Tamanho
do Texto

O Nascimento de um “Novo Mundo”

O Nascimento de um “Novo Mundo”

 

O objetivo desse artigo é demonstrar, que, ao lado dos acontecimentos que
revelam um suposto “estado patológico, uma gigantesca crise em nosso planeta,
inúmeros outros acontecimentos caracterizam o nascimento de um “novo mundo”, ou
seja, a transformação lenta e gradual do planeta Terra, de mundo de expiações e
provas para mundo de regeneração, conforme preconiza a Doutrina Espirita. Tais
acontecimentos passam desapercebidos até por nós, os espíritas. Recomendamos, a
propósito, a leitura, com a devida reflexão, do item 9 do capitulo XVIII de “A
Gênese”, de Allan Kardec.

Naturalmente, tratam-se de “revoluções” que ocorrem muito mais no Intimo das
criaturas, mas que se materializam em ações concretas na melhoria das condições
de vida do Planeta. Como a própria Doutrina enfatiza, só é possível a
transformação da sociedade por meio da reforma interior do homem. Vejamos alguns
dos muitos acontecimentos que refletem essas “revoluções”.

· O crescimento vertiginoso de movimentos populares e institucionais em todos
os países têm possibilitado a assistência a criaturas atingidas, em qualquer
lugar do Planeta, por tragédias naturais e/ou provocadas pelo próprio homem.

A queda do “Muro de Berlim” e os decorrentes reflexos na esfera econômica e
social determinaram o fim da chamada Guerra Fria, que constituiu, por muitos
anos, a principal ameaça de destruição do Planeta.

O fenômeno da Globalização, muito embora penalize os países mais pobres, abre
enormes possibilidades à manifestação de “talentos”, provenientes de qualquer
ponto do Planeta ,de qualquer crença, condição social etc., que hoje encontram
meios de colaborar na solução de inúmeros problemas que afligem a humanidade.

Surgem, no Distrito Federal, projetos governamentais e não-governamentais que
priorizam a assistência e a educação da criança e do jovem, além da saúde física
e mental das pessoas, influenciando de forma decisiva outras Unidades da
Federação e até outros países.

As empresas, antes instituições que visavam exclusivamente o lucro, por meio
da exploração dos recursos da natureza e da força de trabalho do homem, hoje,
muitas delas, almejam atingir os mesmos objetivos, compreendendo a necessidade
de se proporcionar a “felicidade” do empregado, de forma a ter um papel
relevante para a sociedade, além de preservar o ambiente.

Povos que se digladiam por longo tempo, em função de divergências religiosas
milenares, buscam selar acordos de paz, apesar da resistência de grupos
radicais. É o caso de Judeus e Árabes (Israel e OLP), Católicos e Protestantes
(Inglaterra e Irlanda do Norte).

Avançadas pesquisas envolvendo Terapia das Vidas Passadas (TVP),
Transcomunicação Instrumental etc. vêm demonstrando cientificamente a existência
e a sobrevivência do Espirito após a morte e a reencarnação, preparando o
terreno para a mudança da filosofia de vida das criaturas humanas para o
Terceiro Milênio. Conhecimento já disponibilizado aos homens pela Doutrina
Espirita, desde 18 de abril de 1857, com o lançamento de “O Livro Dos
Espíritos”.

A divulgação da Doutrina Espirita pelos mais diversos instrumentos, como
revistas, periódicos, teatro, música, palestras, programas de rádio e TV, sites
na Internet etc., disponibiliza o conhecimento espírita a todos que,
necessitados e amadurecidos, possam dele fazer uso para melhorar sua qualidade
de vida, por meio da prática do Cristianismo Redivivo.

O importante serviço prestado à sociedade, por cerca de cinco mil
instituições espíritas espalhadas pelo Brasil e de outras no exterior, tem
auxiliado no reequilibro espiritual e físico das inúmeras criaturas, por meio de
atividades de diálogo fraterno. de desobsessão, de fluidoterapia, de
evangelização de crianças, jovens e adultos, de estudo sistematizado da Doutrina
etc. .

Enfim, outros tantos acontecimentos poderiam ter sido listados, mas
consideramos que esses sejam suficientes para a reflexão pretendida

Com essas despretensiosas colocações, não tivemos a ilusão de diminuir a
importância das dificuldades que marcam as crises que vivemos. Nossa intenção
foi a de ressaltar as enormes oportunidades de trabalho que temos pela frente na
transformação de nós mesmos e do planeta que nos acolhe, e que, para tal, não
devemos supervalorizar os problemas, os dados catastróficos, sob o risco de não
cumprirmos com as responsabilidades de espiritas, de cristãos.

Para encerrar, gostaríamos de transcrever a palavra sempre lúcida e iluminada
de Antônio Gonçalves da Silva Batuíra, contida no último parágrafo da lição n.°
4 – NOS TEMPOS NOVOS, do livro MAIS LUZ, psicografado pelo insigne médium
Francisco Cândido Xavier: “Trabalhar pelo mundo melhor é dever de todos os
instantes, não só edificando para os olhos, e sim também construindo igualmente
santuários de amor e paz, invisíveis à humana percepção, mas palpáveis no reino
da alma para que a Terra encontre a finalidade de seus próprios destinos”.

Estatísticas da Atualidade (1) – Apocalipse Revista 0 ESPIRITA, Ano 21,
Número 101, Set/Dez 98

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior