Tamanho
do Texto

Providência Divina

A palavra providência é muito bem entendida no cotidiano da vida humana, afinal são muitas as providências diárias para alcançar-se determinados objetivos, prevenção contra incidentes ou doenças e mesmo na organização de uma casa, de uma empresa, na vida individual, familiar, coletiva, social. Vários exemplos podem ser citados e são bem conhecidos no sentido da palavra providência.

Acrescente-se, todavia, o adjetivo Divina, como usado na expressão que intitula o texto, e logo se compreende que se trata da Providência de Deus para com suas criaturas, entre elas os seres humanos, uma vez que as criaturas de Deus não são apenas os seres racionais. Isso inclui desde a criação, os cuidados com tudo que criou e a sequência natural da própria vida, onde é clara a atuação permanente e bondosa em favor do equilíbrio, da felicidade e do progresso.

A providência divina é a solicitude (ou os cuidados) de Deus para com sua criação. Considerando que Deus é eterno, imutável, onisciente, onipresente, único, imaterial, soberanamente justo e bom, deduz-se com facilidade que Deus tudo sabe, tudo vê, tudo preside, mesmo às questões mais insignificantes.

Aos nossos olhos limitados, muitas ocorrências podem parecer coincidências ou sorte, mas na verdade os fatos demonstram a ação da Vontade Divina, sempre soberana e justa.

Alguns perguntariam, todavia, como é que Deus permite tragédias ou lamentáveis ocorrências que trazem sofrimento – incluídas as mortes prematuras, acidentes, etc –, mas na verdade o auxílio do Todo-Misericordioso pode estar também na esperança frustrada, na doença prolongada, na carência material, no sonho adiado, na adversidade sem solução imediata, na supressão de possibilidades, entre outras questões que para nossa limitada compreensão significam sofrimentos. Todavia, considere-se que esses fatos enquadram-se na necessidade de aprendizado ou amadurecimento do envolvida com as difíceis questões.

Afinal porque para uns tudo dá certo? E para outros tudo é contrariedade e dificuldade?

Deus seria parcial e caprichoso? Não, isso é coerente com sua grandeza, bondade e sabedoria.

A origem dessas aparentes injustiças está em causas que só Deus conhece realmente.

O fato patente, todavia, é a presença amorosa, cuidadosa do Criador em tudo. As adversidades que enfrentamos são degraus de aprendizados e amadurecimentos.

Nada, pois, de desânimos ou tristezas. Sigamos adiante, sempre confiantes, pois todos somos filhos do Amor de Deus, que tudo providencia para nosso crescimento e felicidade.  E diante dos desafios, considere-se também que muitas aflições poderiam ser evitadas se vivêssemos as leis de amor estabelecidas pelo mesmo Pai de todos nós.

Busque-se conhecer, ampliar o conhecimento. O que sempre me encantou é pensar na grandeza de Deus! Quanto mais se aprende, se amadurece, maior o respeito e a gratidão que brotam espontâneas em direção a Deus. Pela sua grandeza, presença, bondade!

 

Autor: Orson Peter Carrara

Comentários

logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_uniespirito logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior