Tamanho
do Texto

Mais uma de Kardec…

Na Revista Espírita de março de 1860, com o título “Cartas não assinadas”, Allan Kardec informa aos leitores que as cartas sem assinatura vão para o cesto, ou seja, não são publicadas, não recebem respostas e sequer são lidas.

Para o francês, ou informa quem é ou nada feito, sem meio termo. Assinala Kardec que em face dos inúmeros preconceitos vigentes na época, e da dificuldade em assumir posições, ele só publica os nomes dos remetentes se for autorizado. Porém, para seu registro é fundamental as correspondências estarem assinadas.

Alguns indivíduos mais sensíveis com palavras tão diretas podem pensar que Kardec fora mal educado.

Nada disso. Ele fora apenas bem direto, sem rodeios. Era o seu estilo, objetivo, rápido e sem tempo a desperdiçar.

Recordo-me que, certa vez, conversava com um amigo, papo ameno, no entanto, em dado momento ele me pediu licença para encerrarmos a conversa, pois tinha de ler um livro.

Uma pessoa que presenciou o fato ficou muito incomodada a julgar ser o amigo alguém insensível.

Vi a questão por um outro lado. Ele não fora insensível, apenas queria otimizar o seu tempo.

Em suma, temos a tendência de perdermos tempo com abobrinhas, jogando conversa fiada fora.

Uma fofoca aqui, um comentário bobo acolá, uma piadinha mais adiante e, quando percebemos lá se foram 30 minutos desperdiçados com bobagens.

Fique claro que não me refiro a conversa saudável com o intuito de agregar valor a todos, mas ao papo furado…

Em cada artigo de Kardec colhem-se preciosos ensinamentos. Ele não tinha tempo a perder com quem não se identificava.

Homens ocupados, sérios e dedicados não têm tempo para perder com trotes ou abobrinhas do gênero e, por isso, colocam regras e estabelecem métodos para trabalhar.

Com isso ganham tempo, eu diria que se vestem com roupa de polvo e podem, então, abraçar as inúmeras atividades que se dispuseram a realizar outrora… Mas para isso é preciso disciplina e uma boa dose de bom senso, coisas que sobravam em Kardec…

 

Autor: Wellington Balbo – Salvador BA

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior