Tamanho
do Texto

Desigualdade das Riquezas

Desigualdade das Riquezas

 

LE 808 a 813

Promovido pelo IRC-Espiritismo

http://www.irc-espiritismo.org.br

Centro Espírita Léon Denis

http://www.celd.org.br

 

Expositor: Nara Coelho

 

 

29/06/2002

Dirigente do Estudo da Noite: Adrianabcm

 

Oração Inicial:

 

<Adrianabcm> Pai amado,

nós te pedimos permissão para iniciar a nossa reunião de hoje,

pedindo-Te que inspire a querida irmã Nara em sua exposição

e que todos nós sejamos tocados por algo novo, quer amplie nosso conhecimento e nossa vontade de crescer!

Fica conosco, Pai, durante este estudo!

assim seja!

 

Mensagem Introdutória:

 

RIQUEZA

Rico é o pântano pelos depósitos de matéria orgânica.

Rica é a enxurrada pelos recursos de adubação.

Rica é a argila pela maleabilidade com que obedece ao oleiro.

Rica é a pedra pela segurança que oferece à construção.

Rica é a ostra que encerra a pérola no próprio seio.

Rica é a árvore pelos tesouros que espalha.

Rico é o serro bruto pelos metais que esconde.

Rica é a areia que defende o leito das águas.

Rica é a fonte que auxilia sem recompensa.

Rica é a forja pelas utilidades que produz.

Rica é a dor pelas lições que ensina.

O Senhor não criou a pobreza.

Além disso, converteu o homem no rei das criaturas terrestres.

O homem, porém, até agora, no sentido coletivo da definição, permanece detido na posição de chefe dos animais.

Onde há luz de inteligência, não há penúria.

Cada coração pode ser um manancial de bênçãos.

Doar estímulo, fraternidade, alegria, consolo, esperança e amor é mais que transferir as bênçãos dos recursos amoedados.

Estejamos a postos para trabalhar e servir, sem olvidarmos que se há grandes benfeitores da humanidade, que semeiam fortunas incalculáveis na preservação da saúde e da instrução da vida comunitária, Jesus, ainda e sempre, é o maior de todos os redentores da Terra, porque ofereceu ao mundo a própria vida, no sacrifício supremo do próprio coração.

André Luiz

Do Livro: Endereços da Paz

Psicografia: Francisco Cândido Xavier

Editora: CEU

 

Exposição:

 

<Nara_Coelho> Boa noite, queridos amigos.

É sempre com alegria que nos reunimos para estudar a Doutrina Espírita.

Eis que ela nos propicia o entendimento da vida, devolvendo-nos a oportunidade de viver segundo nosso livre arbítrio e,

o que é mais importante, de aprender a bem direcionar este livre arbítrio, tendo como modelo o nosso Mestre Jesus.

Assim, o espiritismo nos impulsiona ao progresso, livrando-nos das amarras da ignorância das leis de Deus que por séculos nos atrelou ao sofrimento.

Hoje, com Kardec, temos Jesus de volta nos ajudando a caminhar, a entender nosso destino de transcendência.

Que mereçamos a assistência dos trabalhadores do bem para que tenhamos uma noite proveitosa.

O assunto de hoje está nas perguntas 808 a 813 do Livro dos Espíritos e nos fala sobre a desigualdade das riquezas.

Como preâmbulo, é interessante observar que a aquisição das riquezas materiais tem sido a meta da esmagadora maioria dos homens.

Se abrirmos os jornais de hoje, vamos ver corrupção e crime no Brasil, nos EUA, vamos ver suas conseqüências no desastre que acontece na Argentina e em tantas situações que nos apavoram…

Tudo pela ambição da riqueza desmedida do Homem, que nunca está satisfeito com o que tem: seja com o dinheiro, com o poder, com a saúde, ou com a família que tem.

Entretanto, Jesus nos ensinou que deveríamos nos preocupar em ajuntar os tesouros que a traça não corrói, a ferrugem não consome e o ladrão não rouba.

Isto é, os tesouros que nos cumulam o espírito com a riqueza que levaremos para a eternidade e que nos abrirão as portas para o Reino de Deus, que é, na verdade, o reino dos valores espirituais.

O que fizemos com esses ensinamentos?

Escondemos na gaveta, para recitá-lo quando nos conviesse demonstrar “conhecimento cristão” e nem nos detivemos para perceber na assertiva do Mestre que completa esse ensino:

“Busque primeiro o Reino de Deus e sua Justiça e tudo o mais lhe será dado por acréscimo”.

Somos infelizes porque ignoramos as leis de Deus que Jesus veio nos ensinar e Kardec nos relembrar, realizando a promessa do consolador prometido por Jesus.

Pois bem, no Livro dos Espíritos, nas perguntas citadas acima, temos a explicação do porque da desigualdade das riquezas.

Por que uns a têm e outros não?

Pela objetividade e inteligência das indagações elaboradas por Kardec, os espíritos superiores tiveram a oportunidade de nos esclarecer que as riquezas são provas necessárias ao espírito na sua caminhada evolutiva.

Provas? Poderemos indagar; então eu quero esta prova!

Claro que este seria o pensamento natural de quem se julga espremido entre o berço e o túmulo, que vai viver apenas uma vez na Terra e que precisa “aproveitar” todas as chances que a vida oferece.

Este pensamento é, naturalmente, o que norteia aqueles que querem enriquecer a qualquer custo, nem que para isto infelicitem milhares de pessoas.

Todavia, o espiritismo nos esclarece que somos espíritos e que vestimos um corpo físico para vivermos na Terra o exercício de aprimoramento espiritual.

Aqui, temos a veste física que precisamos, a família que precisamos, a saúde, a educação, o ambiente, enfim, tudo o que precisamos para continuar nosso desenvolvimento espiritual a partir do ponto em que paramos na última encarnação  e depois da erraticidade no mundo espiritual que, certamente, nos orientou para a vivencia atual.

Assim, na maioria das vezes, a riqueza é uma prova, pois, com ela, corremos o risco de perder nossa chance de progredir espiritualmente, pelas facilidades materiais que ela nos oferece.

Sua desigualdade na Terra reflete a desigualdade das necessidades evolutivas, a desigualdade dos próprios espíritos encarnados.

Lembram-nos os espíritos que, se uma mesma quantia em dinheiro fosse distribuída igualmente por todos os habitantes da Terra, em pouco tempo elas seriam diferentes ou nem existiriam para alguns, dado às diferentes faculdades de que os espíritos dispõem, em pouco tempo elas seriam diferentes ou nem existiriam para alguns, dado às diferentes faculdades de que os espíritos dispõem. Lembram-se da parábola dos talentos? Tudo isso, só poderemos entender sob o enfoque da reencarnação: somos espíritos e reencarnamos tantas vezes quanto as necessárias até alcançarmos a evolução integral.

De reencarnação em reencarnação, em busca da sabedoria ensina-nos Herculano Pires!

A riqueza é importante para que a administremos em benefício do semelhante que não têm ainda condições de fazê-lo.

Por isso, muitas vezes, uma família rica perde tudo e seus herdeiros ficam muito pobres: eis que não tinham condições espirituais de administrar a riqueza; não tinham crédito espiritual e precisam aprender com o altruísmo do próximo.

Riquezas herdadas, assim, precisam ser administradas tendo em vista o bem do próximo para que se efetivem.

E não é condenável, como julgam alguns.

Quem a recebe está obtendo um voto de confiança das leis divinas para medir a sua responsabilidade espiritual.

Muitas vezes, a herança acontece para que o herdeiro, mais espiritualizado, concerte os erros do passado, ajude a quem foi injustiçado, melhore a vida de quem já o merece.

Muito importante para nós, espíritos em evolução que já procuramos entender as leis da vida, é saber que somos responsáveis uns pelos outros; que precisamos acabar com o egoísmo que nos infelicita e infelicita o mundo;  que precisamos ajudar o nosso próximo a ser feliz e que a riqueza precisa ser usada para que tal se dê.

Riqueza que não circula em benefício do semelhante, acumula e “entope” as vias de acesso à felicidade, definhando-se gradativamente até se extinguir.

Não somos proprietários de nada que é material.

Apenas temos a posse, legada por Deus para que aprendamos a construir a felicidade para nós e para o mundo inteiro!

Vamos conversar um pouco? (t)

 

Perguntas/Respostas:

 

01 <Doug_ama_Liv> sabemos que há muitas pessoas que prezam o lucro acima de tudo, prejudicando a si mesmo e aos q rodeiam. Este avareza, hoje, resultará possivelmente numa próxima existência miserável? E, tb, como devemos proceder ao ver alguém com este comportamento? Como devemos “doutriná-la”?

 

<Nara_Coelho> Realmente. O excesso de hoje resultará na miséria de amanhã. Entretanto, não devemos doutrinar ninguém. Se temos intimidade,  falamos das vidas sucessivas, da lei de causa e efeito da responsabilidade na construção do nosso futuro.

Se não temos intimidade, quem sabe podemos oferecer um livro por ocasião do Natal ou do aniversário…

Claro que um livro espírita!

Mas o que nos importa lembrar é do exemplo que devemos dar para todos os que nos rodeiam.

Neste caso, precisamos fazer valer o nosso altruísmo em todas as situações. (t)

 

02 <_jal_> É virtuoso procurar viver na miséria ?

<Nara_Coelho> O Homem tem responsabilidade também no seu crescimento material…Quando a miséria é um fato,  ela está dentro da necessidade evolutiva da pessoa, que aí precisa vivenciá-la com equilíbrio, força, resignação e luta para dela sair. (t)

 

 

03 <`FreeD0M`18`anos`HJ`> A tendência é sempre a humanidade evoluir, prosperar? ou poderemos chegar numa geração em que a política, a economia, a globalização atrelados aos valores das pessoas, acabe com a humanidade na Terra com os grandes problemas como a fome, as guerras?!

 

<Nara_Coelho> A tendência é a humanidade evoluir. O máximo que pode acontecer é ela estagnar. Esses problemas que envolvem as nações, a humanidade enfim, apontam para a necessidade de espiritualização,que aos poucos, sob o guante da dor, vamos aprendendo.

Vejamos a Seleção Brasileira. Quanto ela aprende nesses anos todos?

Hoje ela sabe que não pode usar “salto alto”  que não pode desprezar os adversários que precisa valorizar o conjunto… tudo isso é um aprendizado que levou décadas e nos fez chorar muito.

Isso vale para a vida.

Enquanto não aprendermos a viver, não seremos felizes. (t)

 

4. <_jal_> Como podemos interpretar a existência de paises ricos e paises pobres…. Nos paises ricos não há espíritos que necessitam passar pelas provas da pobreza ? Ou é simples questão de capacidade material ?

<Nara_Coelho> Não precisam passar pela prova da pobreza,  embora ainda existam pobres nos países ricos.

Geralmente, a prova desses países está no progresso moral, no desafio da solidariedade, do amor ao próximo tanto de pessoa para pessoa quanto de país para país.

É bom observar que nesse países ricos o índice de suicídio é bem maior do que nos países pobres,  dado a angústia, a depressão que os envolve graças à vida egoística que geralmente levam. (t)

 

Oração Final:

 

<Adrianabcm> Vamos unir nossas mentes

em prece, pensando em uma onda de paz nos envolvendo

e contagiando o ambiente á nossa volta

trazendo traquilidade, harmonia….

Jesus, querido irmão!

nós te agradecemos a dedicação com que nos cuida, ampara e consola, através de suas palavras milenares

mas ainda tão cheias de verdade, profundidade e bondade!

Nós te pedimos que continue a nos presentear com este amor renovador

e que todos aqui recebam os remédios necessários para suas dores morais, suas aflições.

Que as palavras de nossa querida Nara_Coelho ecoe em nossas mente e traga renovação de idéias, de atitudes e nos faça enxergar o mundo como ele é: um estágio, apenas, de onde nada levamos além do que penetra o Espírito

Fica conosco, irmão maior!

E te pedimos especialmente que abençoe nosso amado `FreeD0M`18`anos`HJ` que ele receba gotas de amor e paz em sua caminhada!

Obrigada, por tudo, Mestre!

Assim seja!

 

 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior