Tamanho
do Texto

A Antevisão de Kardec

A Antevisão de Kardec

Allan Kardec afirmou que a descoberta do mundo dos espíritos era mais
importante do que a descoberta das Américas, pois, nem todos viajariam para o
Novo Mundo, em contrapartida todos viajarão para o mundo espírita, porque a
morte é inerente ao ser humano.

Ao assistir pela primeira vez fenômenos mediúnicos na residência da Sra.
Planamaison, ele analisou demoradamente, e concluiu que uma nova era começava
para a humanidade. Era a antevisão de alguém com um profundo bom senso.

Os fenômenos assistidos por ele, eram bizarros, estranhos. Eram mesas que
giravam, dançavam, batiam com um pé no chão, e respondiam perguntas, adivinhavam
pensamentos.

Pouco depois, ele vê fenômenos de uma ordem mais elevada, a psicografia,
embora indireta, ou seja, com o lápis atravessando o fundo de uma cestinha de
vime, equilibrada em suas bordas pelas mãos de duas meninas, Julie e Caroline
Baudin.

Daí para frente a mediunidade entrava numa nova fase, deixando
definitivamente os arraiais da superstição, do maravilhoso e do sobrenatural.
Uma das primeiras e importantes descobertas de Allan Kardec, foi constatar que o
mundo espiritual é habitado por espíritos de todas as categorias, que viveram
como homens na Terra, e o seu saber é limitado ao seu adiantamento.

Todos eles podem se comunicar com os homens, portanto, é preciso estar
prevenido contra as mentiras, os embustes, e as maldades, assim também, com os
pseudo-sábios. Kardec não poupou esforços para advertir, sobre essas
peculiaridades, a todos aqueles que lidam com espíritos.

Ele fez mais do que isso: como os espíritos podem influenciar os homens
através do pensamento, Kardec advertiu para que cuidássemos da qualidade dos
nossos pensamentos habituais, para que não houvesse a ligação com mentes
maldosas, depravadas ou ociosas.

Para isso ele construiu de forma didática, a Escala Espírita, esclarecendo o
tipo de influências dos espíritos, de acordo com a sua categoria. Aprendemos com
Kardec que os espíritos estão por toda a parte.

Acotovelam-nos constantemente, pois estão em nossas casas, nas ruas, nas
calçadas, nas lojas, nas casas de diversões, não raro, em conluio com as mentes
humanas, ou em agrupamentos espirituais no espaço, onde criam organizações,
convivências, sociedades, de acordo com os objetivos e a escala moral que
ocupam.

Tudo isso pode parecer estranho para quem esperava encontrar, depois da
morte, o nada, ou moradas fixas representadas pelo céu, para os bons, e o
infernos para os pecadores. Nas descobertas constantes, motivadas pela
investigação, Kardec descobriu que existem espíritos vivendo entre nós, com a
ilusão de que ainda estão revestidos de corpos físicos. Ilusão que dura, as
vezes, muito tempo.

Como é fácil de verificar, existe uma certa complexidade doutrinária que
exige algum preparo para lidar com os espíritos. Não se trata de exigência de
intelectualidade, mas sim de compreensão, entendimento dos postulados espíritas.
Para conseguir isso é preciso estudar, e a base desse estudo é a obra
Kardequiana.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior