Tamanho
do Texto

Jesus e o Mundo

Jesus e o Mundo

 

Textos a serem apresentados ao público através de cartaz ou lousa da casa
espírita:

Segmento A

“Como guardastes a palavra da minha paciência, também eu te guardarei da
hora da tentação que há de vir sobre todo o mundo para tentar os que habitam a
terra”.
(Apocalipse Capítulo 3, versículo 10)

“E vi um anjo forte bradando: quem é digno de abrir o livro e desatar os
seus selos?
“E ninguém no céu ou na terra, ou debaixo dela, podia abrir o livro ou olhar
para ele”.
(Apocalipse – Capítulo 5, versículos 2 e 3)

Segmento B

“E eu chorava muito, porque ninguém fora achado digno de abri-lo; e chegou
até mim um ancião e disse-me: não chores, eis aqui o Leão da tribo de Judá, a
raiz de Davi, que venceu para abrir o livro”.
(Apocalipse – Capítulo 5, versículo 4)

Segmento C

“Digno és de tomar o livro, e de abrir seus selos; porque fostes morto e
com o teu sangue comprastes para Deus, homens de toda tribo, povos, nações e
línguas”.
(Apocalipse – Capítulo 5, versículo 9)

Segmento D

“Eu sei das tuas obras, que não és frio nem quente, quiseras fostes frio
ou quente”.
(Apocalipse 3 – Capítulo 3, versículo 15)

ESTRUTURAÇÃO DA PALESTRA

Composição: 4 segmentos.

Finalidade: Utilizar alguns trechos da profecia do Apocalipse para demonstrar
a grandeza de Jesus, a importância de sua missão e chamar os espíritas a uma
definição perante o compromisso de seguirem a verdade.

EXEMPLO DE COMENTÁRIOS

Segmento A:

“Um dos assuntos ainda não resolvidos definitivamente pelos historiadores, e
mesmo por estudiosos do Espiritismo, está na interpretação das profecias. Allan
Kardec, em virtude das inúmeras tarefas doutrinárias que desenvolveu, pouca
atenção pode dar a este estudo.
Os profetas eram homens que, através do fenômeno de desdobramento, presenciavam
acontecimentos ligados ao futuro dos povos e da própria humanidade.
João Evangelista, um dos apóstolos de Jesus, era profeta. Foi ele que, no final
de sua vida, na ilha chamada Patmos, fez uma das mais intrigantes profecias: o
Apocalipse.
Valendo-nos dos conhecimentos oferecidos pelo Espiritismo vamos utilizar algumas
passagens destes escritos para falarmos da importância da missão do Cristo e de
como nós, espíritas, que somos os cristãos modernos, precisamos dar nosso
testemunho perante a verdade. Ou seja, ter a coragem da opinião e do exemplo.
O Apocalipse é o último livro da Bíblia Sagrada. É composto de 22 Capítulos,
onde o profeta fala de uma crise profunda a ser vivida pela humanidade, na fase
crítica de sua transformação para uma situação mais elevada: a categoria de
mundo de regeneração.
Neste trecho do Capítulo 3, o Espírito (representante direto da Divindade) fala
aos adeptos das diversas linhas do pensamento religioso existentes na Terra.
Especificamente, entre os versículos 7 e 13, dirige-se a um tipo de cristão
específico, alertando-o para provações a que poderá passar. As palavras do
Espírito podem servir de elementos para nossas meditações.
Afirmando que o mundo viverá um tempo de muita tentação e perdição, o Espírito
explica que fará descer sobre os seguidores desta filosofia, a proteção
necessária para suportarem as dificuldades. Na atualidade, esta mensagem é muito
válida para todos nós. Nunca se viu um estado de desajuste moral de inversão e
corrupção de valores como o de hoje.

Nesse outro versículo, o profeta João é levado ao Plano Superior. Nele, lhe é
mostrado cenas históricas, envolvendo o programa de espiritualização da Terra,
desenvolvido por Jesus. Durante o transe mediúnico, João parece ter a impressão
de estar vivendo os momentos que antecederam a descida do Evangelho no planeta e
narra todo o acontecimento.
Um Espírito Superior aproxima-se e mostra-lhe o livro da vida (O Evangelho) e as
fases de transformações que sucederiam à sua implantação. Cada um desses
estágios é denominado de “selos”.
O profeta diz que o “anjo” disse em altos brados: quem seria digno para
desempenhar a tarefa? Quem teria condições morais e intelectuais para uma missão
tão árdua?
O profeta sente, então, que ninguém no Céu (que ele via) nem na Terra tinha em
si as qualidades necessárias para trazer o livro e deflagrar o processo de
revolução.

Segmento B:

“João Evangelista chega a dizer que chorava muito (devido a importância
daquele livro e o que ele significaria para a humanidade), pois não se achava
ninguém digno de abri-lo.
Eis que um ancião chega até João e lhe diz: não chores. Um leão (um Espírito) da
tribo de Judá venceu e vai abrir o livro. Alguém ligado ao processo de
iluminação terreno ia desempenhar a missão. Tratava-se de Jesus Cristo. O
Evangelho iria ser revelado e seria dado o início da derradeira fase de
transformação do mundo terreno numa sociedade melhor”.

Segmento C:

“Dizendo que Jesus assemelhava-se a um Cordeiro que seria morto, o profeta
diz que houve um cântico novo: “Digno és de tomar o livro e de desatar seus
selos. Com o seu sofrimento, sua mensagem comprará para Deus homens de toda
tribo, povos, nações e línguas”.
O martírio vivido por Jesus levaria sua mensagem através dos séculos e
conquistaria para o mundo cristão, milhares de homens de vários países e nações
do planeta. É evidente que um estudo mais profundo da profecia poderia nos
ajudar a entender aspectos variados das transformações sociais vividas nestes
quase vinte séculos. Mas, enquanto não contamos com uma interpretação mais
justa, façamos nossos estudos pessoais para ver o que de bom nós podemos tirar
desta fonte”.

Segmento D:

“Para encerrarmos, voltaremos às cartas do Apocalipse. Queremos recordar que
a mensagem do Espírito Divino dirige-se, não só às religiões constituídas, mas
também às pessoas que possuem a mentalidade como as que ali se descreve.
Um dos trechos que mais impressiona é aquele que fala das criaturas que não
possuem coragem para ter opinião. São aqueles adeptos que não são nem bons nem
maus. Que na hora de testemunharem perante a verdade, calam-se. Hoje, é muito
comum faltarmos com a sinceridade para dizermos que somos seguidores do
Espiritismo, quando a situação o exige. Sim, a Doutrina ainda é vista com
preconceito por significativa parte da sociedade. E, na hora que for preciso,
precisamos testificar, dizendo: eu sou.
Façamos, pois, uma reflexão para sabermos se não estamos nos posicionando como
criaturas mornas, isso é, que não somos nem uma coisa nem outra.
O Evangelho do Cristo ensina: ao servo que sabe das suas obrigações e não as
cumpre, receberá muitos açoites. Tenhamos, pois, cuidado. O verdadeiro espírita
é aquele que se esforça sempre para dominar suas más inclinações e mostra o que
é através do exemplo”.

Observação

Para se desenvolver esta palestra com bom aproveitamento, o expositor deve
ter um relativo conhecimento do assunto “profecias”. Allan Kardec, em A Gênese,
no Capítulo XVI, denominado “Teoria de presciência”, mostra como o futuro estava
ao alcance dos profetas.
Convém explicar ao povo, o que é um profeta.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior