  Além dos fatores físicos e psíquicos envolvidos, existem razões espirituais que em muitos acabam sendo esquecidas, ou colocadas em segundo plano.  

Como os espíritos desencarnados podem interferir no campo mental de um encarnado? Pode existir uma relação entre a obsessão e a loucura? O que diz a Doutrina Espírita? Como analisar os transtornos mentais à luz do espiritismo.

O Espiritismo esclarece que como espíritos encarnados, podemos ser influenciados tanto positivamente por bons espíritos quanto negativamente pelos inferiores, em diferentes graus. Esse domínio que mentes infelizes podem ter sobre determinadas pessoas, é chamado de obsessão, que pode ir da mais simples  a mais complexa, como é o caso da subjugação, que produz a paralisação da vontade da própria pessoa.

 

Inúmeros casos de obsessão foram tratados como loucura, recebendo diagnósticos errados e tratamentos não eficazes, pela dificuldade da distinção entre “loucura moral e a psicológica”, como apresentou o médico Dr. Bezerra de Menezes no livro “Loucura Sob um Novo Prisma”.

Com uma percepção diferenciada, a Doutrina Espírita traz uma compreensão abrangente sobre a ligação entre encarnados e desencarnados a partir da sintonia mental, podendo em casos mais graves tornar o individuo prisioneiro dos pensamentos destrutivos, sendo o cérebro apenas o instrumento do espírito.

Por outro lado, com o esforço e perseverança no bem, o individuo é capaz de elevar seus pensamentos, despertando o potencial que existe dentro de si mesmo, afastando as companhias menos felizes.

A aceitação da correlação entre as alterações cerebrais e orgânicas com as questões da alma poderá abrir novos horizontes para os cuidados complementares ao ser integral, levando em conta, o corpo, a mente e o espírito, sem esquecer e reconhecer a importância dos recursos da medicina no tratamento para os diferentes tipos de transtornos.  

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior