Tamanho
do Texto

Importância e Necessidades da Infância

Importância e Necessidades da Infância

Os limites vão fazes com que a criança seja disciplinada. Ela aprende a
respeitar as pessoas, as regras sociais, além de ser respeitada.

A disciplina, enquanto recurso formador de bons hábitos e atitudes, deveria
começar desde o nascimento, com medidas simples, como, por exemplo, a
regularidade nos cuidados diários e nas rotinas do lar.

Para que se consiga manter a disciplina no lar, é importante que os pais
coloquem regras claras de forma clara, para que os filhos saibam o que podem e o
que não podem fazer, bem o porque de cada regra. Essas regras devem ser passadas
às crianças com postura firme, nunca em forma de brincadeira. Os pais devem
manter constância em relação ao que é permitido e ao que não é permitido fazer:
é incoerente um dia permitir uma coisa e no outro dia proibir exatamente a mesma
coisa. Essa atitude deixa a criança confusa , sem saber como deve se comportar,
pensando muitas vezes, que não é para levar a sério aquilo que os pais dizem.

Os autores afirmam ainda que, quando somente tais condutas não forem
suficientes, os pais terão que tomar atitudes mais firmes, colocando
conseqüências para o comportamento da criança: podem repreender, retirar
privilégios, isolar a criança ou ate mesmo aplicar um corretivo para os
comportamentos mais graves. Nesses casos , a medida deve ser anunciada com
antecedência, para que a criança tenha a oportunidade de evita-la, não
apresentando aquele comportamento.

A regra e o corretivo devem fazer parte de cotidiano para que a criança possa
ter controle sobre o que vai acontecer. A mãe deve usar como corretivo, por
exemplo, não fazer festa de aniversário ou não permitir ir a um passeio
especial, pois a criança pode ficar ressentida.

Quando a criança tem alguma atitude que precisa ser corrigida, a correção
deve ser imediata ao comportamento. O corretivo não deve Ter longa duração, como
por exemplo privar a criança de brincadeiras por mais de uma semana; um ou dois
dias são suficientes.

Antes de corrigir a criança é importante verificar se o problema é
proveniente do comportamento ou se lhe falta competência para o comprimento de
determinada ordem. Exemplo: uma criança pode deixar de fazer a tarefa porque não
quer parar de brincar ou simplesmente porque não sabe. No caso de falta de
competência, não cabe aos pais aplicar o corretivo à criança e sim ajuda-la na
dificuldade.

É importante citar também aqui, que a afetividade tem um papel fundamental no
processo da disciplina. Estabelecer com a criança uma relação verdadeiramente
afetuosa, amorosa, prazerosa, facilitará o seu cumprimento às regras, pois ela
vai desejar corresponder às atitudes positivas dos pais.

Bibliografia:

  • Kardec, A. O Livro dos Espíritos, perg. 685.
  • Maldonado, M. T. Comunicação entre Pais e Filhos. São Paulo:
    Saraiva, 1994.
  • Parreira, V. L. C e Marturano, E. M. (1999). Como ajudar seu filho na
    escola. São Paulo Editora Ave Maria.

Agosto de 2001 a Janeiro / 2002

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior