Os documentos, fotografias e cartas contidos nesta página fazem parte do conteúdo do livro Autonomia - A História Jamais Contada do Espiritismo. No livro, você irá descobrir o que aconteceu após a morte de Allan Kardec com o Verdadeiro Espiritismo à partir de investigações e registros encontrados pelo pesquisador Canuto de Abreu na França. Depois deste achado, ocorre uma trama complexa envolvendo saques, destruição e roubos destes documentos. Este acervo é recuperado, porém, por meio de Chico Xavier, Emmanuel diz que ainda não é hora de ser divulgado. Agora essa hora chegou! A hora de se retomar as bases autênticas de uma gigantesca revolução moral fundamentada em autonomia intelectual, autonomia moral e até autonomia com relação à crença.

Tamanho
do Texto

léon denis
Página 121

Léon Denis

O legado de Canuto Abreu, reunido por décadas, em diversas partes do mundo, em busca da verdadeira história do Espiritismo, é um patrimônio de grandeza inestimável. Em Paris, visitou e fez entrevistas com os leais pioneiros como Léon Denis, Flammarion, Gabriel Delanne, Henri Sausse, médiuns que participaram das reuniões da…

saiba mais
psicografia emmanuel
Página 116

Psicografia Emmanuel

Canuto Abreu tinha clara dimensão da grandiosa tarefa de narrar a verdadeira história do Espiritismo, a partir de documentos manuscritos redigidos por Allan Kardec. Foi avisado pelos espíritos superiores de que os inimigos invisíveis iriam aliciar médiuns, alguns por ignorância, outros por interesse financeiro, para desviar o movimento espírita de…

saiba mais
chico xavier canuto abreu
Página 110

Visita Canuto a Chico Xavier

Chico Xavier nasceu em Pedro Leopoldo, Minas Gerais, no dia dois de abril de 1910. Seu pai, João Cândido foi operário da fábrica de tecidos e vendia bilhetes de loteria para completar o orçamento da família. Maria de São João de Deus também trabalhava na fábrica e lavava roupa para…

saiba mais
canuto abreu
Página 109

Carta Canuto para Chico

Uma das mais amareladas páginas do acervo de Canuto Abreu preservado no CDOR (Centro de documentação e obras raras da FEAL – Fundação espírita André Luiz), rodeada por manchas escuras e com as bordas corroídas, é uma cópia de missiva datilografada sobre papel de seda leve e macio. O cabeçalho…

saiba mais
manuel quintão
Página 105

Carta Manuel Quintão

Manuel Justiniano de Freitas Quintão, mais conhecido em sua época como Manuel Quintão, nasceu em Valença - RJ, no dia 28 de maio de 1874. Morreu no Rio de Janeiro, em 16 de dezembro de 1955. De profissão era jornalista e escritor, atuou como médium espírita dando receitas homeopáticas orientadas…

saiba mais
confúcio
Página 101

Regulamento Confúcio

O advogado Angeli Torteroli, ao tornar-se espírita, passou a participar das atividades da Sociedade de estudos Espiríticos – Grupo Confúcio. O nome é homenagem ao espírito familiar que participara das sessões mediúnicas oferecendo ensinamentos. Foi o primeiro grupo espírita da Capital do Império, Rio de Janeiro, fundado em 2 de…

saiba mais
guérin
Página 92

Aporte Guérin

Leymarie, representante legal do legado de Allan Kardec ao assumir a tarefa de administrar a continuidade de suas obras, em troca de recursos financeiros, cedeu às investidas de Jean Guérin, o mais próximo e fiel seguidor do rico advogado Jean-Baptiste Roustaing, que lhe conferiu a missão de gerir milhares de…

saiba mais
espiritismo
Página 71

O Espiritismo e as Religiões

O pesquisador e escritor espírita Silvino Canuto Abreu (1892–1980) é o maior historiador do Espiritismo, tendo em seu acervo pessoal cerca de dezoito mil obras raras, a maioria tratando do tema, escreveu quarenta mil páginas entre pesquisas, apontamentos, artigos, traduções e livros inéditos. Além de ter reunido mais de mil…

saiba mais
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior