Tamanho
do Texto

Os Expoentes da Codificação Félicité Robert de Lamennais

Os Expoentes da Codificação Félicité Robert de Lamennais

O Papa Gregório XVI desautorizou as opiniões de Lamennais na Encíclica
Mirari vos,
em agosto de 1831. A partir de então, Lamennais passa a atacar o
Papado e as monarquias européias, escrevendo o famoso poema “Palavras de um
crente”
, condenado na Encíclica papal Singulari vos, em julho de
1834. O resultado foi a exclusão de Lamennais da Igreja.

Incansável, ele se devotou à causa do povo, colocando sua caneta a serviço do
republicanismo e do socialismo. Escreveu trabalhos como “O Livro do Povo “(1838)
, “Os afazeres de Roma” e “Esboço de uma Filosofia”. Chegou a ser
condenado à prisão mas, já em 1848 foi eleito para a Assembléia Nacional,
aposentando-se em 1851.

Por ocasião de sua morte, em Paris, em 27 de fevereiro de 1854, não desejando
se reconciliar com a Igreja, foi sepultado em uma cova de indigente.

No Mundo Espiritual, não permaneceu ocioso, eis que em O Livro dos Espíritos,
na pergunta de número 1009, se encontra uma mensagem de sua lavra, ilustrando a
resposta. Nela, revela os traços da sua fé, concitando as criaturas a
aproximar-se do bom pastor e do Pai Criador, combatendo com vigor a crença das
penas eternas.

Na mensagem que assina em O Evangelho Segundo o Espiritismo, cap. XI, item
15, ele se revela o ser compassivo, que conclama as criaturas a obedecer a voz
do coração, oferecendo, se for necessário, a própria pela vida de um malfeitor.

Unidades Feal

FUNDAÇÃO ESPÍRITA ANDRÉ LUIZ |||

Feal

Você gostou deste conteúdo?

Há décadas a FEAL - Fundação Espírita André Luiz assumiu o compromisso de divulgar conteúdos edificantes voltados ao bem estar dos seres humanos gratuitamente e, com a sua ajuda, sempre será.

Podemos contar com você?
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior