Tamanho
do Texto

A origem da vida

Por outro lado, os opositores da panspermia (a maioria dos cientistas)
argumentam que as condições do espaço (vácuo, baixas temperaturas e radiação
ultravioleta) tornam essa hipótese impensável. Contrariando a opinião dos
antipanspermistas, testes em laboratório mostraram que um percentual de
bactérias, ainda que ínfimo, sobrevive a essas condições. A esses resultados
podemos somar as descobertas realizadas nas últimas décadas, mostrando que
micróbios são capazes de sobreviver a pressões e temperaturas extremas 120ºC ou
–50º), e até no lixo nuclear.

No meteoro proveniente de Marte, encontrado na Antártica em 1996, e também em
outros objetos do espaço, os cientistas encontraram matéria orgânica, mas não há
prova de sua origem biológica. Apesar disso, a tese da panspermia continua sendo
combatida. A maioria dos cientistas ainda acredita que a vida se originou da
Terra.

Em “O Livro dos Espíritos” Kardec com mestria coloca o tema em pauta sob a
análise dos Espíritos superiores, nas questões 44 e 45:

“Donde vieram para a Terra os seres vivos?

A Terra lhes continha os germes, que aguardavam momento favorável para se
desenvolverem. Os princípios orgânicos se congregaram, desde que cessou a
atuação da força que os mantinha afastados, e formaram os germes de todos os
seres vivos. Estes germens permaneceram em estado latente de inércia, como a
crisálida e as sementes das plantas, até o momento propício ao surto de cada
espécie. Os seres de cada uma destas sere uniram, então, e se multiplicaram.

Onde estavam os elementos orgânicos, antes da formação da Terra?

Achavam-se, por assim dizer, em estado de fluido no Espaço, no meio dos
Espíritos, ou em outros planetas, à espera da criação da Terra para começarem
existência nova em novo globo.”

A Doutrina Espírita, como bem podemos ver, também adota em seus princípios a
panspermia que dá embasamento a pluralidade dos mundos habitados, mostrando que
a vida está em toda parte, aqui na Terra ou muito além do nosso pequeno mundo.

Na Antigüidade Protágoras (486 a.C. – ?404 a.C.), proclamou que “o homem é a
medida de todas as coisas” e Ptolomeu (100 d.C. – 170 d.C.) em sua Grande
sintaxe matemática
(140 d.C.), chamada de Almagesto pelos árabes, fez
da Terra o centro do Universo, e hoje, lamentavelmente, alguns cientistas
acreditam que são “medida para todas as coisas” ou os “donos da verdade”.

(Publicado na REVISTA INTERNACIONAL DE ESPIRITISMO, ano LXXVII, Nº 2, Pág.
96, Março de 2002)

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior