Tamanho
do Texto

O Que Contamina o Homem

contamina-homem-300x300

“O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem.” 
Jesus de Nazaré

Essa é, talvez, a segunda frase mais utilizada pela pessoas que insistem em dizer que a alimentação a base de corpos de animais não faz mal. Mas sempre questionamos, não faz mal à quem? Porque uma vida é tirada para que exista o bife e isso é um mal.Ou não? 

Quando falamos em vegetarianismo essa frase, antes ou depois de ” A carne nutre a carne” logo surge como se Jesus dissesse: “Sim, mate o animal e o coma, só não fale mal de seu irmão”.

Ela é facilmente rebatida por algumas pessoas que logo dizem: “Se não é o que entra pela boca que faz mal, então tome veneno, pois isso não o contaminará. Use drogas, afinal não é o que entra pela boca que contamina o homem. Embriague-se de álcool. Coma em exagero, lembrando que foi isso que culminou com a morte/suicídio de André Luiz. Exagere em tudo, já que não é o que entra pela boca que te contamina, mas o que sai dela.” 


Será que Jesus, o Cristo, falaria mesmo um absurdo deste ou será que nós é que entendemos conforme mais nos conforta? 


O que contamina o homem são as mentiras que ele conta a si mesmo, que não entram pela sua boca, mas saem dela. O que contamina o homem é sua falsidade em pregar uma coisa e fazer outra. Sua preguiça em mudar . Sua deficiência moral e ética o contamina, todas ações que saem dele. 


Quando Jesus disse que o que contamina o homem não é o que entra pela sua boca, ele dizia que somos inatingíveis quando desejamos – a sombra passa pela lama e não se suja com ela – mas que nossas palavras tem força para ferir o outro. Ele quis dizer que nós temos total controle sobre o que pode ou não nos atingir, o que pode ou não nos ferir. Jesus foi insultado, mesmo assim permaneceu em paz e de sua boca saíram apenas palavras de amor. Ele não deixou penetrar em suas carnes todo ódio, todo egoísmo e toda inveja daqueles inimigos que desejavam destruí-lo. 


Não podemos, segundo Jesus, necessitar de coisas externas para sermos felizes, para pensarmos no amor, para vivermos em paz; temos que fazer isso internamente; o que Ele disse não justifica matar um ser vivo para se alimentar dele. 


Se prezamos tanto o cuidado com nossas palavras, por que do mesmo modo não prezamos nossas ações? 
Vamos reler a frase e pensar por um outro ângulo, temos certeza que muitos usuários habituais dela desistirão de usá-la nas próximas discussões: 


“O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem”
Vamos supor que talvez comer carne não vá contaminar nosso corpo,talvez não seja a carne em si que faça mal, mas o que ela foi e como se tornou o que é. Só há um detalhe, quem para de comer carne o faz não pela saúde, quem para de comer carne o faz para evitar e para não participar da crueldade que é cometida com milhões de animais. Ou seja, “O que contamina o homem não é o que entra na boca”.


Mas o que sai da boca, isso que contamina o homem, isso que nos contamina: 
Quando dizemos que queremos comer carne, estamos falando o seguinte : “Sim, quero que alguém mate um animal para que eu o coma”.


Cada pessoa que come carne ordena, de forma indireta ou até direta , a execução dos animais. É isso o que sai da boca do homem, é isso que o contamina. 


Quando você deseja comer seu bifinho, você novamente diz: “Sim meu irmão, trabalhe matando animais dia após dia para que eu os devore.” 


“O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem”
É isso que nos contamina, embora seja até possível que a carne em si possa não fazer mal ao nosso corpo, nossas palavras têm nos contaminado com a ação do matar, do ordenar a matança, das execuções em massa, das torturas nos cativeiros, da dessensibilização de milhares de trabalhadores que obrigamos diariamente a matar por nós. 


Então, da próxima vez que for usar essa frase, pense bem em quem você está matando e em quem está obrigando a matar, pois é isso que te contamina. 


” Cada pedaço de carne que comemos é uma bofetada na cara manchada de lágrimas de uma criança com fome”
Philip Wollen

 

Ps.: Os conceitos aqui emitidos não expressam necessariamente a filosofia FEAL, sendo de exclusiva responsabilidade de seus autores.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior