Tamanho
do Texto

O sentido do Natal

O Natal não tem um sentido em si mesmo. O sentido do Natal é aquele que as
pessoas lhe atribuíram ao longo dos séculos. A bem da verdade, Jesus não nasceu
na noite de 24 para 25 de dezembro. Os pesquisadores dos relatos sobre o seu
nascimento, contidos nos evangelhos canônicos e apócrifos, são inclinados a
situar o seu nascimento na Primavera e não no Inverno. Se o evangelho de Lucas
está certo sobre a noite do nascimento de Jesus, não haveria pastores nos
campos, como consta de sua narrativa (Lc.2,8), caso o acontecimento tivesse se
dado durante o Inverno do Hemisfério Norte.

“Mas como, então, o Natal passou a ser comemorado no dia 25 de dezembro?”,
pode alguém perguntar. É que no século IV, quando o cristianismo passou a ser a
religião oficial do Império Romano, em substituição aos cultos pagãos, havia a
celebração de uma festa muito popular na religião do deus Mitra, que simbolizava
a luz divina, exatamente nessa data. Era quando o sol, após ter descido no ponto
mais baixo na linha do horizonte (o Solstício de Inverno), reiniciava o
movimento de ascensão em direção ao zênite. A decisão, pois, de celebrar o Natal
nessa data foi política e visava esvaziar as comemorações do culto a Mitra. Com
isso a Igreja absorvia toda a beleza da festa pagã que caracterizava-se por ser
uma festa muito colorida e luminosa, como o é até hoje.

Não estamos propondo mudar o dia de comemoração do Natal. Mesmo porque
ninguém saberia dizer qual é a verdadeira data do nascimento de Jesus. Do ponto
de vista simbólico, o Solstício de Inverno, no Hemisfério Norte, representa a
ocasião perfeita para sua celebração, que é quando a luz do Cristo que acabava
de nascer começa também a brilhar sobre toda a humanidade.

Falamos no início sobre a importância de nós mesmos darmos sentido às
festividades de Natal. Assim, o espírito de confraternização, de amor e
reconciliação deve partir do coração de cada um de nós. O Natal terá o sentido
que nós lhe emprestarmos. Houve um santo cristão que afirmou algo a esse
respeito, quando disse que “de nada adianta Jesus ter nascido em Belém se o
Cristo não nascer no coração de cada um de nós”. Portanto, vamos trabalhar nesse
sentido, nesse e em todos os Natais.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior