Tamanho
do Texto

Perturbação Espírita

Perturbação Espírita

“O Livro dos Espíritos” – questões 163 a 165

Estudo Espírita
Promovido pelo IRC-Espiritismo
http://www.irc-espiritismo.org.br
Centro Espírita Léon Denis
http://www.celd.org.br

Expositor: Andréia Azevedo – Safiri
Osasco – São Paulo
08/07/2000

Dirigente do Estudo da Noite:

Mauro [MBueno]

Oração Inicial:

<claralice> Boa noite amigos!!!!!!
Que a paz de Nosso Amigo e Mestre Jesus nos envolva neste momento permitindo que nossos próximos momentos sejam de muita luz e discernimento. Assim sendo….
vamos colocando-nos em sintonia vibratória com nossos amigos queridos da espiritualidade superior principalmente com os amigos amorosos que nos orientam nas atividades do Canal Espiritismo e em todos os demais canais e, principalmente nas atividades que agora estamos iniciando que os amigos do mundo Maior
encontrem em nossos corações e em nossas mentes a disponibilidade, o compromisso e o desejo sincero para o aprendizado das lições que aqui estaremos conhecendo Que estes diletos amigos possam favorecer-nos nestes instantes a luz, o discernimento e a inspiração tão necessários à nossa condição de aprendizes
da Doutrina consoladora
e dos Ensinos Redentores do Cristo

Assim sendo, rogamos a Ele (Cristo) e a Deus nosso Pai para que nos abençoem
permitindo-nos o entendimento não somente dos textos, reflexões e diálogos, mas… sobretudo que possamos transpor as barreiras do conhecimento que os limites da matéria nos impõem para nos dispormos à nossa transformação interior com o desejo de renovação, fazendo com que nos tornemos, em futuras situações seareiros de última hora, porém, seareiros.

Que neste instante em que nos reunimos em torno de ideais nobres nossos sentimentos também possam permitir a Assistência Espiritual dos dedicados amigos espirituais em favor de irmãozinhos desorientados, desequilibrados e atormentados, quer na condição de encarnados e desencarnados. Que em nome de Deus e de Jesus possamos dar início aos estudos programados para esta noite. Assim seja!

Mensagem Introdutória:

Caridade anônima

Perturbam-se, engalfinhados em ruidosas pelejas, e perturbam. Agregam-se por afinidades dos malogros e das emoções. Formam legiões em lamentável agrupamento de dor. Experimentam as vicissitudes dos fracassos e reboleiam-se na angústia desarvorada, adensando-se em nuvem fantástica de desespero. Ensimesmados, alguns parecem hipnotizados na autopunição, azorragados pelo remorso tardio ou pela flagelação do arrependimento inoperante.

São os irmãos desencarnados, que atravessaram os umbrais do túmulo, ignorando as realidades da vida espiritual ou que malsinaram as moedas da fé em loucura inominável. Acende a claridade do amor na mente, quando penses neles. Concede os teus espaços mentais de oração, quando nas abençoadas tarefas socorristas das sessões mediúnicas. Muitos deles se beneficiariam grandemente se lhes oferecesses ensejo de ouvir pelos teus órgãos físicos as dissertações ou orientações evangélicas, que antes preferiram ignorar ou desconsideraram. Não nos compete examinar o merecimento ou não da aflição que a si se impuseram e agora carpem. Estamos convidados a ajudá-los em nome de Jesus.

A paz deles representa paz em nós mesmos e a renovação deles significa serenidade nossa. Quando no santuário de intercâmbio espiritual, instado à terapêutica iluminativa, não te escuses, pretextando cansaço ou preocupação incontrolável. Jesus é o Modelo: não se cansava jamais. Mesmo que te sintas alquebrado ou de ânimo vencido, confronta as tuas horas com as deles, e, sem mais justificativas, que são perfeitamente dispensáveis, sintoniza no bem em prol da recuperação desses nossos irmãos necessitados. Talvez ignores que grande número dessas entidades infelizes é comensal do teu lar, companhia das tuas horas, co-autor das tuas enfermidades.

O comércio com os desencarnados é variado e intenso graças ao panorama de sintonia mental que vige em ambos os planos da vida. Reserva, pois, diariamente, um quartel de hora para leitura, meditação e prece, instruindo e evangelizando o teu espírito, e prepara-te para o socorro aos que te anteciparam na viagem de volta. O cristão-espírita é o garimpeiro que distingue na ganga da vida as gemas da verdade, embora ainda não fulgentes. A exemplo de Jesus, esclarece e socorre os esfaimados da verdade ou do pão, ao teu lado, no domicílio carnal, mas não olvides esses olhos e ouvidos que perderam a faculdade de registrar imagens luminosas e sonoras, mergulhados como se encontram nas tristes evocações da insânia em que se consumiram. Faze deles teus irmãos e amigos para a eternidade.

Num dia, embora longe, abrindo os olhos para outros painéis, após as pelejas árduas e árduas vitórias, defrontarás aqueles aos quais ajudaste, acercando-se de ti, risonhos e felizes, reconhecidos e amorosos, a saudar-te nessa abençoada madrugada perene e sem sombras da vida imortal. Joanna de Ângelis
Editora: FEB
Psicografia: Divaldo P. Franco
Do Livro: Lampadário Espírita

Exposição:

<Safiri> Boa noite amigos. Que Deus nosso amado Pai, nos abençoe em mais um estudo desta noite. Vamos falar um pouquinho hoje sobre Perturbação Espírita. A Perturbação espírita ocorre no momento do desencarne. Quando o espírito deixa as condições naturais da vida, ocorre que muitas vezes ele não sabe o que esta acontecendo. Porem, esse estado de perturbação, ocorre somente para espíritos que de alguma forma se mantém ligados a vida terrena. Quais são essas formas, então ?
Todos já sabemos que reencarnamos por diversos motivos. Estamos num planeta de provas e expiações, portanto é difícil dizer que estamos todos isentos de débitos passados.

Ha porem a grande verdade q o mestre consolador nos deixou: Fora da caridade não ha salvação. Eis o segredo. Quando vivemos uma vida de amor, se não contraímos débitos passado, não experimentamos a perturbação. Essa perturbação só ocorre porque muitas vezes ficamos presos a matéria. Ligados aos prazeres terrenos, ao dinheiro, aos bens pessoais. Muitas vezes damos atenção apenas ao ter. Esquecemo-nos pois, de que a grande verdade é que não levamos nada da terra, a não ser o amor verdadeiro. Os espíritos, apos o desencarne, experimentam situações diferentes dados o grau de pureza e evolução. Como nos mostra no Livro O Céu e o Inferno de Alan Kardec, classifiquemos os espíritos nas categorias q seguem:

  • Espíritos Felizes
  • Espíritos em condições medianas
  • Espíritos sofredores
  • Suicidas
  • Criminosos arrependidos
  • Espíritos Endurecidos

Esse espíritos, quando desencarnam, experimentam perturbações diversas ou nenhuma ( no caso dos espíritos felizes ). A perturbação se da porque esses espíritos não sabem ainda o q esta acontecendo com eles. No caso dos suicidas, muitos deles, não entendem o que esta acontecendo porque eles sabem q atentaram contra sua própria vida, mas ainda se sentem vivos. Acham q vivem, pois continuam com todos os sentidos e, muito pior, sofrendo as dores provocadas por eles mesmo pelo ato, e muitas vezes relembrando constantemente o momento do crime. Que desilusão, para o suicida quando percebe que “continua vivo”. E numa situação ainda pior. Pois sofre as mesmas dores e não entendem o que se passa.

Essa perturbação, pode se dar por minutos, dias, meses, anos, séculos. Não conseguimos classificar atos/pessoas/graus e tipos com esse tempo. Mas é sabido que um espírito pode ficar nessa situação angustiante por anos seguidos. Esse trecho do livro dos espíritos nos clareia muito a definição de perturbação espírita: “… Esse fenômeno é facilmente explicável. Surpreendido pela morte imprevista, o Espírito fica aturdido com a brusca mudança que nele se opera. Para ele, a morte é ainda sinônimo de destruição, de aniquilamento ; ora, como continua a pensar, como ainda vê e escuta, não se considera morto. E o que aumenta sua ilusão é o fato de se ver num corpo semelhante ao que deixou na Terra, cuja natureza etérea ainda não teve tempo de verificar.

Ele julga sólido e compacto como o primeiro, e quando se chamam a sua atenção para esse ponto, admira-se de não poder apalpa-lo….” É muito importante, então, como podemos observar, abraçar as leis de Deus. Amar nossos irmão. Termos uma vida de verdades e de amor na simplicidade. Na mesma simplicidade q nos trouxe nosso amado irmão Jesus ha dois mil anos. Gostaria de mostrar dois depoimentos aqui, colhidos do livro O Céu e o Inferno. Espíritos Felizes.

Em conseqüência de acidentes causados por fogo, faleceu esta donzela após cruéis sofrimentos. Alguém se propusera solicitar a sua evocação na Sociedade Espírita de Paris, quando ela se apresentou espontaneamente a 31 de julho de 1863, pouco tempo depois da morte. – “Eis-me aqui ainda no cenário do mundo, eu que me julgava sepultada para sempre no meu véu de inocência e juventude.

Salvar-me-ia o fogo da Terra, do fogo do inferno assim pensava eu na minha fé católica, e, se não ousava entrever os esplendores do paraíso, minhalma tímida se apegava à expiação do purgatório, enquanto pedia, sofria e chorava. Mas, quem dava ao ânimo abatido a força de suportar as angústias? Quem, nas longas noites de insônia e febre dolorosa se inclinava sobre o leito de martírios? Quem me refrescava os lábios sedentos, escaldantes? Éreis vós, meu Guia, cuja auréola branca me cercava; e éreis vós outros, Espíritos caros e amigos, que vínheis murmurar-me ao ouvido palavras de esperança e de amor. A chama que me consumia o corpo débil também me despojou das suas cadeias, e, assim, morri vivendo já a verdadeira vida.

Não experimentei a perturbação; entrei serena e recolhida no dia radiante que envolve aqueles que, depois de muito terem sofrido, souberam esperar um pouco. Minha mãe, minha querida mãe foi a última vibração terrestre que me repercutiu na alma. Como eu desejo que ela se torne espírita! Desprendi-me da Terra qual fruto maduro que se destacasse da árvore antes do tempo. Eu não tinha sido tocada pelo demônio do orgulho que estimula as almas desditosas, arrastadas pelos sucessos embriagadores e brilhantes da juventude. Bendigo, pois, o fogo, o sofrimento, a prova, que não passavam de expiação. Semelhante a esses brancos e leves fios do outono, flutuo na torrente luminosa, e não são mais as estrelas de diamante que me rebrilham na fronte, mas as áureas estrelas do bom Deus. ”

Emma.
Espíritos sofredores.
Um médium do Havre evocou o Espírito de pessoa dele conhecida, que respondeu: – “Quero comunicar-me, porém não posso vencer o obstáculo existente entre nós. Sou forçado a deixar que se aproximem estes infelizes sofredores. Seguiu-se então a seguinte comunicação espontânea: – “Estou num medonho abismo! Auxilia-me… Oh! meu Deus! quem me tirará deste abismo? Quem socorrerá com mão piedosa o infeliz tragado pelas ondas? Por toda parte o marulho das vagas, e nem uma palavra amiga que me console e ajude neste momento supremo.

Entretanto, esta noite profunda é bem a morte com seus horrores, quando eu não quero morrer!… Oh! meu Deus! não é a morte futura, é a passada! Estou para sempre separado dos que me são caros… Vejo o meu corpo, e o que há pouco sentia era apenas a lembrança da angustiosa separação… Tende piedade de mim, vós que conheceis o meu sofrimento; orai por mim, pois não quero mais sentir as lacerações da agonia, como tem acontecido desde a noite fatal!…

Ê essa, no entanto, a punição, bem a pressinto… Conjuro-vos a orar!… Oh! o mar… o frio… vou ser tragado pelas ondas!… Socorro!… Tende piedade; não me repilais! Nós nos salvaremos os dois sobre esta tábua!… Oh! afogo-me! As vagas vão tragar-me sem que aos meus reste o consolo de me tornarem a ver… Mas não! que vejo? meu corpo balouçado pelas ondas… As preces de minha mãe serão ouvidas… Pobre mãe! se ela pudesse supor seu filho tão miserável como realmente o é, decerto pediria mais; acredita, porém, que a morte santificou o passado e chora-me como mártir e não como infeliz castigado!… Oh!vós que o sabeis, sereis implacáveis? Não, certo intercedereis por mim. ” François Bertin.

Como vemos, meus amigos, é visível a diferença entre esses dois espíritos. Como deve ser triste a dor do desespero pela impotência diante do estado de perturbação o qual se da pelos nosso próprios atos passados, presentes, e Deus, quem sabe, no futuro. Vamos então, procurar sempre ser o espelho de nosso irmão, mestre e amigo Jesus. Vamos construir nossa felicidade terrena e futura. Gostaria de terminar a exposição de hoje, com um trecho do Livro Seara dos Médiuns por Emmanuel. ”

Espíritos Perturbados
É possível conhece-los, de perto.
Surgem, quase sempre, na categoria de loucos e desmemoriados, entre a negação e a revolta. São criaturas desencarnadas, Espíritos que perderam corpo físico e porque, se detiveram deliberadamente na ignorância ou na crueldade, não encontram agora senão as próprias recordações para viver e conviver. Encerravam-se na avareza e prosseguem na clausura da sovinice. Abandonavam-se a viciação e transformaram-se em vampiros, a procura de quem lhes aceite as sugestões infelizes. Abraçavam a delinqüência e sofrem o látego do remorso, nos recessos da própria alma. Confiavam-se a preguiça e carreiam a dor do arrependimento.

Zombavam das horas e não sabem o q fazer para q as horas não zombem deles. São tantas as aflições que descobrem nas paisagens atormentadas da mente iludida, que são eles – homens e mulheres que escarneceram da vida – os verdadeiros autores de todas as concepções de inferno, alem da morte, que hão aparecido no mundo, desde a aurora da razão no campo da Humanidade. ” Sejamos a seara de nosso Pai. No amor e caridade para nossa própria felicidade. (t)

Perguntas/Respostas:

01<Ana_Terra> As pessoas muito apegadas a coisas muito materiais, elas permanecem no túmulo até quando? E acompanham o seu estado de decomposição ou retornam ao seu lar acompanhando o desenrolar dos seus familiares com a sua perda? muitas vezes querendo nos falar sem conseguir e dai impede o seu progresso espiritual, como são retirados dali?

<Safiri> Oi Ana…É difícil dizer o tempo que as pessoas apegadas a matéria levam para dar conta de seu estado atual. Porém, sabemos, como dito anteriormente, pode levar até séculos neste estado de perturbação. O fato de acompanhar o estado de decomposição, creio eu, O Mauro pode me ajudar nisto, se dá mais frequente quando o espírito É um suicida O suicida, sofre pelo seu ato insano. E muitas vezes, assiste a decomposição do corpo sim. O tempo dele neste estado de perturbação, dependerá do seu real arrependimento e entendimento do que se passa. Pois muitos não aceitam ajuda, por ignorarem sua situação. Ou muitos outros, ficam presos a um estado de vingança ou prazeres terrenos.

02<ffragoso> estes espíritos se detiveram deliberadamente na delinqüência e na loucura.. ou somente viveram como sabiam viver? detiveram-se na crueldade deliberadamente.. ou somente são o que são? eles mesmos não colhem dores atrozes originadas de sua própria ignorância? (eles sou eu também)… e após tanta dor… apos tantos enganos.. nada mais sobra.. e por falta de fé escolhem a morte eterna (suicídio) mas a vida sempre continua não é?

<Safiri> Oi ffragoso. Veja, existem muitos espíritos (encarnados) que ainda não tiveram a oportunidade de conhecer a doutrina espírita. Para nos, conhecedores da doutrina, É mais fácil conduzir nossa vida para a felicidade. Porem, muitas vezes ficamos presos a prazeres terrenos e por mais que tentemos nos afastar deles e nos aproximar de Deus, somos impelidos a continuar nesta vida de prazeres, até por inspirações do plano inferior. Aí entra o grande segredo que eu nunca me cansarei de repetir: Orai e Vigiai.
A falta de fé, deixará de existir quando formos dando lugar ao amor, em substituição a sentimentos inferiores. Temos de ser fortes sempre.
Quanto a nossos irmãos que estão na delinqüência, sem alguém para orientá-los, resta-nos vibrar com amor para que Deus interceda de alguma forma nestes corações ignorados pelas verdades divinas. (t)

04<Franz_Josef> Considerando que vivemos num mundo inferior, qual seria o meio termo para usufruir dos bens materiais haja vista que eles são necessários para nossa sobrevivência sem ficarmos apegados a eles após a morte?

<Safiri> Oi Franz:) sabe, algumas vezes eu me perguntei isso também. E nos
não devemos, na verdade, nos privarmos de viver bem. O objetivo não É viver na
miséria, para que não nos prendemos aos bens materiais, mas sim vivermos com o
coração desprendido destes bens materiais. Creio que a luta pela vida em
conforto e tranqüilidade não deve ser deixada de lado nunca. Pois É nosso dever
sempre buscar viver bem. Mas sempre na humildade de coração. Acho que É esse o
segredo:))

Oração Final:

Deus, nosso Pai, que sois todo Poder e Bondade, dai a
força àqueles que passam pela provação, dai a luz àquele que procura a verdade,
ponde no coração do homem a compaixão e a caridade. Deus ! Dai ao viajor a
estrela guia,
ao aflito a consolação,
ao doente o repouso.
Pai ! Dai ao culpado o arrependimento,
ao Espírito a Verdade,
à criança o guia,
ao órfão o pai.
Senhor !

Que vossa bondade se estenda sobre tudo que criastes. Piedade, Senhor,
para aqueles que vos não conhecem,
esperança para aqueles que sofrem.
Que a vossa bondade permita aos Espíritos consoladores derramarem por toda parte
a Paz, a Esperança e a Fé. Deus !
Um raio, uma faísca do vosso amor pode abrasar a terra; deixai-nos beber nas
fontes dessa bondade fecunda e infinita, e todas as lágrimas secarão,
todas as dores se acalmarão.
Um só coração,
um só pensamento subirá até vós,
como um grito de reconhecimento e de amor. Como Moisés sobre a montanha,
nós vos esperamos com os braços abertos, oh! Bondade,

oh! Beleza,
oh! Perfeição,
e queremos de alguma sorte merecer a vossa misericórdia. Deus !
dai-nos a força de ajudar o progresso a fim de subirmos até vós; dai-nos a
caridade pura, dai-nos a fé e a razão; dai-nos a simplicidade que fará das
nossas almas o espelho onde se refletirá a Vossa Imagem. (Prece de Cáritas)
Que assim seja !

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior