Tamanho
do Texto

FIBROMIALGIA

mo-na-luz-300x300

Estive coletando informações sobre Fibromialgia, o assunto é importante. Estes são os relatos de uma mulher, que conheci pela internet e que se transformou numa grande amiga.

Rosangela tem fibromialgia e narra suas experiências. Incluo também pesquisas que realizei.

Ela conta que “iniciou oum trabalho na SE (SOMATIC EXPERIENCING), criada por Dr. Peter Levine,   em fevereiro deste ano.
Passei por 12 sessões individuais onde foi feito um trabalho para que eu pudesse entender e conviver com minhas emoções e as respostas do meu corpo físico, com a compreensão da natureza do trauma.

Passei a observar esta linguagem .
É muito interessante. Não importa o problema, o importante é observar o que você sente, buscar o apoio nos pontos que estão bem e deixar o corpo trabalhar as partes que necessitam. Meu corpo exercia ações para se defender, se proteger de pequenos traumas, culminando com a minha viuvez repentina a 10 anos.

Hoje, aprendi a deixar que meu corpo descarregue esta tremenda carga energética. Eu estava vivendo numa enorme ativação.  Busquei, em vão, a cura para tantas dores que eu estava sofrendo.  Passei por este processo de entendimento nestas 12 sessões. E fui transferida para as sessões em grupo. Somos em 3, assistidas pela psicóloga.

A psicóloga me indicou o livro “O toque da cura – Alice Burmeister e Tom Monte”, que traz exercícios de toque que dão a possibilidade de você liberar o fluxo de energia em partes de seu corpo.

Tenho trabalhado estes toques, pelo fato de que existe uma grande movimentação de energias congeladas, pois eu oprimia qualquer resposta de orientação e defesa do meu corpo, ainda tenho que caminhar com paciência.

Nas minhas experiências para tratamento da Fibromialgia, aprendi muito. Foram anos de muita procura.

Aprendi a exercer a tolerância, cavei um túnel dentro de mim e percorri todas as estradas, quebrando pedras e plantando flores.

Nas flores retirei alguns espinhos e ervas daninhas, aprendi a exercer a caridade usando a sabedoria que estava escondida atrás das pedras, nestas estradas.

Abracei a espiritualidade e fui acolhida em seus braços, desenvolvi a mediunidade, trabalhei em Centro Espírita, Terreiro de Umbanda, iniciei em Umbanda Exotérica, formei grupo e trabalhei em socorro de casa em casa, freqüentei os Mestres ascencionados onde fiz iniciação, apliquei e recebi Reiki e  tomei remédios, fiz hipnoses, regressões, cura do inconsciente, yoga, psicoterapia, acupuntura, hidroginástica, experiência somática, muita fisioterapia, injeções na Clínica de dor, tratamento de cura dos antepassados, exercitei tudo que eu pude alcançar, para a minha melhora.

Consegui o meu crescimento espiritual, moral, emocional mas e a melhora física???… Eu estava desistindo e desacreditando em tudo e em todos… Muitas dores… Cansada, de verdade.

Um dia, lendo o site Somostodosum, (indicação de uma amiga que tinha feito nele um teste de vidas passadas), vi um artigo escrito pelo terapêuta holístico Wilson Francisco, que dizia ler a alma das pessoas.

Achei interessante alguém ler minha alma. Quem sabe ele poderia ler a razão das dores? Quantas pessoas me falaram que as dores estão na alma!  Mandei um e-mail pedindo ajuda.

Ao receber a resposta, senti uma energia de amor universal tão grande que meu coração começou a bater fortemente e meus olhos se encheram de lágrimas. Ele não me falou de dores, ele sentiu a minha alma. Naquele momento deixei de desejar melhoras. Passei a desejar a minha cura e acreditar nela.

Algo, dentro de mim, mudou. Hoje sinto as dores, mas parece que elas estão distantes de mim, que elas não me pertencem. Tenho tido dias de alívio intenso. Me sinto com coragem para ter certeza de que elas não me pertencem, mas estão manifestando porque estou, ainda, aprendendo com elas, que teimam em aparecer.

Não sei o que aconteceu comigo, mas sei que foi mágico, pois Deus me enviou um mensageiro o qual tocou meu coração que, naquele instante, explodiu em bênçãos de amor e carinho. A fé, a esperança, a força e a luz voltaram a povoar meu universo.

Quantas pessoas estão sendo iluminadas pela sua existência…Receba tudo de melhor que eu possa lhe oferecer, por toda minha vida, meu amigo.

Obrigada, por me lembrar, através de seu exemplo e de suas palavras, que nós somos linhas tortas por onde Deus escreve Sua Sabedoria. E no seu traçado, Ele não nos coloca onde Sua Graça não possa proteger-nos”.

Em 30 de dezembro a Rosangela informou que está muito melhor, dorme bem, após realizar o Processo Mutação.

Nesse mesmo dia alegou dores no rosto e na cabeça, a psicóloga que realiza SE com ela informou que a causa é a construção nos dentes.

Indiquei, faça oração e meditação, energize água numa vasilha, colocando sob o copo um papel com a palavra ou nome que surgir em sua mente na meditação. Após alguns minutos, banhe o rosto com a água.
Terminado esse processo, enxugue o rosto e friccione as mãos, colocando-as sobre o rosto, por três vezes  ou mais.

Eu sempre afirmo que o corpo é o último a perdoar. Voce realiza sua vida, se relaciona, tem atitudes, sonhos, enfim vai passando pela vida. Seu corpo vai registrando tudo, nao perde um detalhe, tanto do Bem como do Mal. Você, como ser social, religioso, profissional e espiritual vai se transformando. Sua alma cresce e expande sua energia. Sua personalidade se altera. E o corpo vai agasalhando você e tudo que pensa e realiza.

No entanto, por ser composto de celulas ainda em estagio rudimentar, o corpo as vezes ficam refém de lembrancas que se fixam e cristalizam. E num dado momento, acionadas por fatos, emocoes ou palavras estas recordacões aparecem ou se revitalizam causando dores e impedimentos.

Rosangela exemplifica, com um caso de familia. “Lembro-me de uma experiência que pode ser interessante. Tenho um irmão que é mais novo do que eu 14 anos (somos 9 irmãos, sou a nº 4). sempre que nos aproximávamos, eu sentia um aperto no coração e não identificando o motivo achava que ele não gostasse de mim. Por este motivo fui me afastando, sem nunca ter comentado este fato, com ninguém.

Um dia, fazendo exercícios de perdão, eu disse:”eu me perdôo e peço perdão a todos que eu um dia magoei”. A imagem de meu irmão apareceu em minha frente, quando ele era criança. Me lembrei de que eu havia escutado de uma pessoa, que se dizia vidente, que eu perderia um dos dois irmãos caçulas.

Na minha mente desejei que então fosse este irmão. Felizmente nada aconteceu e tudo foi esquecido, por mim, até o momento desta prece. Ao recordar, sentí o mesmo aperto no coração e entendí o que acontecia comigo, em relação a ele. Fiz uma prece, me perdoei, realmente, por isto e abracei o espírito dele, pedindo que também me perdoasse, por este pensamento tão triste do passado.

Ele nunca soube disto, mas hoje, qdo nos encontramos, meu coração fica feliz e nos abraçamos alegres. Ele mora no apto acima do meu e antes disto, nos víamos esporádicamente. Hoje, nos vemos todos os dias, trocamos confidências, viajamos juntos.

Uma experiência incrível. Mesmo sem saber de nada, a forma dele se dirigir a mim mudou completamente. Aquela frieza do passado não existe mais”.

Como se vê, as experiências e conquistas da Rosangela eh uma prova concreta do que podeos causar no nosso corpo e alma.
E tambem ela mostra com atitudes, que podemos desfazer traums, dores, com esperança, coragem e fé em Deus e em si mesmo.

Mais informacões, sobre Fibromialgia

Na Revista Mente e Cerebro – Abril de 2007 ha o depoimento de Sandra Kaufmann, 55 anos.
“Os sintomas começaram no nascimento do terceiro filho. Dores difusas, em diferentes partes do corpo, impediram-me de trabalhar”.

Alguns sintomas
Fadiga crônica, perturbações do sono, enxaqueca, etc.

Causas
De acordo com pesquisas e estudos feitos por Ulrich Egle na Universidade de Mainz, a hipótese mais provável é dela surgir a partir de experiências traumáticas na infância, violências físicas ou negligência dos pais.

Outras Causas
Baixa auto-estima, perfeccionismo, autocrítica severa ou busca obsessiva de detalhes. Eventos repentinos ou radicais, como desemprego, morte na família e separações.

Localização
O problema está no sistema nervoso central, segundo Siegfred Mense, neurobiólogo da Universidade de Heidebeerg.

DESCRIÇÃO DE COMO  O PROCESSO SE INICIA
Rod Streiger, numa entrevista com Oprah  Winfrey, relatou que teve depressão durante décadas, iniciada após ter feito uma cirurgia. Ele a descreve assim:  Eu comecei a entrar lentamente numa névoa gordurosa, amarela e espessa que  permeou meu corpo, meu coração, meu espirito e minha alma. Ela me tomou, roubando-me a vida.

Sempre que você estiver numa situação que pode causar a sua morte, pode acontecer em seu psiquismo a configuração de um trauma, porque há como que uma memória genética no ser humano que denuncia uma fragilidade diante da morte. Com o desenvolvimento de outras partes mais nobres do cérebro, a parte instintiva ficou como que muito inativa. Então, quando acontece a eminência da morte (pode ser qualquer situação, até uma extração de dente, um vestido rasgado na festa de quinze anos), o cérebro humano fica confuso, inibe o nosso impulso instintivo, e prende a energia criada por aquele fato.

No entanto, o trauma não está no acontecimento em si, mas sim  no resíduo congelado de energia que não foi resolvido e descarregado. Este resíduo ficará preso no sistema nervoso onde poderá causar danos ao corpo e ao Espírito.

Nancy se reencontrou com ela mesma

Numa sala de aula na faculdade, ela teve uma grave crise de pânico e desenvolveu a síndrome agorafobia (medo de lugares abertos, públicos). Foi a uma clínica, estava em péssima condição emocional. Diante dela e não tendo nenhuma pista, o terapeuta, intuitivamente, sugeriu que ela imaginasse naquele momento a presença de um tigre e que ela tinha de correr, se esconder e subir numa árvore, para se livrar daquele animal. De pronto, ficou atônita, as pernas tremeram e ela deu um grito lancinante. Ficou prostrada, imobilizada e daí em diante passou a falar de uma situação que vivera quando ainda era menina, fora imobilizada com truculência numa mesa cirúrgica, para extração das amígdalas. Como se vê, esse fato acontecido quando era menina, teve repercussão em seu corpo e se manifestou vintes anos depois.  Ao sair do consultório, ela disse que “se sentia ela própria, de novo”.

A viagem/mutação pelos Portais do Corpo um bom caminho

Nem sempre se torna necessário o processo catártico e a lembrança ou sensação do fato causador do trauma, basta apenas se realizar um processo que possa desalojar o “quantum”  de energia que esteja retido, guardado no sistema nervoso da criatura.

Noutras vezes, é preciso se elaborar um caminho perceptivo, onde os órgãos do corpo humano funcionam como portais, através dos quais poderemos encontrar a fonte de energia represada. Nesse caso, poderá ser interessante realizar um exercício onde você possa perceber cada parte do seu corpo, nesse passo, basta apenas sentir, evite tentar entender, apenas sinta, respire e observe suas partes corporais.

Elabore imagens, como se você esteja ouvindo pássaros cantando; o riso de crianças brincando no quintal; uma fina corrente de água, batendo nas pedras e jogando gotinhas frescas em seu rosto; você está vendo o Sol se por entre duas montanhas, deixando no céu um rastro colorido. Sinta as imagens, no seu corpo, abra espaço em seu Universo para que esses sons, imagens e sensações percorram cada parte do seu corpo.

Seu corpo quer proteção
O trauma não é um monstro que precisa ser destruído. Ele não foi criado por alguém, não há punição, desleixo, desatenção, desastre. Foi apenas uma atitude do seu corpo se protegendo; seu cérebro buscou um caminho para que você não sofresse tanto. Tenha paciência, aguarde, deixe tudo acontecer naturalmente. Passo a passo você poderá soltar essa energia.

Fotos de Família
Pegue fotos antigas da família, de passeios, de pessoas que fazem parte de sua história, tanto em casa como no trabalho. Observe a fotografia, com atenção, examine cada detalhe de quem está ali. Recorde-se de tudo o que vier em sua mente, procurando detalhes, cores, formas e tempo. Respire naturalmente, relaxe. Sinta o efeito da energia que vem dessas lembranças, dessas pessoas. Observe tudo e deixe que a energia circule em seu corpo e mente, como se você estivesse num rio e a água estivesse batendo em seu corpo, subindo e descendo sobre você, molhando suas pernas e pés… Observe tudo e sinta.

Indico
FLORAL AUSTRALIANO
DANDELION

WILSON FRANCISCO

email – wilson153@gmail.com

LIVROS PARA CONSULTA
O Toque da Cura – Alice Burmeister e Tom Monte
O Despertar do Tigre (curando o trauma) – Peter Levine com Ann Frederick
O Corpo Sente, o Corpo Dói – Evelyn Goldenberg
Síndrome de Fibromialgia – Leon Chaibow

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior