Tamanho
do Texto

Reuniões de educação da mediunidade II

José Queid Tufaile Huaixan

Um dos fatores que mais preocupam os médiuns iniciantes é o animismo. Como estão começando, é natural que sintam insegurança quanto à atividade que vão desenvolver.

O dirigente deve conversar freqüentemente com os medianeiros sob sua responsabilidade. Um clima amigável será fundamental para o sucesso do trabalho que se pretende realizar. Os principiantes devem se sentir em casa, como se estivessem numa família. O responsável pelos trabalhos é quem construirá este clima de simplicidade e segurança entre os participantes. A princípio, geralmente o médium sente-se inseguro. O dirigente deverá ajudá-lo, dizendo que esta preocupação é natural, mas que ele não deve absolutamente preocupar-se com isso. Com o tempo, o medo de servir na seara mediúnica desaparecerá.

Os iniciantes devem ser informados sobre o que é o transe mediúnico. Ninguém deve ficar esperando que os Espíritos desencarnados venham tomar-lhes o corpo físico e movimentar-lhes os órgãos vocais ou de escrita. O transe é uma espécie de representação, semelhante às que se verificam nos teatros. O medianeiro vai ficar “tomado” de um personagem estranho e vai transmitir suas idéias para a mesa. É evidente que ninguém troca de personalidade como se trocasse de roupas. Existem dificuldades a serem vencidas, mas o exercício constante logo demonstrará aqueles que são capazes de realizar a tarefa. Alguns médiuns têm mais capacidade representativa, outros menos, mais isso não deve desanimar aqueles que estão começando. O dirigente precisa deixar claro que cada um tem um potencial e que a experiência modificará a situação dos trabalhadores que tiverem mais dificuldades.

Outros servidores podem não conseguir desenvolvimento a contento. Há médiuns, cujas faculdades não saem do plano intuitivo e não servem às experiências mais ostensivas de atendimento a sofredores. Porém, podem trabalhar em outras atividades, comuns à sessão, tais como o serviço de secretariado, do passe, da doutrinação e mesmo na posição de simples colaboradores em vibrações.

Nas sessões de desenvolvimento mediúnico verifica-se que o rendimento em termos de produtividade é muito variável. Isso se dá em virtude da oscilação moral e energética de cada trabalhador. Médiuns iniciantes são muito instáveis emocionalmente. Há dias em que produzem a contento, e em outros de forma deficitária. Tudo isso, porém, são oscilações naturais do serviço de quem está dando os primeiros passos na senda mediúnica do Bem.

Nada é mais prejudicial ao médium iniciante do que a indisciplina e o amor próprio. A mediunidade se aperfeiçoa com a experimentação. Ninguém é médium pronto. O ideal seria que o medianeiro se submetesse ao exercício da mediunidade pelo menos duas vezes semanalmente Nem sempre tal freqüência é possível, porém, recomenda-se que ela nunca seja inferior a uma vez por semana.

Nos casos de desenvolvimento de psicografia, o exercício poderá ser mais freqüente, podendo chegar em alguns casos, ao treinamento diário. Mas nos trabalhos de psicofonia, onde ocorrem “incorporações” mais ou menos intensas, com desgastes energéticos e fluídicos, é desaconselhável que aconteça mais que duas vezes semanalmente. A perda de energia e drenagem fluídica excessiva pode causar danos ao organismo.

O amor próprio é uma praga que se faz presente em muitos situações. Todos nós somos Espíritos imperfeitos e ainda não conseguimos nos livrar de atitudes geradas pelo orgulho e pela vaidade. Quem somos nós, sem a ajuda e a proteção dos Espíritos superiores? Portanto, não há motivo para nos envaidecermos nas sessões de educação da mediunidade ou em qualquer lugar que seja. Sempre seremos aprendizes da escola do Cristo.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior