Tamanho
do Texto

Como Estudar Corretamente?

Como Estudar Corretamente?

Reserve sempre um mesmo período do dia para as tarefas escolares,
esforçando-se para não alterar o seu horário de estudo. Isto o ajudará a criar
um hábito de trabalho em casa. Peça que algum familiar atenda o telefone
avisando que você está ocupado. Se a ligação for para você, diga que telefonará
logo que possível.

Procure um canto sossegado para estudar, verifique se todo o material de que
precisa está à mão, como lápis, cadernos, dicionário, caneta, livros, etc.

Organize uma seqüência de trabalho, isto é, o que fazer em primeiro lugar, de
acordo com as necessidades. As tarefas para o dia seguinte devem ser
prioritárias.

No final de cada tarefa, levante e dê uma voltinha, por alguns minutos. Isso
ajuda a descansar a mente e o corpo. Depois volte e retome o trabalho.

Concentre-se em uma tarefa de cada vez. Não faça uma atividade coma a cabeça
preocupada com o que ainda está faltando. Se você se organizar bem, haverá tempo
de sobra.

Procure calcular bem o tempo da prova, reservando alguns minutos para uma
revisão final antes de entregá-la. Lembre-se: use todo o tempo disponível. Não
tenha pressa em entregar a prova. Não se perturbe se quase todos os colegas já
tiverem terminando. Cada um deve se preocupar com seu próprio ritmo. O
importante é fazer uma boa prova e não bater recorde de velocidade!

Preste atenção ao que o professor pedir que você faça na prova. Verbos como
“definir”, “explicar”, “comparar”, “exemplificar”, “relacionar” têm um
significado muito preciso. Se você “traduzir” mal.

Digamos que o professor peça que você defina um cubo. Se você escrever: “Um
cubo é por exemplo, um dado”, você errou! Uma coisa não é “por exemplo” nada!
Uma coisa é somente aquela coisa e pronto. O certo seria você responder assim:
“Sólido que tem seis faces quadradas iguais”. Se o professor pedisse para
“Exemplificar”um cubo, estaria certo.

Do mesmo modo, muita gente erra quando a pergunta pede para comparar ou
relacionar duas coisas. Nesse caso, não basta definir cada uma delas, lado a
lado. O que o professor quer é que você analise cada uma e veja quais as
semelhanças e diferenças existentes entre elas, comparando uma à outra. É
preciso pensar.

Também dá o maior problema quando o problema pede para “explicar” alguma
coisa. Nesse caso, é preciso explicar mesmo, dar detalhes sobre a tal coisa. Não
basta definir e pronto! “Explicar” quer dizer “desdobrar”, “deixar claro”.

Não adianta querer escrever mais que o professor pediu, pretendendo assim,
melhorar a nota. Você tem de ser objetivo e responder apenas o que foi
solicitado. Lembre-se de que, se tentar enrolar e fazer mais do que foi pedido,
você estará aumentando as suas chances de errar!

Quando você não souber uma questão, é sempre bom tentar resolvê-la. Muitos
professores dão parte da nota da questão quando descobrem que o aluno fez um
esforço para acertar. Bom estudo!!

Volta para o índice

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior