Tamanho
do Texto

17º Encontro Espírita Sobre O Livro dos Espíritos

17º Encontro Espírita Sobre O Livro dos Espíritos

Dias 25, 26 e 27 de fevereiro de 2001

Estudo Espírita
Promovido pelo IRC-Espiritismo
http://www.irc-espiritismo.org.br
Centro Espírita Léon Denis
http://www.celd.org.br

Expositor: Mauro Operti
Rio de Janeiro
17/02/2001

Dirigente do Estudo da Noite:

Mauro [MBueno]

Oração Inicial:

Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade, dai a força àqueles que passam pela provação, dai a luz àquele que procura a verdade, ponde no coração do homem a compaixão e a caridade. Deus ! Dai ao viajor a estrela guia,
ao aflito a consolação,
ao doente o repouso.
Pai ! Dai ao culpado o arrependimento,
ao Espírito a Verdade,
à criança o guia,
ao órfão o pai.
Senhor !

Que vossa bondade se estenda sobre tudo que criastes. Piedade, Senhor,
para aqueles que vos não conhecem,
esperança para aqueles que sofrem.
Que a vossa bondade permita aos Espíritos consoladores derramarem por toda parte a Paz, a Esperança e a Fé. Deus !
Um raio, uma faísca do vosso amor pode abrasar a terra; deixai-nos beber nas fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão,
todas as dores se acalmarão.

Um só coração,
um só pensamento subirá até vós,
como um grito de reconhecimento e de amor. Como Moisés sobre a montanha,
nós vos esperamos com os braços abertos, oh! Bondade,
oh! Beleza,
oh! Perfeição,
e queremos de alguma sorte merecer a vossa misericórdia. Deus !
dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até vós; dai-nos a caridade pura, dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará das nossas almas o espelho onde se refletirá a Vossa Imagem. (Prece de Cáritas)

Mensagem Introdutória:

MENSAGEM PARA O 17º ENCONTRO ESPÍRITA SOBRE “O LIVRO DOS ESPÍRITOS” DIAS 25, 26 E 27 DE FEVEREIRO DE 2001

Perguntas, muitas vezes, se é verdade que, ao morrer-se, se vive outra vez. As dúvidas e dificuldades originam-se, quase sempre, de um fato: Diz-se que ninguém voltou para falar da sua sobrevivência. Essa dúvida, ao longo dos tempos tantas vezes repetida, torna-se uma espécie de verdade no homem encarnado e somente serve para conduzi-lo, cada vez mais, para as situações de descrença e de temor.

A Doutrina Espírita – mostrando-nos claramente que não só sobrevivemos, como até mesmo nos comunicamos e renascemos – traz ao homem a certeza acerca da sobrevivência, e também lhe diz que continue a crer em Deus, que creia em si mesmo, que lute pelo seu progresso, que prossiga sempre, em busca dos maiores e melhores ideais. Faz mais, reaviva a doce, segura e equilibrada palavra de Jesus, no sublime diálogo com Nicodemos: “Em verdade vos digo, se não renascerdes da água e do espírito, não vereis o reino dos céus.” (João 3:3/11)

Vemos, nesse elevado momento da humanidade, o Mestre informando, ao mesmo tempo que asseverando, a um Nicodemos perplexo, que não só viveremos, no momento alternativo de nascer e morrer e renascer, mas que, acima de tudo, veremos, prazerosamente, e com certeza, o reino de Deus, isto é, os esplendores de uma vida futura plena de alegrias e de resultados positivos para aquele que crê e se esforça por melhorar-se. Paz!
Luiz

Exposição:

Peço agora que nosso palestrante inicie sua preleção. A palavra é sua Mauro Operti

<Mauro_Operti> O Centro Espírita Léon Denis vai realizar durante os 3 dias de carnaval um Encontro de Estudos Doutrinários em torno do Tema:” A Vida Depois da Morte”. A doutrina Espírita é a única corrente religiosa que apresenta uma visão ordenada e coerente desta questão fundamental: Sob que condições existimos ao deixarmos o corpo? As correntes religiosas tradicionais apenas especulam e se apóiam sobre indicações vagas, ambíguas e, na maior parte das vezes, gritantemente fantasiosas dos chamados “Livros Sagrados”.

Fazem isto por não considerar a possibilidade de se receber informações através da mediunidade. A descrição que podemos fazer, nós espíritas, da vida no Plano Extrafísico vem de experiências de desdobramento ou pela mediunidade psicográfica ou, mais recentemente, por pessoas que passaram por experiências de “quase morte” e puderam visualizar paragens… … extra físicas cuja descrição é plenamente concordante com as obtidas desde o século passado pela mediunidade. Nós vamos utilizar no nosso trabalho:

1 – A descrição feita pelo espírito André Luiz no Livro “Libertação” que trata das regiões trevosas com comunidades de espíritos escravizados a outros espíritos inferiores.

2 – A descrição feita pelo espírito Irmão Jacob no Livro “Voltei” mostrando uma comunidade de espíritos medianos, entre os quais, muitos que eram espíritas quando encarnados.

3 – Depoimento do espírito “Condessa Paula” no Livro “O Céu e o Inferno” mostrando as impressões de um espírito elevado após a desencarnação.

Também vamos mostrar a descrição da desencarnação do espírito “Dimas” em “Obreiros da Vida Eterna” ressaltando a sua perfeita concordância com as informações sobre a natureza do ser espiritual e do perispírito contidas em “O Livro dos Espíritos”. Embora estes textos tenham sido escolhidos como exemplos da vida espiritual, sabemos que as condições de vida do plano extrafísico são infinitamente variáveis e pretendemos frisar bastante que há muitas outras formas de existência… … de que não podemos fazer idéia face as nossas possibilidades de percepção muito limitadas. Estamos a disposição de perguntas.

Perguntas/Respostas:

01 <MBueno> Caro Mauro_Operti, é comum ouvirmos que não existe uma organização semelhante ao que se formou para a execução do CUEE. Isto não se tornaria um problema para aceitarmos estas referências relativamente novas dos espíritos? (t)

<Mauro_Operti> Estamos justamente frisando que existe uma concordância quase que perfeita entre informações sobre vida espiritual desde o século passado até o presente momento, e situando-se as opiniões de espíritos, dependendo do lugar de origem das comunicações mediúnicas, sobre o problema da reencarnação. Mas isto é questão já antiga e que tem sido tratada desde muito tempo e é perfeitamente inteligível que haja discordância sobre esta questão. E a questão não relativamente nova, essas informações existem desde o final do século passado. Embora eventualmente difiram em alguns detalhes o conjunto é bastante coerente. Além disto, existe uma infinidade de experiências individuais de que muitos de nós, pessoalmente ou através de outros, temos conhecimento que apontam sem maiores discrepâncias para esta mesma pintura da vida nos planos espirituais. (t)

02<MBueno> Caro Mauro, meu questionamento na realidade, não foi a respeito destas colocações que fez aqui agora, e sim, das informações gerais que tem aparecido nos romances espíritas… Você não acredita que deveríamos acordar o CUEE novamente uma vez que a codificação foi feita través dele? (t)

<Mauro_Operti> Acho difícil. Já que na época de Kardec ele controlava o sistema. Agora, a informação sobre esses assuntos já foi dominada inclusive pela mídia comercial e não há possibilidades de um controle. Temos que confiar no possível bom senso das pessoas e esperar que o futuro traga a confirmação ou não de algumas afirmativas mediúnicas ou pseudo-mediúnicas. É como acontece com a própria WEB. Você acha que há alguma possibilidade de controle dentro da rede? (t)

03<MBueno> Ficamos com isto um tanto congelados ao que já foi escrito, com razoável dificuldade para assuntos que não estejam previstos no Livro dos Espíritos. Em diversos pontos, o próprio LE nos avisa que a informação ainda não estava liberada para divulgação… (t)

<Mauro_Operti> Também acho, e não sou capaz de afirmar que alguma informação que não esteja já divulgada na codificação ou nos livros mediúnicos clássicos, seja necessariamente falsa. Enquanto não podemos confirmá-las, temos que usar o bom senso e cotejar informações vindas de diversas fontes. Mas isto não é o CUEE conforme você usa, porque o fluxo de informações não é canalizado especificamente para nós, como acontecia com Kardec na sua época. (t)

04<MBueno> A Federação não deveria sobraçar este trabalho? Neste Encontro sobre o LE, algo será discutido sobre o CUEE? (t)

<Mauro_Operti> Não. Não é nossa intenção abrir um fórum de discussões. Vamos apresentar o que existe, para um público absolutamente heterogêneo. Tomaremos como premissa que são informações confiáveis, que servirão para encaminhar a atenção das pessoas para este aspecto do conhecimento espírita. Mas eu, pessoalmente, por diversas razões e pela minha experiência com mediunidade e com a informação espírita, tenho bastante confiança nas fontes utilizadas por nós. (t)

05 Pimentaway|> Sem querer polemizar, mas só comentando: no meu entender, se as obras básicas passaram pelo CUEE e, como o Mauro falou, ele vai demonstrar a ressonância dessas obras com as obras básicas, isso demonstra que as obras estão de acordo com o CUEE. É como vejo….basta comparar as novas obras com as obras básicas. T

<Mauro_Operti> Certamente, e esta é a razão principal pela qual as estamos utilizando. (t)

Oração Final:

Senhor, ensina-nos:
a orar sem esquecer o trabalho;
a dar sem olhar a quem;
a servir sem perguntar até quando;
a sofrer sem magoar seja a quem for;
a progredir sem perder a simplicidade;
a semear o bem sem pensar nos resultados; a desculpar sem condições;
a marchar para frente sem contar os obstáculos; a ver sem malícia;
a escutar sem corromper os assuntos;
a falar sem ferir;
a compreender o próximo sem exigir entendimento; a respeitar os semelhantes, sem reclamar consideração; a dar o melhor de nós, além da execução do próprio dever, sem cobrar taxa de reconhecimento. Senhor, fortalece em nós a paciência para com as dificuldades dos outros, assim como precisamos da paciência dos outros para com as nossas dificuldades. Ajuda-nos, sobretudo, a reconhecer que a nossa felicidade mais alta será invariavelmente, aquela de cumprir-te os desígnios onde e como queiras, hoje agora e sempre. Emmanuel

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior