Tamanho
do Texto

Empreendedorismo: Moda ou Necessidade?

Parece estar na moda. Mas também, na atualidade, o termo empreendedorismo, bem como a sua aplicação, vem sendo uma necessidade de crescimento profissional, de promoções de carreiras, de prosperidade nos negócios, etc e tal.

Por que não uma questão de sobrevivência?!!!

Pois bem! Não precisam concordar com este simples e humilde escrevinhador de desilusões.

Temos de destacar a difícil missão de um empreendedor que, muitas das vezes, corre o risco de desistir dos negócios devido às lutas e os desafios do caminho cada vez mais inovador e competitivo.

É preciso persistência! Em outras palavras: perseverar até o fim, no sentido de traçar metas e propor tarefas e etapas para alcançá-las, sem, contudo, esquecer do lado humano que está por trás dessa árdua missão.

Mas a vitória, ou melhor, o troféu desse certame, acaba sempre nas mãos daqueles que têm e agem com disciplina, traçando metas, priorizando as ações mais importantes, valorizando a aplicação do tempo e, acima de tudo, confiantes na vida e em si mesmos, porque exercitam o autoconhecimento e conhecem os seus potenciais e sabem como domá-los e aplicá-los nas conquistas de cada instante, porque sabem sorrir para a vida, mesmo nos momentos difíceis.

Acontece que o empreendedorismo vai além da prosperidade material.

 

Podemos dizer que a prosperidade material é consequência da prosperidade espiritual ou moral. Mas, como assim???

Se pretendemos ser empreendedores, primeiro temos de estar bem intimamente, em paz com a consciência no dever cumprido como cidadãos, como administradores do lar, como gestores da empresa ou de um determinado setor. Temos de ter aptidão para resolver conflitos, isto é, sermos pacificadores, produtores e fornecedores de paz.

É preciso que a prosperidade de um empreendimento nasça dos recursos que aplicarmos no sentimento de amor ao próximo; de sentirmos as dores do outro e ajudá-lo nas tarefas de alívio, tanto de ordem moral ou material; de estarmos abertos ao diálogo, sendo flexíveis, relevando as palavras e atitudes impensadas; e perdoando qualquer conduta ofensiva, indicando caminhos e alternativas de acertos e vitórias.

É preciso empreender nossos recursos no sorriso de cada dia; nas palavras que pronunciamos, mesmo que subitamente; na gentileza e na gratidão para com as pessoas, não importando quais sejam; na saúde física e psíquica; na liderança de si mesmo; e também nos amores sinceros.

E assim, seguiremos vida afora, rumo à eternidade, na condição de empreendedores eternos, promovendo a prosperidade que brota de dentro de cada um de nós, produzindo frutos imprescindíveis para a construção da paz da consciência universal.

 

Autor: Yé Gonçalves

 

Contato: yegoncalves@gmail.com

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior