Tamanho
do Texto

O Olhar de Jesus

Eu fico aqui conversando com os meus botões e procurando me entender comigo mesmo e, ao mesmo tempo, com as interferências desses amigos botões que deslocam as minhas reflexões ao universo invisível de mim mesmo.

Mas… vamos lá! Vamos falar de assuntos mais empolgantes, que nos acordem e nos façam sair de nós mesmos ao encontro da realidade.

A realidade – chego à conclusão – deve ser olhada com carinho, ao estilo nobre do olhar de Jesus: o nosso guia e modelo de perfeição. (Vide Questão 625 de O Livro dos Espíritos)

É o olhar tríplice da realidade: benevolente, indulgente e com o perdão das ofensas. (Vide Questão 886 de O Livro dos Espíritos)

O olhar de Jesus é todo caridade, é o amor em ação, promovendo à felicidade todos aqueles que necessitam de amparo material e espiritual.

É o olhar da boa vontade para com todos, do querer bem o bem a todos;

É o olhar indulgente, doce por dentro, do qual emana doçura a todos indistintamente;

É o olhar que a tudo e a todos perdoa, releva; pois, reconhece as fraquezas e a falta de conhecimento que ainda pairam na caminhada…

É o olhar que acalma e doa a doçura de si mesmo e se doa a cada instante para o bem da humanidade.

E assim, Jesus percorre em nossos caminhos, olhando e cuidando atentamente de cada um de nós; pois, Ele nunca nos abandonou e nunca nos condenou, nem nos abandona, nem nos abandonará, nem nos condena, nem nos condenará.

Que todos nós possamos nos inspirar em Jesus, que é o nosso guia e modelo de perfeição, procurando olhar as pessoas, os animais, a natureza, as situações e circunstâncias, ao modo de Jesus!

Imaginemos cada um de nós, em particular, envolvidos numa situação difícil, a exemplo de uma crise financeira ou de relacionamento conjugal, ou mesmo uma enfermidade, ou simplesmente diante das arrogâncias de um vizinho temperamental, etc…

Agora, perguntemos a nós mesmos; mas, a cada um de nós, individualmente:

– Se Jesus estivesse no meu lugar, como Ele procederia?

– Quais seriam o olhar e as reações de Jesus?

* * *

Imaginemos cada um de nós, em particular, no lugar de Jesus diante da mulher que lhe foi encaminhada sob a alegação de adultério!

Qual seria o nosso comportamento diante daquela situação?!

Mandaríamos atirar-lhe as pedras?

Ou nós mesmos, de próprio punho, arremessaríamos pedras contra aquela mulher?

Imaginemos os acontecimentos da atualidade, assim como nos julgamentos que fazemos uns dos outros, em nosso cotidiano corriqueiro, dos nossos líderes políticos, religiosos e comunitários, e assim por diante…

Quantas pedras abstratas são lançadas contra os acusados de toda ordem?

E quantas dessas pedras abstratas chegam a pesar mais do que as pedras concretas, deixando marcas profundamente agressivas nos corações muitas das vezes inocentes e/ou inofensivos?

E quantas dessas pedras podem dificultar o progresso dos agressores e agredidos na marcha evolutiva?

Que possamos estudar as teorias acadêmicas ou não em relação a Jesus!

Que possamos saber de toda a história de Jesus e conhecer o Evangelho de cor e salteado!

Que possamos falar e palestrar com elegância, com vocabulário impecável, a respeito de Jesus e do seu Evangelho!

Mas, que não esqueçamos nós da suma importância de entender e compreender Jesus!

Porque, entendendo e compreendendo Jesus encontraremos o melhor caminho para colocarmos em prática os seus ensinamentos, que é a verdadeira vivência da caridade, isto é:

– No trato com os necessitados de toda ordem, prestemos a devida assistência, com boa vontade, ou seja, com benevolência;

– Nos julgamentos que fizermos ao outro, que façamos com indulgência, com doçura, colocando-nos no lugar do outro;

– E ao receber uma ofensa, que a recebamos com o perdão, entendendo e compreendendo a fraqueza alheia.

* * *

E aqui, amigo leitor, fiquemos nós, imaginando e, ao mesmo tempo, contemplando o doce olhar de Jesus!

E agora, volto aos meus botões e às minhas reflexões…

 

Autor: Yé Gonçalves

Contato: yegoncalves@gmail.com

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior