Tamanho
do Texto

O Principal Aspecto do Espiritismo

O Principal Aspecto do Espiritismo

Palestra Virtual
Promovida pelo IRC-Espiritismo
Http://www.Irc-espiritismo.org.br

Palestrante: Gilson Bordallo
Rio de Janeiro
22/03/2002

Organizadores da Palestra:

Moderador: “Naema” (nick: [Moderador])

Médium digitador“: “Marcio Alves” (nick: Gilson Bordallo)

Oração Inicial:

<[Moderador]> Estamos iniciando mais um estudo e pedimos nesse momento que os bons espíritos possam nos amparar nos intuir para todos os momentos de nossa vida sejam proveitosos que esses momentos de aprendizado fiquem gravados em nós e que nos sirvam para o crescimento que viemos buscar. Assim, damos por iniciado o trabalho da noite e convido Gilson para que nos brinde, nessa noite, com o tema. (t)

Apresentação do Palestrante:

<Gilson_Bordallo> Boa noite a todos. Sou Gilson Bordallo, da Casa Espírita Eurípedes Barsanulfo, em Jacarepaguá, RJ, e desejo que sejamos felizes em mais este serviço que a tecnologia nos oferece em favor da divulgação Espírita.

Considerações Iniciais do Palestrante:

<Gilson_Bordallo> O tema de hoje serão as características principais da Doutrina Espírita, que consideramos aparentemente simples, mas muito importantes para que a maioria espírita conheça para firmar uma base doutrinária sólida.

É uma necessidade que os profitentes da Doutrina Espírita conheçam e defendam a lisura doutrinária para que ela chegue até nós exatamente conforme os espíritos superiores deram a Allan Kardec, em torno de 1857 até os dias atuais. Nós sabemos que foram os espíritos desencarnados que deram através dos médiuns de confiança que Allan Kardec utilizou todas as informações do mundo espiritual, de sua influência sobre o mundo material, conseqüências e etc. Informações importantes para o aprendizado correto da nossa Doutrina Espírita Allan Kardec freqüentou mais de mil reuniões espíritas e suas observações nessas reuniões traçaram a espinha dorsal da nossa religião. (t)

Perguntas/Respostas:

<[moderador]> [1] – <Naema> Existe uma seqüência correta para iniciarmos a leitura das obras da codificação?

<Gilson_Bordallo> Sim. Segundo Kardec, em O Livro dos Médiuns, quem quiser adquirir os conhecimentos preliminares da Doutrina, devem ler as obras na seguinte ordem: “O que é o Espiritismo”, “O Livro dos Espíritos”, “O Evangelho Segundo o Espiritismo”, “O Livro dos Médiuns”, “Revista Espírita”. Poderíamos complementar com a seqüência dos livros: “O Céu e o Inferno”, “Gênese” e “Obras Póstumas”. (t)

<[moderador]> [2] – <_Alves_> Boa noite, Gilson. Muitos companheiros adentram a doutrina pensando especificamente no aspecto mediúnico, até por nossa culpa, pois associamos muito a Doutrina Espírita à mediunidade, inclusive com cursos de “desenvolvimento mediúnico” em nossas casas. É correto isso? Como reverter este erro?

<Gilson_Bordallo> Pela nossa experiência, o neófito deve começar pelas reuniões doutrinárias, pelos cursos dos livros principais, por obras simultaneamente de Chico Xavier, por atividades doutrinárias na casa espírita, inclusive o trabalho de passes, com o curso feito anteriormente, é claro, e também muito importante uma tarefa semanal no campo da caridade, o culto cristão no lar, feito isto acreditamos que essas atividades gastando de 2 a quatro anos fornecerão elementos de entendimento para o que seja “desenvolvimento mediúnico”. (t)

<[moderador]> [3] – <Naema> A obra de Kardec passou pelo controle universal do ensinamento dos espíritos. Hoje temos as mais diversas publicações, romances, depoimentos, como encarar as obras subsidiárias nesse contexto? (t)

<Gilson_Bordallo> Como Kardec em quinze anos não poderia falar tudo sobre a doutrina, o mundo maior decidiu o envio de espíritos superiores, contemporâneos de Kardec, para coadjuva-lo com as obras subsidiárias. Exemplo: Camille Flamarion, Ernesto Bozzano, Gabriel Dellane, Léon Denis, Willian Crookes, Aksakof, e etc… (t)

<[moderador]> [4] – <_Alves_> Compreendi, amigo. Mas como desvincular a questão mediúnica do verdadeiro objetivo da doutrina que é formar uma pessoa melhor? Como disse, a maioria das pessoas “entram” para o Espiritismo ou para “ver” espetáculos pirotécnicos (e se decepcionam quando não vêem) ou para se tornar médium, preferencialmente que faça esses “shows”.

<Gilson_Bordallo> O principal no ensino espírita é que a mediunidade é secundária, claro que a pessoa tendo mediunidade ostensiva, deve ser cuidada num centro bem orientado, para que saiba o que está acontecendo com ela e o que fazer para ter sucesso, porque as atividades enumeradas acima, de estudo, trabalho, militância espírita vão fornecendo ao seu mundo íntimo, elementos de equilíbrio, ao mesmo tempo esclarecimento aos espíritos que o acompanham e ele, o médium, ficará tranqüilo para uma prática equilibrada da mediunidade. (t)

<[moderador]> [5] – <cfeitosa> Gostaria de transmitir ao grande amigo e irmão Gilson um forte abraço e minhas saudades daquela família maravilhosa. Saber da sua opinião sobre a necessidade de compreendermos qual o verdadeiro objetivo da Doutrina? (t)

<Gilson_Bordallo> O verdadeiro objetivo da Doutrina, é mostrar ao homem que somos imortais, temos um passado a corrigir e a aperfeiçoar no presente, que ao mesmo tempo será o nosso futuro, e mostrar também qual o verdadeiro interesse do espírito encarnado que, se levado a sério, esse entendimento, modificará a sua vida. (t)

<[moderador]> [6] – <cfeitosa> Kardec nos lembra que devemos buscar o entendimento para nossa reforma e, o intercâmbio espiritual, como entendê-lo? (t)

<Gilson_Bordallo> O intercâmbio espiritual é conseqüência natural, deve ser feito com pessoas experientes e conhecedoras do trabalho, porque sem dúvida é um ângulo importante da prática espírita. (t)

<[moderador]> [7] – <cfeitosa> Muitas vezes nos deparamos com comparações entre a Doutrina Espírita e as demais Religiões. Podemos entender que somos privilegiados ou assumimos mais responsabilidades, por conhecer as orientações espíritas? (t)

<Gilson_Bordallo> Inegavelmente, temos notícia que os espíritos superiores são categóricos em afirmar que os espíritas são privilegiados, assumem grande responsabilidade por conhecerem informações do mundo espiritual que as outras religiões não informam. Por isso, nos falam os espíritos que nós, os espíritas, sofreremos um rigor maior na aferição de valores no mundo espiritual, em face do que foi dito antes. (t)

<[moderador]> [8] – <dindafoz> Os princípios básicos do Espiritismo não deveriam ser apresentados a todos aqueles que procuram uma sociedade espírita pela primeira vez, além das palestras públicas, a fim de esclarecer aqueles que desconhecem a DE e que geralmente são de outra religião?

<Gilson_Bordallo> Minha querida, não poderia ser de outra maneira, para não veicular concepções erradas e até gerar pensamentos falsos àqueles que vão pela primeira vez. Se eles estão maduros – e Kardec fala isso – para aceitarem as verdades espíritas, não haverá nenhum problema. Kardec fala também naqueles que vêem no espiritismo algo mais, compreendem sua parte filosófica, admiram a moral decorrente, mas não a praticam. A influência deixada em seu caráter é nula são os chamados espíritas imperfeitos (L.M, Do método). (t)

<[moderador]> [9] – <cfeitosa> Que as pessoas cheguem à Doutrina Espírita com inquietações e dúvidas, tudo bem, mas, o que pensar dos médiuns que ainda valorizam mais a mediunidade, que é um instrumento, e não tanto a reforma intima e o aprendizado do amor?

<Gilson_Bordallo> Meu caro Feitosa, com surpresa por estarmos dialogando, e quanto à pergunta trata-se de falta de estudo. (t)

Considerações finais do palestrante:

<Gilson_Bordallo> Então, meus caros amigos, pelos momentos que estamos vivendo no planeta terrestre, temos a certeza que a doutrina espírita se for seguida por nós outros conforme ela preconiza em que pese às lutas e dificuldades, expiações e provas que temos de passar, com decisão, vontade e certeza no que estamos fazendo, poderemos sair da encarnação melhores do que entramos, o que será uma grande vitória para o nosso espírito. Agradecemos a atenção de todos, esperamos ter estado no nível dos companheiros e um abraço forte ao Feitosa e belíssima família. (t)

Oração Final:

<Publio> Pai Celestial, Permita que o espírito da Fraternidade Esteja sempre presente entre nós. E que tenhamos em nossos corações o Amor, a Tranqüilidade, a Candura, a Humildade, a Paciência e o Trabalho voltado para o bem comum, Conforme exemplos e palavras transmitidas por Seu Filho Amado Jesus. Para que possamos Senhor, dizer do fundo da alma: A Paz esteja conosco. Assim seja! (t)

 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior