Tamanho
do Texto

Pagar o Mal com o Bem

Pagar o Mal com o Bem

Amar os inimigos, eis um preceito exarado por Jesus Cristo, algo difícil de
ser observado, principalmente no estágio evolutivo da Humanidade. Somente
Espíritos e altamente evoluídos podem exercer essa faculdade. O exemplo maior
nos foi propiciado pelo próprio Jesus, que pediu a Deus que perdoasse os seus
algozes, aqueles que o perseguiam, que o condenaram, que o flagelaram e que o
crucificaram. O Cristo perdoou os seus desafetos, porque os amava como irmãos.

No entanto, a palavra amar, no sentido empregado por Jesus, deve ser
entendida em seu sentido amplo, pois é óbvio que não podemos dispensar a um
nosso desafeto, o mesmo carinho, ternura e dedicação que dispensamos a um amigo.

A aproximação de um inimigo acarreta sensações diferentes daquelas que
acontecem quando um amigo se aproxima de nós. Isso resulta de uma lei natural, a
da repulsão e assimilação dos fluidos, pois o pensamento malévolo, de um modo
geral, acarreta uma corrente fluídica que origina uma impressão abominável,
enquanto que, por outro lado, o pensamento benévolo envolve-nos num pensamento
sumamente agradável.

Amar o nosso inimigo poderá representar um contra-senso e parecer um
verdadeiro paradoxo para muitos; entretanto, devemos ter em mente as palavras de
Jesus, contidas em Mateus 5:25, advertindo-nos para que envidemos esforços no
sentido de nos “reconciliarmos com os nossos adversários, enquanto estivermos
com eles no caminho, para não acontecer que sejamos entregues aos juizes e estes
nos mandem colocar na prisão”. É óbvio que o sentido real dessas palavras do
Mestre é de concitar-nos à reconciliação com o nosso inimigo enquanto estivermos
vivendo com ele aqui na Terra.

(Jornal Mundo Espírita de Novembro de 98)

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior