Tamanho
do Texto

Transes Morais

Transes Morais

“O Livro dos Espíritos” – Questões 361 a 365

Estudo Espírita
Promovido pelo IRC-Espiritismo
http://www.irc-espiritismo.org.br
Centro Espírita Léon Denis
http://www.celd.org.br

Expositor: Mauro Bueno
São Paulo
03/03/2001

Dirigente do Estudo da Noite:

Mauro [MBueno]

Oração Inicial:

<Naema> Boa noite amigos e amigas
esse momento, tão precioso em nossas vidas, o momento da prece, da doação, do amor ao próximo, vamos procurar compartilhar entre nós,
com os que estão em nossos lares, com outros afazeres, com o vizinho, com o cidadão do bairro, do país , do mundo, que possamos , todos juntos, unidos em prece, desejar todos os bons sentimentos do mundo. Que possamos ser amparados em nossos propósitos de fazer o bem, que os bons espíritos nos acompanhem hoje e sempre, em nossa caminhada Que nosso propósito de aprendizagem seja alcançado, e que possamos ter nossas vidas repletas do amor que estamos procurando doar. Que nosso querido palestrante possa ser inspirado e intuido em seu propósito de compartilhar conhecimentos E que possamos receber o que viemos em busca nessa noite. Assim seja!

Mensagem Introdutória:

TRANSES MORAIS

Ninguém permanece incólume na jornada humana. Ninguém, em regime excepcional, face aos transes morais. Todos reencarnam com objetivos de elevação, e para esse desiderato as provações como as expiações chegam, necessárias, convocando o espírito em depuração ao resgate que lhe facultará liberdade e paz. Mesmo aos Espíritos missionários, em apostolado de abnegação e amor, com as metas para a redenção humana, nos diversos campos da Cultura, da Arte, da Ciência, da Fé, são exigidas as contribuições morais de longo curso, com as quais plasmam nos contemporâneos e nos pósteros as supremas lições de que suas existências se fazem instrumento. Desafios que a vida oferece aos transeuntes da evolução, os dramas morais significam impositivos valiosos para quem se candidata à felicidade real. Compreendendo a alta significação da forma como se devem encarar os problemas e sofrimentos de toda ordem, os estóicos do passado se condicionavam aos ideais da beleza, adquirindo resistências com que esperavam superar as vicissitudes, liberando-se através do esforço do auto-aprimoramento a novas conjunturas afligentes… Os transes morais, porém, são expurgadouros necessários ao homem para sua evolução espiritual. Raros, somente sabem enfrentar as situações difíceis com que a vida os requisita ao testemunho e à reparação dos erros. Preparados para a comodidade e educados pelos métodos da ignorância às leis da responsabilidade, os homens se acostumam a resolver problemas e inquietações pelo suborno, pela ilicitude desta e daquela expressão, permanecendo incapazes para refletir nos momentos graves que advém inevitavelmente. Surpreendidos pelas realidades evolutivas, convocados ao reequilíbrio mediante os transes morais, complicam as situações, agravam as conjunturas, atirando-se, por fim, aos porões da revolta em que se envenenam sem outra alternativa. Estes se debatem na busca ansiosa da fortuna; aqueles se desgovernam ante as emoções espoucantes; aqueloutros se atiram, sôfregos, às aventuras, tudo malbaratando, para quando surpreendidos pela pausa que o sofrimento propicia a fim de regularizar dificuldades deixar-se autodestruir pelos contingentes múltiplos dos equívocos acumulados e vitalizados, em curso demorado… Sejam quais forem, porém, os transes morais que te cheguem, fita a amplidão da esperança e retempera o ânimo. Na luta, o triunfo pertence a quem insiste, intimorato, laborando sem termo. Não te agastes porque foste chamado, hoje, ao aparente infortúnio. Escapa-te a lógica dos motivos que te constrangem à dor e às diretrizes de paz que poderás haurir, concluído o resgate. Examinando os transes que te cruciam, tem Jesus em mente e compara… Não digas: “Mas Ele era o Filho de Deus”, porquanto também o és. Nem asseveres: “Ele, porém, era perfeito” lembrando que a Sua palavra sábia prescreveu: “Sede perfeitos como o Pai Celestial é perfeito”, e nada temas até alcançares a perfeição que a todos nós está destinada.

Joanna de Ângelis
Do Livro: Celeiro de Bênçãos
Psicografia: Divaldo Pereira Franco
Editora: LEAL

Exposição:

<MBueno> E pedindo licença aos amigos encarnados e desencarnados presentes, mudarei ligeiramente o perfil da palestra, colando as questões do LE 361 a 365 antes de iniciar minhas considerações. 361. Qual a origem das qualidades morais, boas ou más, do homem? “São as do Espírito nele encarnado. Quanto mais puro é esse Espírito, tanto mais propenso ao bem é o homem.” a) – Seguir-se-á daí que o homem de bem é a encarnação de um bom Espírito e o homem vicioso a de um Espírito mau? “Sim, mas, dize antes que o homem vicioso é a encarnação de um Espírito imperfeito, pois, do contrário, poderias fazer crer na existência de Espíritos sempre maus, a que chamais demônios.” 362. Qual o caráter dos indivíduos em que encarnam Espíritos desassisados e levianos? “São indivíduos estúrdios, maliciosos e, não raro, criaturas malfazejas.” 363. Têm os Espíritos paixões de que não partilhe a Humanidade? “Não, que, de outro modo, vo-las teriam comunicado.” 364. O mesmo Espírito dá ao homem as qualidades morais e as da inteligência? “Certamente e isso em virtude do grau de adiantamento a que se haja elevado. O homem não tem em si dois Espíritos.” 365. Por que é que alguns homens muito inteligentes, o que indica acharem-se encarnados neles Espíritos superiores, são ao mesmo tempo profundamente viciosos? “É que não são ainda bastante puros os Espíritos encarnados nesses homens, que, então, e por isso, cedem à influência de outros Espíritos mais imperfeitos. O Espírito progride em insensível marcha ascendente, mas o progresso não se efetua simultaneamente em todos os sentidos. Durante um período da sua existência, ele se adianta em ciência; durante outro, em moralidade.”

Simultaneamente em todos os sentidos. Durante um período da sua existência, ele se adianta ]<MBueno> Agora iniciando a palestra propriamente: Boa noite a todos os amigos presentes. Rogo a Deus servir de alguma valia a todos. Assim Seja! Quando falamos em moral, dois conceitos vem à tona: a moral social, mutável, local, tendenciosa e co-dependente da cultura onde se formou e o segundo: A Moral Universal Como espíritos ateremo-nos à segunda: A Moral Universal. A despeito de termos tão somente rudimentos deste vastíssimo e complexo código que rege a vida espiritual em todas as esferas do universo, ainda assim, falimos crassamente em muitas e muitas vidas Por que?
Examinemos nossos corações e lá estarão todas as respostas… Pois lá está a Moral que temos de seguir Em nossas consciências está gravada a LEI!!!! Sabemos o certo e fazemos errado…
Por que tal dissonância?
Muitas respostas explicam a origem: vícios antigos, desejos largamente saciados em nossas vidas pretéritas, similaridade vibratória com espíritos sem tanta elevação, tristeza, solidão, fraqueza de propósito, diferenças pessoais, depressão, egoísmo, orgulho, vaidade, medo, covardia, falta de fé…. E outros tantos comezinhos que habitam nosso imperfeito orbe e nossa mente Uma pergunta fundamental deve ser feita: Quem sou eu? Pergunte a si mesmo
E responda com sinceridade
Descobriu-se?
Ainda assim, isto não basta….
Nada basta :c((((
Nem a vontade de mudar, nem o conhecimento de si mesmo… É sobretudo necessário um outro elemento: obstinação, ou em uma melhor palavra: PERSEVERANÇA Eis a fonte que nos falta
Perseverar na causa
Insistir
Teimar
Obstinar-se
Muitas técnicas modernas de auto-ajuda tem tido eficaz e salutar ação sobre nossos contemporâneos Análise Transacional, Neurolinguística, Terapias psicológicas diversas Seja qual for o “truque” que apliquemos sobre nós mesmos, eis a impermanência do todo agindo…. Se não perseverarmos neste sucesso alcançado, ele se esvai É como a parábola, linda parábola do semeador Como estamos tratando as boas sementes diariamente lançadas sobre nós a fim de germinar e crescer? Quem sois vós?
O terreno pedregoso, o campo aberto, o terreno árido? Como tratar este solo nosso? Que técnicas nos auxiliariam em torná-lo fértil? Com fazer fecundo o terreno para alastrar-se o desejo do bem incondicional de todos nossos irmãos em sofrimento? Amigos! Amor?
Inteligência?
Experimentação?
A pausa que dei aqui foi para pensar mesmo! Para pensar em si mesmo… Como poderei lidar com o bem que tarda em se instalar em minha vida, em meus gestos, em meus pensamentos? Eis o transe moral em que todos nós estamos!!!!!!!!!! Envoltos em nossos defeitos de maneira tão arraigada que rejeitamos que o bem se implante de forma definitiva em nossos corações! Queridos amigos, cada pequeno passo conta muito, porém PERSEVEREM!
Encerro minha palestra e abro o trabalho para perguntas

Perguntas/Respostas:

01<_zilberstein> Todo homem experto é vicioso? (t)

<MBueno> Sim! Infelizmente sim.

<_zilberstein> pq? (t)

<MBueno> Resposta muito contundente, eu sei Mas vamos a análise. Por que queremos nos tornar expertos?
Para galgarmos posições, ganharmos mais conforto e status, para evoluir Então, o vício auxilia a evolução?
Sim!!!!!!
Os erros, como um todo, auxiliam fortemente a evolução. É melhor o erro que a inação
Quem erra sofre e aprende

<_zilberstein> falta de experteza seria então uma virtude? (t)

<MBueno> Curiosíssimo isto! Mas repleto de verdade <MBueno> Também não amigo, seria apenas falta de expertise :c)))) Virtude é algo muito maior, muito em diversas instâncias. O virtuoso experimentou muito! Dedicou-se muito!

Oração Final:

<Wania> Boa noite, amigos!
Jesus,
companheiro de todas as nossas horas,
Te agradecemos mais uma vez,
a oportunidade de estudarmos a Doutrina Espírita, através deste meio de comunicação. Ampara-nos nas inúmeras dificuldades que enfrentamos no nosso dia a dia, para que a nossa resposta seja Sim às atividades de tua seara. Permita-nos, Senhor, aprender com a dificuldade do nosso semelhante, entender as diferentes posições que ocupamos, as diferentes tarefas que realizamos, mas, acima de tudo, ter sabedoria para perceber que só podemos modificar a nós mesmos. Fortaleça-nos nesse grande desafio.
Que jamais duvidemos da Tua presença em nossas vidas, a nos guiar, a nos iluminar o caminho, a nos afagar o coração doído. Envolva com Teu amor infinito, os companheiros que coordenam esta tarefa. Que jamais o desânimo seja o companheiro. Lembremos sempre dos exemplos que aqui deixou. E que seja em Teu nome, o encerramento de mais esta tarefa do canal Espiritismo. Que seja assim, agora e sempre!

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior