Tamanho
do Texto

Comunicação Social Espírita

Comunicação Social Espírita

SUGESTÕES:

  1. divulgação de materiais na internet ( informações das atividades da casa )
    “em sites” reconhecidamente espíritas (FEB, FEC, CRE)
  2. avaliação criteriosa das mensagens distribuídas nas casas, conferindo a
    fonte citada e buscando o “ok” do departamento doutrinário.
  3. que a FEC apresente um orientação sobre os programas /revistas (mídia em
    geral) de modo que as casas façam uma avaliação doutrinária cuidadosa antes de
    qualquer divulgação.
  4. campanha a nível estadual de “outdoor” organizada pela FEC, para que o
    custo seja barateado.
  5. buscar utilizar o programa” momento espírita” da FEP em rádio.
  6. buscar espaço em jornais locais para divulgar a doutrina.
  7. intensificar a divulgação interna das atividades da casa da FEC, etc.
    cronograma das atividades (Ex-palestras) de forma atrativa.
  8. Fazer com que os trabalhadores da casa que participam de eventos do CRE /
    FEC divulguem o conteúdo para o s demais trabalhadores da casa.
  9. Utilização da palestra (inicio e/ou fim) para divulgação das atividades.
  10. Divulgar com antecedência a agenda / introdução dos assuntos para a
    reunião de diretoria para que a mesma se tornem mais produtiva.
  11. Divulgação das atividade da casa em quadro externo para aqueles que
    visitem a casa em horário que não haja atividades.
  12. Necessidade de pelo menos haver um mural na casa para divulgar as
    atividades da casa e do movimento em geral.
  13. Utilização da tribuna para divulgar as já referidas atividades.
  14. Acontece inúmeras falhas na divulgação dos eventos da casa, do conselho,
    da FEC, falta agilidade nas correspondências.
  15. O aspecto financeiro dificulta o andamento das atividades neste setor..
  16. Acontece o fato de haver muitos informativos mas com pobreza de conteúdo.
  17. Sugere-se à FEC que reative o informativo e distribua para todo o estado.
  18. Sugere-se que os conselhos mantenham um boletim informativo.
  19. Sugere-se à FEC que ocupe = participe mais dos espaços nos meios de
    comunicação de massa, seja na imprensa escrita, televisionada, radiofônica.
  20. Investir no esclarecimento da comunidade.
  21. A federação Espírita deverá fazer um seleção das pessoas que se vinculam
    aos meios de comunicação para divulgar a mensagem Espírita.
  22. Visual – TV – rádio – internet – periódicos
  23. Dificuldade : falta de informação e capacitação humana, recursos
    financeiros.
  24. Solução: debate e sensibilização do movimento Espírita. Divulgação dos
    objetivos da doutrina para conscientização da sociedade.
  25. Dificuldade a nível casa espírita, a dificuldade está na novidade do
    departamento, e sobre o que comunicação social espírita e qual seu papel.
  26. Dificuldade: questão ética Espírita.
  27. Solução: respeito ao bom senso doutrinário e sua fidelidade.
  28. Dificuldade: falta de divulgação da doutrina junto aos meios de
    comunicação
  29. Solução: criatividade, boa vontade, campanhas de recursos para ajudar a
    federação na divulgação da doutrina.
  30. Divulgação na casa, nos grupos de estudos, evangelização, dos nomes e
    história dos principais vultos do espiritismo
  31. Federação, CRE e casas devem divulgar, mais o espiritismo nos meios de
    comunicação do Estado, região e locais.
  32. Acompanhar também este material divulgado de forma que o nome da FEC, do
    CRE, seja vinculado àquelas atividades doutrinariamente corretas
  33. Correção prévia – ortográfica e doutrinária das publicações da FEC, para
    evitarmos enganos de toda ordem, que antes passem pelo crivo da diretoria da
    FEC e do CRE – no caso.
  34. Critérios na indicação de pessoas que representem a entidade nestas
    entrevistas públicas.
  35. Da exposição pública : o preparo fundamental; evitar-se (expositores ) a
    prolixidade exagerada que dificulta o entendimento da mensagem espírita.
  36. Preparar um grupo que oriente as casas ( um manual ou curso )neste sentido
    de relacionamento com os meios de comunicação.
  37. Comunicação interna na casa :estimular que afixem os horários, atividades
    das casas, as equipes que recepcionem os visitantes, uso do mural.
  38. Não se demore (FEC) muito para responder as correspondências, se possível
    já com uma solução do caso
  39. FEC: conseguir patrocínios para expandir o programa de tv (com os CRE) no
    estado todo, divulgando também, os trabalhos de todas as casas.
  40. Divulgação através de adesivos para carros.
  41. Que a FEC distribua mensagens e marcadores de livros para freqüentadores.
  42. Jornadas espíritas: semana espírita, cursos de comunicação social,
  43. Divulgação de material com técnicas para a comunicação social.
  44. Divulgação através da página da FEC pela internet sobre as CE.
  45. Distribuição de jornais sobre a doutrina.
  46. Apoio à formação de um Grupo Estadual de Arte Espírita (teatro, coro,
    banda, poesia, peças para teatro)com seleção e apresentações às diversas casas
    espíritas, podendo ser cobrados ingressos e revertidos para as casas mais
    carentes
  47. Dificuldades : desconhecimento dos meios de comunicação disponíveis;
    dificuldades de recursos financeiros e humanos.
  48. Para casa espírita: A criação do departamento de comunicação social e
    espírita para operar também em sintonia e colaboração com a FEC.
  49. Para conselho regional (CRE): – divulgar os eventos e as atividades das
    casas espíritas na região – (agenciamento) ; divulgação doutrinária(mensagens
    espíritas ; usar um único informativo na região, buscando a integração de
    todas as casas
  50. Para FEC – dinamização do “Federativo” motivando a participação das casas
    espíritas de todas as regiões
  51. FEC: Estudar a possibilidade da comunicação espírita trabalhar junto com o
    departamento doutrinário e evitar erros doutrinários
  52. Campanha para divulgação permanente com o tema “o que o Espiritismo”
  53. Viabilização de materiais de divulgação.
  54. Patrocinar a vinda de conferencistas de renome, visando abranger o maior
    número de CRE da região
  55. Casa Espírita. Somente deve-se criar um departamento de comunicação social
    espírita na Casa a partir da existência de sua necessidade
  56. Caso este departamento seja criado, deverá o mesmo interagir com o
    departamento doutrinário
  57. CRE/FEC – as comunicações expedidas sobre o eventos em geral deverão ser
    encaminhadas às casas espíritas em tempo hábil.
  58. Deverão promover eventos, visando preparar pessoas para desenvolverem um
    comunicação social espírita de qualidade
  59. Promover cursos na área da comunicação social espírita. Produção de
    out-doors e cartazes para as campanhas definidas. Impressão de mensagens
    volantes patrocinadas pela FEC e cartazes para a Feira do Livro Espírita.
  60. Que o programa “Espiritismo Uma Nova Era Para a Humanidade” fosse
    ampliado, passando a atingir todo o Estado.
  61. Introduzir na programação televisiva um espaço para a divulgação do ESDE,
    com a participação de palestrantes com conhecimento doutrinário. Programa este
    com uma parte expositiva e uma segunda parte aberta ao público, para perguntas
    e respostas.
  62. A FEC deve apoiar e buscar espaço para viabilizar o canal espírita 24
    horas, que funcionará a nível nacional.
  63. A FEC deve se posicionar diante de pronunciamentos e divulgações relativas
    a doutrina, de forma que os fundamentos da mesma sejam preservados.
  64. A FEC deve fornecer dados para que os Centros Espíritas possam divulgar a
    forma como o Movimento Espírita está organizado, visando uma maior divulgação
    da doutrina e participação dos freqüentadores da Casa.
  65. Chamadas na TV – Propagandas de conhecimento da Doutrina Espírita.
    Horários mais ou menos nobre na TV “ Espiritismo Educação do Sentimento”.
  66. Adesivos para carro “Espiritismo Uma Nova Era Para Humanidade”.
  67. Sugestão: Cartaz que contém as obras básicas as quais servem como escada
    para o Espírito.
  68. Colocação de out-doors em pontos estratégicos das cidades.
  69. Sugerir às Casas que coloquem na placa

Volta para o índice

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior