Tamanho
do Texto

Nem Céu, Nem Inferno – Cartas de Kardec para Roustaing

Em 1860, o advogado Jean-Baptiste Roustaing conheceu o Espiritismo por meio de seu amigo, o também advogado André Pezzani, de Lyon. Na cidade de Bordeaux, onde morava, Roustaing viria a conhecer o grupo do Sr. Sabò, pessoa que ele elogiou na Revista Espírita como sendo um excelente e verdadeiro espírita.

Em 1861, Allan Kardec realizaria sua segunda viagem espírita e Bordeaux era a última paragem antes do retorno. Sabò estava estabelecendo uma sociedade de estudos com diversos grupos familiares, que concorreria para a universalidade do ensino e receberia todo o apoio do codificador, que viria a se hospedaria em sua casa.

Estranhamente, Roustaing escreve uma carta para Kardec, às vésperas da viagem, tentando dissuadi-lo de encontrar esse grupo, onde Kardec só teria decepções. Afirmou, ainda, que a casa do Sr. Sabò era precária para a hospedagem do mestre, então o convidou para uma visita exclusiva em sua casa de campo, ao que Kardec, em 12/10/1861, lhe responde de maneira dura, mas educada e esclarecedora.

Após seu retorno a Paris, Kardec escreve nova carta a Roustaing em 29/10/1861, relatando que a viagem foi um sucesso e que a família Sabò é bem digna de estima, diferente do quadro sombrio pintado por Roustaing. Enfim, registrou que a falta de tempo o impediu de visitá-lo em sua casa de campo.

No ano seguinte, em 11/02/1862, Kardec escreve uma terceira resposta a Roustaing, lamentando o sentimento de animosidade que este nutre em relação a seu amigo Sabò, e pedindo que lhe deixe o cuidado de julgar por si mesmo se ele é digno de sua amizade. Enfim, de sua posição, ele afirma ao advogado de Bordeaux que existem coisas bem grandiosas, diante das quais as mesquinhas rivalidades se apagam, e que ele devia saber apenas que tudo o que está dito se cumprirá para a maior glória de Deus e para a felicidade da humanidade.

Naquele mesmo ano de 1862, quando Kardec se preparava para seguir de Lyon a Bordeaux, os espíritos ainda viriam a confirmar-lhe a personalidade orgulhosa de Roustaing (manuscritos CDOR Lucas 010_01-21), presa fácil da obsessão que daria origem ao maior desvio do Espiritismo.

Estes manuscritos são mencionados no livro nas páginas 233, 241, 243 e 244 do livro Nem Céu nem Inferno – As leis da alma segundo o Espiritismo.

Você gostou deste conteúdo?

Todo o conteúdo produzido pela Fundação Espírita André Luiz é aberto e gratuito e, com a sua ajuda, sempre será.

Ao todo são transmitidas 180 horas mensais de programas ao vivo e 240 horas mensais de programas inéditos através de nossos canais de comunicação: Rádio Boa Nova, Tv Mundo Maior e Portal do Espírito. Nós acreditamos que o acesso aos ensinamentos da doutrina espírita muda o mundo, mas manter uma estrutura deste porte é muito caro, por isso a importância do apoio de nossos leitores.

Quando você apoia iniciativas como a nossa, você faz com que pessoas que não podem pagar pela informação continuem tendo acesso a ela.

Ajude o espiritismo a alcançar mais pessoas

Apoie essa causa <3
logo_feal radio boa nova logo_mundo_maior_editora tv logo_mundo_maior_filmes logo_amigos logo mundo maior logo Mercalivros logo_maior