Tamanho
do Texto

Deus Cria e Mantém, o Homem Transforma

Deus Cria e Mantém, o Homem Transforma

Nesta medida, encontramo-nos imersos num oceano de vibrações, numa escala
quase infinita, no qual o universo mergulhado, desde este grão de areia que
baila no Cosmos aos quadrantes mais distantes do espaço interestelar,
co-habitamos em Deus, sentindo-lhe o hálito divino derramado no jardim azulino
do infinito, no longo trajecto de suor e trabalho, de amor e lágrimas que
empreendemos até ele.

A ciência académica, ao estudar o princípio material, vai lentamente
avançando para estudos mais aprofundados em realidades diferentes, onde os
instrumentos de análise são cada vez mais aperfeiçoados, adentrando em esferas
psíquicas mais acentuadas na busca incessante da origem do homem, da vida, do
mundo e do universo, penetrando em dimensões infinitas do espaço sideral,
desbravando caminhos inimagináveis ao encontro da intimidade da matéria.

Muito embora no campo científico da actualidade, as grandes explosões do
saber tenham dado origem a ciências tão importantes como a física nuclear, a
engenharia genética ou a exploração espacial, na era de conquistas científicas e
tecnológicas, onde equipas de cientistas compostas de físicos nucleares,
astrofísicos e biólogos, espalhados em todas as latitudes, nas exaustivas
pesquisas laboratoriais, possuidores de sofisticados aparelhos electrónicos,
aceleradores de partículas, potentíssimos microscópios e deslumbrantes
radiotelescópios que descodificam milhões de mensagens provenientes do Espaço
distante, não atingiram ainda o êxito desejado, nas respostas plausíveis aos
grandes porquês da vida.

Revolvendo o livro histórico da Humanidade, onde muitas páginas se encontram
escritas, mas onde outras eternizam-se pela brancura que ainda apresentam, em
todos os departamentos da vida humana, descendo aos abismos das ideias que
vingaram no percurso dos séculos, ao apreciável contributo no deslindar de novos
conhecimentos, desde o despontar de novas filosofias, religiões e ciências, aos
homens que deixaram traços de sangue na história dos tempos, desde as grandes
conquistas imemoriais, à descoberta de leis e princípios gerais na regulação das
sociedades humanas, das formosas expressões artísticas trazendo em embrião
códigos de mensagens felizes, às geniais estrelas cadentes que salpicam a Terra,
deixando inscritos, em adocicada mensagem, rastos de luz, vamos encontrar na
página do século XIX da nossa era, precisamente nas linhas anuais de 1857,
endossada ao homem pela espiritualidade superior, uma notável doutrina, recheada
de um contributo apreciável de informações, para enriquecer e facilitar à mente
humana, o entendimento dos intrincáveis problemas que envolvem a nossa
Humanidade.

O conhecimento universal sintetizado em seus admiráveis princípios, na
definição das leis gerais que regem o Universo, traçando ao homem a rota
preciosa que o conduz à felicidade, alçando voo nas asas do conhecimento e do
amor, descobrindo nas lutas redentoras a direcção da angelitude.

O espiritismo, é, pois, doutrina educativa que visa a melhoria do homem,
fornecendo-lhe a chave para a sua própria identificação e finalidade, buscando
esclarecer e orientar, libertar e conduzir a criatura humana. Nessa ideia, o
Consolador prometido, ensina-nos a realizar essa viagem cósmica ao interior de
nós próprios, levando o archote do conhecimento na iluminação dos nossos
sentimentos, para que, a partir daí, aprendamos a espargir o perfume do amor,
galgando os patamares das esferas siderais e como co-criadores com o Pai de
misericórdia, darmos as mãos aos que vêm na retaguarda e estendermos as nossas
ao incomparável amigo Jesus, orientando-nos os passos ainda vacilantes no
caminho da perfeição.

Bibliografia:

  • O Livro dos Espíritos, Allan Kardec, edição CEPC.
  • O Livro dos Médiuns, Allan Kardec, edição CEPC.
  • A Génese, Allan Kardec, edição LAKE.
  • Reencarnação e Imortalidade, Hermínio C. Miranda, edição FEB.
  • O Consolador, Emmanuel, edição FEB.
  • A Matéria Psi, Hernâni Guimarães Andrade.
  • Evolução em dois mundos, André Luiz, edição FEB.

 

logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior