Tamanho
do Texto

Como acabar com o azar

Como acabar com o azar

 

Todos temos dificuldades na vida, sejam profissionais, emocionais ou
financeiras.
E, na maioria das vezes, acreditamos que somos desafortunados, que Deus nos
esqueceu, que o azar não nos deixa.
Mas até que ponto a causa dos nossos sofrimentos é obra de Deus, ou do azar?
Será que Deus, que criou a tudo e a todos, teria prazer em nos ver sofrer? Ele
faria com que seus filhos sentissem dor e desespero? E o azar, será que seríamos
predestinados a tê-lo conosco?
E por que Deus permite que soframos?
É porque Ele quer que aprendamos por nós mesmos. E assim, consigamos desenvolver
a inteligência e a moral sadia, tornando-nos verdadeiramente cristãos.
Seria muito fácil para nós deixarmos Deus resolver todos os problemas. Além de
nos criar, de nos dar a vida, de nos enviar Jesus, que trouxe o Evangelho, o
caminho da verdade, Deus ainda teria que resolver tudo para nós!
E nós, faríamos o quê? Passaríamos só a buscar os prazeres da vida? Gastaríamos
nosso tempo só com comer, beber, fazer sexo e nos divertir? E na hora dos
problemas, correríamos para Deus, nos centros espíritas, nas igrejas, e
suplicaríamos que Ele nos ajudasse? Onde estaria nosso mérito, nosso esforço em
tentar nos melhorar?
Infelizmente, é assim que agimos.
Na maioria das vezes, só buscamos Deus nos momentos dos problemas. E se as
coisas não acontecem como queremos, pronto! Olha nós culpando Deus e o azar.
Já é tempo de colocarmos um pouco o mais de Jesus em nossa existência. Abdicar
dos prazeres que satisfazem a matéria e pensar um pouco em nosso espírito.
Meditemos e façamos uma auto análise: quantas vezes neste ano visitamos alguém
que necessitasse de ajuda material e o ajudamos? Quantas vezes tivemos paciência
com os que convivem conosco? Quantas vezes deixamos nossos próprios interesses
para ajudar o próximo?
Se foram poucas vezes, como queremos que nossa vida tenha menos problemas, se
nada fazemos para melhorar a vida daqueles que nos cercam?
A vida tem uma lei, criada por Deus, que se chama Ação e Reação. Segundo ela,
tudo que fizermos aos outros receberemos em troca, seja o mal ou o bem.
E se quisermos ter a ajuda de nosso Pai, precisamos dar condições para que Ele
nos ajude. Pois se o Criador encontrar em nossos corações a humildade e o desejo
do bem ao próximo, Ele com certeza nos atenderá.
Não é à toa que na oração que Jesus nos ensinou, o “Pai Nosso”, disse o
seguinte: “Perdoa as nossas ofensas, assim como perdoamos aqueles que nos
ofendem”. Ou seja, rogamos a Deus para nos perdoar, nos ajudar, assim como
perdoamos, ajudamos os outros.
Façamos, então, de nossa parte. Busquemos freqüentar semanalmente uma casa
religiosa. Vamos analisar sempre como temos nos comportado em relação ao
próximo. Com certeza, veremos nossa vida mudar e a sorte, que tanto queríamos,
estará ao nosso lado.
Porque sorte nada mais é do que a bênção de Deus.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior