Tamanho
do Texto

IX Encontro Espírita Sobre A Mediunidade

IX Encontro Espírita Sobre A Mediunidade

Estudo Espírita
Promovido pelo IRC-Espiritismo
http://www.irc-espiritismo.org.br
Centro Espírita Léon Denis
http://www.celd.org.br

Expositora: Amália Silveira
Rio de Janeiro
19/06/2002

Dirigente do Estudo:

Rosângela Pertile

Mensagem Introdutória:

Mensagem para o IX Encontro Espírita Sobre Mediunidade

Há no médium uma força de origem nervosa que se desprende do organismo, principalmente durante o ato mediúnico. O uso contínuo dessa energia produz no médium uma espécie de fadiga ou cansaço, quando o exercício mediúnico é prolongado e sem o repouso devido.

A estabilidade fisiopsíquica do médium sofre então o chamado desgaste das forças fluídicas. Esse desgaste é comum entre os servidores de Jesus que atuam em todos os campos do intercâmbio com os desencarnados, mas, principalmente, na mediunidade de efeitos físicos, na de incorporação e, o que é menos comum, na psicografia. Nesse caso, há o desgaste quando o medianeiro trabalha prolongadamente nas tarefas do receituário, na recepção de longas mensagens de apoio ou mesmo quando escreve longas páginas de romances mediúnicos.

Esse desgaste que pode assustar aos leigos, não abala os autênticos servidores da Terceira Revelação, uma vez que estes trabalham com objetivos claros de auxílio e amparados por seus benfeitores.

Há casos em que o médium, por desavisado, propõe-se a trabalhar como alimária de espíritos notadamente voltados para o intercâmbio deseducado. Mesmo nessa ocasião, o repouso e a transferência de energias alimentares provoca o equilíbrio das forças. No entanto, o médium que esgota suas energias sem o devido respeito às forças da Natureza, que presidem a todos nós, ou mesmo o indivíduo que trabalhe mediunicamente, mas sem ser pela égide de Jesus, este ficará mais exposto às sensações desgastantes. Nesse caso, poderá de tal forma tornar o seu psiquismo descontrolado, que se verificarão as tristes ocorrências do depauperismo das forças vitais com os chamados sinais do desequilíbrio nervoso, que é a primeira fase para a perturbação das idéias, com o desgaste das forças que residem no cérebro.

Que os médiuns se aproximem sempre de Jesus e dos bons guias espirituais, e certamente estarão ao abrigo de forças descontroladas do psiquismo mediúnico.

Paz!

Inácio Bittencourt

Mensagem psicográfica recebida pelo médium Altivo Carissimi Pamphiro, no dia 10 de Janeiro de 2002.

Oração Inicial:

<Ioio> Vamos elevar nossos corações e mentes aos amigos espirituais que nos amparam e com certeza estão aqui conosco

Senhor Jesus, bom e amado Mestre aqui estamos Senhor. Mais uma noite de alegria por podermos estudar a Sua Boa Nova, à Luz da terceira revelação. Que os amigos espirituais aqui presentes, e que já estão se preparando para o encontro de domingo, possam amparar e inspirar nossa querida amiga Amalia nas suas palavras e pensamentos, para que desta forma possamos entender um pouco mais os mecanismos da mediunidade. E assim Senhor, certo de Sua presença amiga, de nossos amigos espirituais, de Ignácio Bittencourt, mas sobretudo de Deus, que possamos dar por iniciado o estudo na noite de hoje. Fique conosco Mestre agora e sempre. Graças a Deus!

Exposição:

<Amalia_Silveira> Queridos companheiros, boa noite!

Estamos reunidos para tratarmos do assunto que será motivo do nosso trabalho no encontro a ser realizado no próximo domingo, dia 23 – A Mediunidade. Ou seja, o IX Encontro Espírita sobre Mediunidade, cujo o tema central é: A Influência da Mediunidade na Saúde.

O nosso objetivo, nessa palestra é convidar a todos que possam participar conosco deste acontecimento muito importante para os homens, encarnados e desencarnados, seja vindo ao Centro, ou pela internet.

De que vamos tratar?

De situações comuns e antigas na vida humana que são as muitas corridas aos centros por causa de problemas de ordem sensitiva, ou seja, coisas que as pessoas sentem mas não sabem explicar.

Muitas delas, já recorreram aos profissionais especialistas, como psiquiatras e psicólogos, sem respostas para as suas dificuldades.

Por exemplo: Pessoas que passam mal pela rua, ou em qualquer lugar, desmaiando, vendo seres que não estão vivos, segundo elas, ou os chamados mortos.

Outros têm mal estares sem qualquer causa orgânica , como arrepios, frios, quenturas, tonteiras e etc.

Outro fato que também será tratado, é com relação às crianças e jovens que apresentaram e apresentam comportamentos incompreendidos pelos seus pais e familiares. Criança que tem amiguinho invisível, que vê alguém dentro de casa, muitas vezes os próprios parentes desencarnados, como as avós mais comumente

Estes fatos nunca tiveram resposta porque a causa verdadeira sempre foi repelida pela mentalidade humana, na maioria por preconceito.

A doutrina espírita é a única que realmente esclarece este fenômeno natural, já que é um dos mecanismos que Deus criou para unir os espíritos encarnados e deserncarnados.

Como está no Evangelho Segundo o Espiritismo, Capítulo VI, item 5: “…Deus não quer aniquilar a raça humana. Ele quer que mortos e vivos se auxiliem uns aos outros…” E para isso, Ele criou o meio, que é esta faculdade radicada no organismo humano, para facilitar o intercâmbio. A mediunidade é um dom divino que Deus concedeu ao homem para servir de intérprete aos espíritos superiores, para a instrução dos homens e para conduzi-los à fé.

Desta maneira, estamos oferecendo a oportunidade de todos estudarem conosco este mecanismo divino para podermos entender melhor a vida e, principalmente a nós mesmos, porque todos somos médiuns. Vamos aprender a desvendar este “bicho de sete cabeças” que tanto incômodo tem trazido ao homem por culpa do próprio homem, por achar que estas coisas acontecem por acaso, sem se perguntarem, em algum momento, por que existe, de onde vem, quem que criou e etc.

Por ser algo que está fora do alcance da mentalidade humana, já que os próprios homens de ciência não conseguem responder, só poderá estar na natureza, e tudo que está na natureza vem de Deus.

Como nos ensina Inácio Bittencourt, na mensagem introdutória: “Há no médium uma força nervosa que se desprende do organismo.” Então, deverá haver uma resposta lógica para isso, porque Deus não faz nada inútil e nem aleatoriamente. Precisamos aprender para entender mediunidade.

Somos espíritos imortais que estamos parte encarnados e parte desencarnados, mas não estamos isolados uns dos outros.

Estamos separados só pela densidade da matéria do corpo físico. E, como dissemos antes, a mediunidade é o mecanismo que Deus criou para este intercâmbio.

Allan Kardec afirma, numa das Revistas de Estudos Espíritas, que: “Enquanto a ciência se obstinar a negar a vida do espírito não encontrará resposta para muitos problemas que existem na humanidade.”

Estas situações, que serão tratadas no nosso encontro, estão dentro deste contexto, pois não há respostas sem o estudo nas fontes principais que é a codificação espírita de Kardec, que é a base de todos os esclarecimentos relativos ao relacionamento de espírito e corpo.

Perguntas/Respostas:

[01] <Ioio> Como proceder quando a mediunidade é de efeitos físicos, o médium está com excesso de fluidos e não há como ele ir a uma Casa espírita?

<Amalia_Silveira> O importante é ele (o médium) ter noção de que, para o seu equilíbrio, deverá doar estas forças, esses fluidos em favor de alguém, para o benefício desse alguém.

Ou seja, fazer o bem. E, para fazer o bem, existem mil maneiras. Por exemplo: dedicar-se a algum trabalho que promova o bem do próximo sem interesses de cunho pessoal, ou material, como o trabalho de voluntário na ajuda às escolas, hospitais, Instituto do Câncer, etc. A nossa sociedade é muito carente de uma mão amiga. É importante verificarmos que para entendermos das problemáticas humanas aparentemente impossíveis ou difíceis, é preciso deixarmos a preguiça mental de lado e nos lançarmos aos estudos, porque só teremos a ganhar e à oportunidade de sermos cada vez mais úteis, nesse universo de Deus. Que Deus nos abençoe a todos! Muita Paz!

Oração Final:

<Ioio> Senhor Jesus, agradecidos estamos por esta oportunidade de estudos e de reflexão sobre a responsabilidade que abraçamos ao estudarmos, educarmos a nossa mediunidade .Que esta palestra, que segue ao estudo de domingo, possa ser interiorizada em nossos corações e mentes para que possamos ser melhores hoje do que fomos ontem abençoa e ampara nossa irmã que veio nos fornecer tantos subsídios para nossas reflexões. Que todos nós possamos ter um fim de noite calmo, na companhia de nossos amigos espirituais. E assim Senhor, em Seu nome, possamos dar por encerrado o estudo da noite de hoje. Fica conosco, agora e sempre.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior