Tamanho
do Texto

Quando O Velho se Torna Novo

Chegou o final de mais um ano e com ele os resultados dos esforços empreendidos para o alcance das metas estabelecidas. Sejam no campo profissional ou no pessoal.

Em muitos itens, alguns de nós devem ter conseguido fechar as contas e ter cumprido direitinho o “dever de casa”. Já em outros, podem ter deixado a desejar.


São vários os casos que podemos citar como exemplos, a saber: o planejamento da viagem de férias, contemplando o inesquecível verão; a compra de um carro novo ou de um novo carro; a aprovação no vestibular; a conquista de um campeonato; fechar o ano com um bom saldo no bolso; assim por diante…


Bom! São tantos os exemplos. Entre sonhos realizados e pesadelos vividos, a decepção e o sucesso. Um ano “entre tapas e beijos”, mas com mais “beijos do que tapas” para muitos, talvez a maioria.


Os velhos sonhos que deixamos para realizá-los neste ano, são velhos que se tornaram novos diante de um novo planejamento e estabelecimento de novas metas. Se não realizados, continuarão os velhos se renovando anos após anos. Mas… sigamos a toada!


Não importa se neste ano não conseguimos realizar aquilo que desejávamos, que planejamos e que transformamos em metas.


Em nada adianta lamentarmos o passado e o nosso comodismo diante de situações que deveríamos ou não ter dado solução ou prosseguimento.


Agora, de uma coisa fiquemos todos nós sabendo de que algo importantíssimo é necessário que façamos já!

 

É transformarmos os velhos sonhos em novos sonhos, renovando a nossa maneira de encará-los e de planejarmos a sua realização para o novo ano que se chega.


É tirarmos proveito dos erros e dos acertos para prosseguirmos com mais segurança nas estradas do ano vindouro que, por certo, estarão repletas de obstáculos e desafios que exigirão de cada um de nós o empreendimento de esforços para a superação até mesmo de nós mesmos.


Que prossigamos com a sensação de felicidade em busca da felicidade que já se encontra dentro de nós, promovendo reflexões sobre a nossa intimidade, da nossa capacidade, das nossas facilidades e dificuldades.


Que possamos nos conhecer e nos reconhecer, transformando os velhos sonhos e em novas metas, adotando novas posturas de otimismo, sintonizando os pensamentos com as vibrações positivas da vida, porque o velho e o novo, na verdade, não estão nas coisas, mas em cada um de nós, no modo que pensamos e conduzimos a própria vida.


Abraço a todos e um feliz 2018, repleto de muita paz e alegria. E muito trabalho!

 

Autor: Yé Gonçalves

Contato: yegoncalves@gmail.com

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior