Tamanho
do Texto

“Os Mensageiros” – Significado de Sonhar com Cobra

A cobra é um animal repleto de significados e simbologias desde os tempos mais remotos. Sonhar com cobra revela diversos simbolismos conhecidos em culturas do mundo inteiro. No entanto, a cobra é conhecida por ser o animal que convenceu Eva a provar do fruto proibido, e por isso ele é comumente associada à tentação, engano e a destruição. Mas, há diversos detalhes que fazem toda a diferença para sua interpretação correta.
Portanto, sonhar com cobra pode possuir diversas interpretações dependendo do contexto em que seu sonho se apresenta. Geralmente, sonhar com cobra significa que você está lidando com alguma situação difícil ou emoções inquietantes em sua vida de vigília. Veja alguns significados mais comuns e as possíveis interpretações de sonhar com cobra:
Uma cobra é um símbolo do inconsciente
Cobras ou serpentes indicam que você está no processo de cura e resolução de problemas
A cobra é um símbolo para uma parte indomável de você ou um recurso inexplorado
As serpentes podem representar a sua intuição ou aspectos espirituais de si mesmo; seu impulso instintivo, o que o afasta das profundezas de sua alma
Cobras ou serpentes tendem a aparecer nos sonhos em tempos de transição e transformação

O lado positivo de sonhos com cobras também pode significar que a cura e a transformação estão ocorrendo em sua vida, você está em processo de amadurecimento e seu eu superior começa a se despertar.

SIMBOLISMO DA COBRA DO PONTO DE VISTA ESPIRITUAL

Do ponto de vista espiritual os sonhos transmitem simbolismo muito diverso do que estamos sonhando. Para que os leitores tenham uma ideia, nós vamos inserir um trecho do livro “Os mensageiros” de Chico Xavier, onde o espírito Aniceto relata um episódio onde a avó desencarnada de uma garota tenta lhe ajustar os pensamentos com palavras sábias durante o sono, e em seguida como a neta interpreta este sonho ao acordar. Niêta é o nome da garota que tem um suposto sonho com cobra, mas o que realmente se sucedeu no sonho foi o seguinte:
— Niêta — exclamava a velhinha em tom firme — não dê tamanha importância aos obstáculos. Esquece os que te perseguem, a ninguém odeies. Conserva tua paz espiritual, acima de tudo. A calúnia, Niêta, é uma serpente que ameaça o coração; entretanto, se a encararmos de frente, fortes e tranquilas, veremos, a breve tempo, que a serpente não tem vida própria. É víbora de brinquedo a se quebrar como vidro, pelo impulso de nossas mãos. E, vencido o espantalho, em lugar de serpente, teremos conosco a flor da virtude. Não temas, querida ! Não percas a sagrada oportunidade de testemunhar a compreensão de jesus!…
Fonte: Os Mensageiros – Chico Xavier
Estas foram as palavras sábias da avó desencarnada, a qual se aproveitou do sono da neta para lhe transmitir bom ânimo, pois a mesma demonstrava impulsos de cometer suicídio na vida de vigília.
Em seguida, Aniceto nos explica de que o modo a neta interpretou este sonho, veja:
Sendo a avó superior e ela inferior, e, examinando ainda a condição dos planos de vida em que ambas se encontram, a jovem encarnada está sob o domínio espiritual da benfeitora. Entre ambas, portanto, há uma corrente magnética recíproca, salientando-se, porém, que a vovó amiga detém uma ascendência positiva. A neta não vê o ambiente com precisão, nem ouve as palavras integralmente. Não esqueçamos que o desprendimento no sono físico vulgar é fragmentário e que a visão e a audição, peculiares ao encarnado, se encontram nele também restritas. O fenômeno, pois, é mais de união espiritual que de percepções sensoriais, propriamente ditas. A jovem está recebendo consolações positivas, de Espírito a Espírito. Niêta não se recordará, despertando dos véus materiais mais grosseiros, de todas as minúcias deste venturoso encontro durante o sono.
Acordará, porém, encorajada e bem-disposta, sem poder identificar a causa da restauração do bom ânimo. Dirá que sonhou com a avó num lugar onde havia muita gente, sem recordar as minudências de fato, acrescentando que viu, no sonho, uma cobra ameaçadora, que logo se transformou em serpente de vidro, quebrando-se ao impulso de suas mãos, para transformar-se em perfumosa flor, da qual ainda conserva a lembrança agradável do aroma. Afirmará que soberano conforto lhe invadiu a alma e, no fundo, compreenderá a mensagem consoladora que lhe foi concedida.
Fonte: Os Mensageiros – Chico Xavier
Vemos aqui um maravilhoso trecho de um livro psicografado por Chico Xavier. Neste relato podemos compreender que nosso grau de lucidez inferior, impossibilita a compreensão da totalidade de um sonho. Aniêta absorveu o aprendizado de modo intuitivo, porém, o sonho em si era constituído de um aglomerado de visões distorcidas e sem sentido.
Por fim, ao longo do livro percebemos que a neta da benfeitora realmente se beneficiou do aprendizado recebido no sonho, pois o impulso suicida se desfez e ela voltou a tomar as rédeas da própria vida com muito bom ânimo.
Recomendamos a leitura completa desta obra repleta de ensinamentos capazes de ampliar sua percepção como indivíduo espiritual.

Autor: Marcos Nóbrega

logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior