Tamanho
do Texto

CARNAVAL NO TEMPO DE AGORA

artigo-carnaval-300x300

Marisa Cajado

Ante o carnaval, conservemo-nos em paz.  Sabemos que a moral cristã habita dentro de nós, regida pela lei moral gravada na consciência.

No caminhar termos que desenvolvê-la e uma vez  desenvolvida saberá conduzir-nos a caminho de nossa felicidade.

Como reconhecê-la. Isso não é difícil só colocarmos nossos atos na conformidade do Evangelho.

É difícil sabemos e sabemos também que muitas vidas teremos de viver para aplicá-lo na íntegra. Mas é preciso começar, no dia a dia, em nosso lar, no campo do trabalho profissional, na vida pública.  A dificuldade reside no egoísmo que trazemos. Não conseguimos enxergar no próximo um irmão, não conseguimos o desapego das coisas mais simples que achamos nos pertencem, não conseguimos ainda entender as ofensas e buscar-lhes o verdadeiro sentido, não conseguimos acreditar realmente em Deus e em Jesus. Num exame de consciência mais profundo iremos encontrar em nós mesmos todos estes entraves e então, só começar um pouquinho por dia e persistir. Nossa vontade direcionada com fé atrairá os espíritos esclarecidos sempre atentos. A ajuda virá com certeza.

 

Para vocês a letra de uma melodia que nos enviou Sergio Bittencourt.

 

SE EU SOUBESSE

 

Se eu soubesse o que sei agora

Aqui nesta hora não sofria tanto

Se eu soubesse o que sei agora

Antes de vir embora

Era outro o meu canto

Se eu soubesse que na outra vida

Nós prestamos conta

Tostão  por tostão

Punha o trabalho na frente de tudo

Ficava mais mudo e menos brigão

Se eu soubesse

Que no fim da estrada

Fica o que juntamos

Sem trazermos nada

Se eu soubesse

Que é o que damos

Só o que levamos

Nada eu guardava

Se eu soubesse

Na conta divina

Quem fica por cima

É quem mais se esquece

Tecia na prece

Meu plano de ação

Candeia que ilumina

A mente e o coração

 

Sérgio Bittencourt – Guarujá, 29/09/89

 

E agora uma poesia para a época de carnaval.

 

 

MEU CARNAVAL

 

Marisa Cajado

 

Assim eu quero sambar

E a todos me juntar

No bloco imenso da vida

Colocar a fantasia

Bordada em contas, por dia

A cada dificuldade vencida.

 

E no batuque da luta

Enfrentando a labuta

Compor o meu samba enredo.

Na marcha deste carnaval

Bem vai a frente do mal

E o amor não faz segredo.

 

E feliz em minha cantiga

Desfilo na passarela amiga

Da avenida  Universo.

Do samba fazendo canção

Em feitio de oração

Na simples rima do verso.

 

Quiçá lá no fim da estrada

Encontre uma veste bordada

De luz, estrelas e ainda mais.

Compondo uma escola de samba

Cujo tema se flamba

No fogo eterno da paz.

 

 

 

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior